Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Os destaques de 2015 nos cinemas
    Por Francisco Russo — 27 de dez. de 2015 às 00:01

    É hora de relembrar os fatos mais importantes no mundo do cinema ao longo do ano quase encerrado!


    Vai um chicotinho aí?

    Sexo vende, tanto na literatura quanto no cinema. A velha máxima foi mais uma vez confirmada com o frisson em torno de Cinquenta Tons de Cinza, que teve pré-estreia mundial em pleno Festival de Berlim! Comentários negativos surgiram de todo lado, não apenas em relação à história criada por E.L. James mas também à escolha de Jamie DornanDakota Johnson como protagonistas, mas fato é que o longa fez bonito nas bilheterias: cerca de 6,6 milhões de espectadores no Brasil e bilheteria mundial de US$ 570 milhões. As sequências, Cinquenta Tons Mais Escuros e Cinquenta Tons de Liberdade, já estão devidamente encomendadas.



    A polêmica de Sniper Americano

    O mais recente filme dirigido por Clint Eastwood estreou nos Estados Unidos em pleno Natal, em circuito limitado. Na época, ninguém poderia imaginar que a cinebiografia de Chris Kyle, o atirador mais letal do exército norte-americano na Guerra do Iraque, poderia se tornar o filme de maior bilheteria no país entre os lançados em 2014 e ainda receber seis indicações ao Oscar (e vencer na categoria de edição de som). Entretanto, todo o sucesso de bilheteria foi ofuscado pela polêmica em torno do modo como os iraquianos eram retratados no longa-metragem, chamados de "terroristas" e "bárbaros" pelo personagem de Bradley Cooper. Um certo bebê pouco convincente também bombou nas redes sociais...



    Vida longa e próspera!

    Em 27 de fevereiro, um ícone da ficção científica se foi. Leonard Nimoy, o eterno intérprete de Spock na série Jornada nas Estrelas (ou Star Trek, no original), faleceu devido a uma doença pulmonar. Homenagens de todo o tipo foram feitas, seja por fãs ou pelos elencos de Star Trek: Sem Fronteiras e The Big Bang Theory, e até mesmo o filho de ator iniciou um crowdfunding para rodar um documentário sobre o pai. Além disto, a Apple resolveu homenageá-lo com um emoji especial.



    O Homem-Pássaro

    Só deu Birdman no Oscar deste ano! A comédia dramática dirigida por Alejandro González Iñárritu faturou quatro Oscar, incluindo as cobiçadas estatuetas de filme e direção. Por mais que Michael Keaton tenha perdido o duelo com Eddie Redmayne na luta pelo prêmio de melhor ator, o Homem-Pássaro voou alto na maior premiação do cinema mundial.



    Girl power

    Um dos pontos altos do Oscar 2015 foi o discurso inflamado de Patricia Arquette a favor dos direitos iguais entre homens e mulheres. "É tempo de termos igualdade de salários para todos e direitos iguais para as mulheres nos Estados Unidos", disse ao receber a estatueta de atriz coadjuvante, por Boyhood. Palmas para ela!

    Curiosamente, 2015 foi o ano em que dois blockbusters se renderam ao talento e potencial de heroínas. Se Charlize Theron brilhou como Furiosa em Mad Max: Estrada da Fúria, tendo até mesmo mais destaque que o personagem título, o que dizer de Daisy Ridley e sua Rey no arrasa-quarteirão Star Wars - O Despertar da Força? Go, girl, go!

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top