Minha conta
    25 anos depois, uma das melhores Cinderelas da Disney está de volta
    24 de nov. de 2022 às 11:11
    Diego Souza Carlos
    Apaixonado por cultura pop, latinidades e karê, Diego ama as surpresas de Jordan Peele, Guillermo del Toro e Anna Muylaert. Entusiasta do MCU, se aventura em estudar e falar sobre cinema, TV e games.

    Personagem estará em produção do Disney+.

    Se tem um "subgênero" da fantasia que Hollywood ainda não se cansou de explorar é o reino dos contos de fada. Catapultadas pela Disney lá no início do cinema, essas histórias já foram adaptadas inúmeras vezes por diferentes estúdios.

    Entre as fábulas cheias de moral e histórias de superação, a narrativa de Cinderela talvez seja um dos contos mais revisitados da história. Apesar disso, poucas encarnações ousaram em apresentar uma protagonista que não fosse branca.

    Cinderela: Disney+ lança versão mais revolucionária do conto de fadas

    Em 1996, esse estigma foi desafiado pela própria Disney ao lançar uma versão completamente nova da personagem, com a cantora Brandy Norwood no papel da protagonista, Whitney Houston como Fada-Madrinha e a lendária Whoopi Goldberg encarnando a Rainha Constantina. O que o filme tem de diferente dos demais? Ele coloca pessoas negras nos holofotes, em lugares onde pessoas não brancas dificilmente se viam representadas.

    A Cinderela

    A trama de A Cinderela funciona como uma adaptação televisiva do musical de Rodgers e Hammerstein. O filme acompanha a jornada de Cinderela (Norwood), jovem gentil que fica à mercê da terrível madrasta (Bernadette Peters) e suas filhas. Até que todas as moças solteiras do reino são convidadas para o baile do príncipe (Paolo Montalbán).

    Quando sua madrasta impede sua chance de participar da festa, ela contará com a ajuda de uma fada madrinha (Whitney Houston) para tentar encontrar um grande amor.

    O retorno de Cinderela

    25 anos depois do lançamento do longa, Brandy retornará ao papel de Cinderela para uma atração do Disney+, no quarto capítulo da franquia Descendentes, que acompanha os filhos de figuras icônicas dos contos de fadas. Intitulado Pocketwatch, o longa funcionará como um prelúdio às aventuras já apresentadas. Além do retorno da atriz, outra cantora também estará no elenco: Rita Ora.

    O filme gira em torno de Red, filha da Rainha de Copas (Ora), de Alice no País das Maravilhas, e Chloe, filha da Cinderela. Opostas, as duas devem se unir para enfrentar desafios enquanto usam um relógio de bolso mágico para viajar no tempo e evitar um golpe em Auradon.

    Além de Zendaya, conheça outras jovens atrizes negras que também merecem sua atenção

    Ainda não há previsão de estreia para o Pocketwatch, mas é possível que o projeto desembarque no streaming em meados de 2023.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top