Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Dia da Consciência Negra: 20 filmes importantes realizados por cineastas negros
    Por João Vitor Figueira — 20 de nov. de 2017 às 07:23
    facebook Tweet

    Dos nomes consagrados aos pioneiros menos conhecidos, o AdoroCinema celebra diretores que ajudam a compor representações mais plurais na sétima arte.

    Selma - Uma Luta Pela Igualdade (EUA, Reino Unido, França, 2014)
    1. Selma - Uma Luta Pela Igualdade (EUA, Reino Unido, França, 2014) +
    Dirigido por Ava DuVernaySelma - Uma Luta Pela Igualdade (2014) apresenta um emocionante retrato da vida do ativista e pastor batista Martin Luther King, interpretado por David Oyelowo. A qualidade do trabalho de DuVernay a tornou a primeira mulher negra a dirigir um longa indicado ao Oscar de melhor filme e ao Globo de Ouro de melhor filme - drama.
    Leia mais

    No dia 20 de novembro se celebra no Brasil o Dia da Consciência Negra, data instituída para aprofundar as discussões sobre raça em um país que ainda carrega traços de uma sociedade escravagista e profundamente racista. Na vasta miríade de debates que envolvem a questão está o ponto da representação. Uma maneira de enfrentar séculos de estereótipos e preconceitos é propor inversões nos discursos dominantes e a cultura ocupa um local importantíssimo neste caso. 

    Quando cineastas negros no Brasil e no mundo assumem o controle da narrativa, o resultado é um cinema mais plural, mais honesto e mais condizente com a ampla gama de temas que compõem a experiência humana. Ainda há um grande caminho em busca da igualdade. No Brasil, por exemplo, apenas 2% dos filmes nacionais de maior sucesso nas bilheterias entre 2002 e 2014 foram dirigidos por homens negros, segundo estudo. As diretoras mulheres não realizaram nenhum. Paralelamente, pretos e pardos, definidos como negros pelo IBGE, compõem 53,6% da população do país.

    Em Hollywood há um pouco mais de visibilidade para realizadores negros, mas ainda assim há muito o que ser feito. Nenhum diretor negro ganhou um Oscar por seu trabaho como cineasta ou levou para casa uma Palma de Ouro em Cannes ou mesmo um Globo de Ouro em sua categoria. 

    Sendo assim, o AdoroCinema aproveita a data para celebrar a produção dos mais diferentes cineastas negros do mundo, donos de estilos, expressões cinematográficas e carreiras de portes distintos uns dos outros (vide o slideshow no início desta notícia).

    A lista abre espaço para filmes assinados nomes consagrados como Spike Lee e também de obras produzidas por jovens e talentosos cineastas brasileiros como André Novais Oliveira. Há menções a trabalhos pioneiros (e obscuros) e filmes celebrados no mainstream. Citamos de obras contemporâneas como Moonlight - Sob a Luz do Luar12 Anos de EscravidãoCorra! aos clássicos do cinema do continente africano.

    Vale ressaltar que não tratamos aqui de querer encontrar e categorizar um utópico e monolítico "cinema negro", afinal, não usamos o termo "cinema branco" para se referir à produções feitas por brancos no Brasil, Europa, Estados Unidos e afins. A lista conta com filmes que, inclusive, não tem o racismo como tema principal, mostrando que a experiência de cineastas negros não pode ou deve ser limitada a isso, e deve incluir outras idiossincrasias do espírito humano como objeto de análise.

    Lembrou de algum outro filme importante dirigido por negros? Conte nos comentários.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top