Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Rodrigo Santoro

    Estado civil

    Atividades Ator, Produtor
    Nome de nascimento

    Rodrigo Junqueira dos Reis Santoro

    Nacionalidade Brasileiro
    Nascimento 22 de agosto de 1975 (Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil)
    Idade 44 anos

    Biografia

    Brasileiro de Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro, Rodrigo Santoro demonstrou interesse pelo mundo das artes desde pequeno, quando adaptava filmes do cinema e da TV para o teatro de sua escola. Se muda para o Rio aos 17 anos, onde ingressou na Oficina de Atores da Rede Globo de Televisão. Ao mesmo tempo, cursou Publicidade na PUC. Em 1993, fez sua estreia na TV com "Olho no Olho", mas só veio a se destaca um ano depois em "Pátria  Minha". Participou ainda de novelas como "Explode Coração", "O  Amor Está no Ar", "Suave Veneno", "Estrela  Guia" e "Mulheres Apaixonadas", e de episódio da série "Comédia  da Vida Privada" e das mini-séries "Hilda Furacão" e "Hoje é Dia de Maria". No teatro, viveu o personagem-título da peça  "D'Artagnan e os Três Mosqueteiros".

    Por ter se formado na TV e por sua bela estampa, Rodrigo  era tido como típico galã de novelas, até  protagonizar Bicho de Sete Cabeças e, em seguida, Abril  Despedaçado, de Walter Salles. Seu sucesso foi tamanho nos dois filmes que a Columbia Pictures o convocou para uma participação especial  na produção internacional As Panteras - Detonando. No cinema internacional, atuou ainda em Simplesmente Amor, 300, Che, O Golpista do Ano, Recém-Formada e O Que Esperar Quando Você Está Esperando. Integrou a série de TV americana "Lost" na 3ª temporada, como o personagem Paulo, um dos sobreviventes da queda.

    Apesar do destaque em Hollywood, nunca deixou de trabalhar no Brasil, participando ainda de produções como Não Por Acaso, Os Desafinados, Heleno, Meu País e Reis e Ratos. Foi comandado por Pablo Trapero em Leonera e Roland Joffé em There Be Dragons.

    Primeiras aparições nas telas

    Olho no Olho
    Olho no Olho
    1993
    Como Ser Solteiro
    Como Ser Solteiro
    1998
    O Trapalhão e a Luz Azul
    O Trapalhão e a Luz Azul
    1999
    Os Normais
    Os Normais
    2001

    Seus melhores filmes e séries

    Carreira em destaque

    23
    Tempo de carreira
    0
    Premiação
    40
    Filmes
    14
    Séries
    0
    Indicação
    0
    Filme

    Gêneros favoritos

    Drama : 40 %
    Comédia : 27 %
    Ação : 18 %
    Romance : 16 %

    No AdoroCinema:

    13
    Vídeos
    74
    Imagens
    187
    Notícias
    853
    Fãs

    Trabalhou bastante com

    Gero Camilo
    Gero Camilo
    3 filmes e 1 séries
    Hoje é Dia de Maria (2005), Carandiru (2003), Abril Despedaçado (2001), Bicho de Sete Cabeças (2001)
    Claudia Abreu
    2 filmes e 1 séries
    Rio, Eu Te Amo (2013), Os Desafinados (2008), Pátria Minha (1994)
    Stenio Garcia
    3 séries
    Hoje é Dia de Maria (2005), Hilda Furacão (1998), Explode Coração (1995)
    Tarcísio Meira
    3 séries
    Velho Chico (2016), Hilda Furacão (1998), Pátria Minha (1994)
    Carlos Saldanha
    3 filmes
    Rio 2 (2014), Rio, Eu Te Amo (2013), Rio (2011)
    Daniel de Oliveira
    1 filme e 2 séries
    Som & Fúria (2009), Hoje é Dia de Maria (2005), A Dona da História (2004)
    Lília Cabral
    1 filme e 2 séries
    Camila Pitanga
    1 filme e 2 séries
    Velho Chico (2016), Uma História de Amor e Fúria (2013), Mulheres Apaixonadas (2003)
    Débora Falabella
    2 filmes e 1 séries
    Meu País (2011), Som & Fúria (2009), A Dona da História (2004)
    Vanessa Gerbelli
    2 filmes e 1 séries
    Os Desafinados (2008), Carandiru (2003), Mulheres Apaixonadas (2003)
    Othon Bastos
    3 filmes
    Heleno (2011), Abril Despedaçado (2001), Bicho de Sete Cabeças (2001)
    Helena Ranaldi
    3 séries
    Mulheres Apaixonadas (2003), Explode Coração (1995), Olho no Olho (1993)
    Comentários
    • Eduardo F.
      Grande ator, orgulho para nós brasileiros! representa muito bem nosso país la fora, de galã de novelas da Globo, ele evoluiu e mostrou grande talento em filmes como 'Bicho de Sete Cabeças', 'A Dona da História', 'Heleno', e 'Carandiru', que lhe renderam os principais prêmios do cinema brasileiro, e ainda Melhor Ator revelação no festival de Cannes. Se aventurou em Hollywood e venceu, apesar de ter feito uma pequena participação sem texto em 'As Panteras Detonando' e um personagem que também não agradou na série 'Lost', já são mais de 13 anos fazendo bons papéis em grandes produções, como o inesquecível vilão Xerxes de '300' e '300- A Ascenção do Império', onde foi indicado ao prêmio MTV de melhor vilão, fez também o ótimo 'Simplesmente Amor' como par romântico de Laura Linney, foi Raul Castro na cinebiografia 'Che', Fez 'O 'Mentiroso do ano' com Jim Carrey, 'O Último Desafio' com Arnold Schwarzeneger, 'Recém Formada' com Michael Keaton, 'Golpe Duplo' com Will Smith e Margot Robbie, além de outros projetos já confirmados como o remake de 'Ben-Hur', onde ganhou o papel de Jesus Cristo. Que continue representando nosso país, e brilhe cada vez mais.
    • Cristiane O.
      Gosto muito, acho ele um grande ator, independentemente de estar em Hollywood ou não.
    • Graziela F.
      Engraçado, o rei Xerxes não me pareceu um personagem coadjuvante sem importância, meu é de baixo que se começa, em As Panteras ele nem abriu a boca pra falar e agora tá contracenando com o governador da California, que aliás, em O Exterminador do Futuro também quase não abriu a boca pra falar, só fez a cara de robo assassino e pronto, é assim que é, e não vou ficar surpresa se logo logo o Santoro aparecer como protagonista de um filme hollywoodiano, mas independente de ser protagonista ou coadjuvante, tá fazendo filme ou fazendo novela, o cara tá vivendo o sonho dele, tá fazendo o que ama e é isso que importa!
    • Lucas G.
      Cara, me inspiro nele. Seguirei os passos dele, só que pra melhor. Sinto e sei que vou me tornar um grande ator, como ele se tornou. Meu lance é Hollywood assim como o lance dele, rs'
    • Carlos
      Muito bom ator...representa o cinema de um Brasil excluído do cinema internacional. Vemos inúmeros latinos (cubanos, porto-riquenhos, mexicanos, argentinos) fazendo muito sucesso em Holywood e nenhum brasileiro na parada,, a não ser Rodrigo. Uma tremenda injustiça e desconhecimento por parte dos executivos de cinema internacional quanto aos atores brasileiros ( Por sinal ótimos ) ..temos tantos talentos e tivemos..como raul Cortez, um gigante. deveriamos valorizar mais nossos artistas..pois a enxurrada de filmes americanos nos fazem pensar que ator de filme é só estrangeiro. Enquanto os consumidores de filmes enlatados americanos se entuxam de novelas da globo, na hora de se declararem fãs de alguém. logo preferem os atores estrangeiros.
    • Pipoka
      gosto do cara apesar de ser carioca...representa o brasil la em hollywood....é muito style quando a gente ve um brsileiro atuando no meio dos feras no cinema...
    • Senhor Ivan
      Cara DENISE,temos sim que valorizar o que é nosso,RODRIGO SANTORO tem talento mais aqui no BRASIL,porqiue em nenhum filme estrangeiro ele está terrível.Todos de sua lista aqui de cima,tirando os filmes brasileiros ele é coadjuvante,e pior ainda,não chega a ser nem isso.Desculpa mais ainda não me convenceu em filmes.
    • Debbie
      Cadê o filme Recém Formada?
    • Denise
      Valorizar o que é da nossa terra, também é importante. Aqui está um ótimo exemplo de ator brasileiro com grande talento. Basta que tenha boas oportunidades para poder mostrar.
    Mostrar comentários
    Back to Top