Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Game of Thrones está (não muito sutilmente) tentando passar uma mensagem sobre filhos. Mas qual?
    Por Laysa Zanetti — 26 de ago. de 2017 às 10:25
    facebook Tweet

    Que comecem as especulações.

    Quando Mirri Maz Duur fez o feitiço que iria salvar a vida de Khal Drogo na primeira temporada de Game of Thrones, ela disse a Daenerys (Emilia Clarke) que seu ventre não poderá mais gerar frutos — consequência dos desastrosos eventos que levaram à morte o líder do khalasar. Suas palavras exatas, em “A Guerra dos Tronos”, são:

    “Quando o sol nascer a ocidente e puser no oriente. Quando os mares secarem e as montanhas forem sopradas pelo vento como folhas. Quando seu ventre voltar a ganhar vida para dar à luz um filho vivo. Então, e não antes, ele regressará.”

    A profecia é na verdade a resposta que Mirri dá a Dany quando esta pergunta quando o seu marido “voltará a ser como era”. As palavras da maegi irritam a rainha, que julgou estar sendo caçoada, mas profecias são sempre mais astutas do que se imagina a princípio. A ideia de que Daenerys não poderá nunca mais ter filhos está fixa na cabeça dela desde então, mas o episódio 6 da sétima temporada de Game of Thrones, ‘Beyond the Wall’, dedicou muito tempo — e vários diálogos — para um assunto específico: um herdeiro Targaryen.

    Há uma antiga e forte teoria, que se aplica especificamente aos livros, sugerindo que as falas da maegi seriam na verdade metáforas, e que algumas delas já se cumpriram — você pode ler mais sobre o assunto aqui. Mas à medida que a história avança e detalhes são apresentados de formas diferentes (inclusive, uma parte essencial para a teoria se concretizar envolve Quentyn Martell, um personagem que não apareceu na série), é possível que o resultado final seja o mesmo?

    Especificamente no episódio ‘Beyond the Wall’, há dois grandes momentos que tratam de filhos. O primeiro é o questionamento que Tyrion (Peter Dinklage) faz a Daenerys a respeito de quem será o seu herdeiro depois que ela conseguir se sentar ao Trono de Ferro; o segundo momento é quando Sor Jorah (Iain Glen) diz a Jon Snow (Kit Harington) que ele deve ficar com Garralonga (a espada que Jon ganhou de Jeor Mormont).

    Agora, isso não significa necessariamente que os dois terão filhos, embora algumas passagens nos livros podem ser interpretadas de forma que Daenerys será capaz de gerar uma criança com Jon Snow. Mas será que isso será mesmo uma coisa boa?

    O fim do episódio deixou no ar um clima (exagerado) de romance acima de tudo, e, honestamente, a quem estamos enganando? Todos já perceberam o que irá acontecer entre Jon e Dany. Mas será que uma criança gerada entre os dois seria necessariamente algo bom? Na obra de Martin, o incesto é, sim, bastante retratado, mas não sem alguma consequência trágica para os envolvidos. Há, por exemplo, os filhos de Cersei (Lena Headey) e Jaime (Nikolaj Coster-Waldau), que apesar de tudo tiveram fins trágicos.

    É difícil acreditar em qualquer ‘felizes para sempre’ em se tratando de Game of Thrones, por isso, fica a pergunta: Haverá algo que vai ficar no caminho de Jon e Dany? O que?

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top