Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Sean Connery além do James Bond: os personagens mais marcantes do ator
    Por Paola Piola — 31 de out. de 2020 às 13:01
    facebook Tweet

    De James Bond a pai do Indiana Jones e Rei Arthur, o ator escocês falecido hoje deixou muitos papéis importantes para a história do cinema.

    Na manhã deste sábado 31 de outubro de 2020, faleceu o ator Sean Connery aos 90 anos. Sean ficou mundialmente conhecido por interpretar o primeiro James Bond nos cinemas, mas ele também deu vida a diversos outros personagens icônicos nas telonas, um deles que inclusive lhe rendeu um Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. Não é para poucos ser agente secreto, padre, rei, policial... Mas você sabia que ele recusou os papéis do Arquiteto em Matrix e de Gandalf em O Senhor dos Anéis?

    Confira abaixo uma seleção dos personagens mais memoráveis de Sean Connery de acordo com o AdoroCinema.

    James Bond, na franquia 007

    Sean foi o agente secreto James Bond, também conhecido como 007, em sete filmes: o primeiro em 1962, 007 Contra O Satânico Dr. NoMoscou contra 007 (1963); 007 Contra Goldfinger (1964); 007 Contra a Chantagem Atômica (1965); Com 007 Só se Vive Duas Vezes (1967); 007 - Os Diamantes são Eternos (1971); e 007 - Nunca Mais Outra Vez (1983). 

    007: os melhores filmes da franquia de James Bond

    O Nome da Rosa

    No filme O Nome da Rosa (1986) baseado no romance de Umberto Eco, Connery viveu William von Baskerville, um padre franciscano, que é chamado para resolver um mistério na abadia medieval na Itália, junto com seu aprendiz. Com o filme, Sean Connery ganhou um prêmio BAFTA de Melhor Ator.

    O pai de Indiana Jones, em Indiana Jones e a Última Cruzada

    Não é para poucos ser o pai de um dos heróis do cinema nos anos 80. Em Indiana Jones e a Última Cruzada (1989), terceiro filme da franquia, Sean Connery vive Henry James, pai de Indiana Jones (Harrison Ford), um professor de literatura medieval que desaparece enquanto busca pelo cálice sagrado.

    Steven Spielberg, diretor do filme, era fã do trabalho de Connery em 007 e tinha o ator em mente para interpretar o pai de Indiana. Connery, a princípio, recusou o papel já que era apenas doze anos mais velho que Ford. Como estudante de história, começou a remodelar o personagem e e suas preocupações ajudaram a modificar o roteiro do filme. "Eu estava destinado a me divertir com o papel de um pai escocês vitoriano rude", contou Sean Connery, em entrevistas. Ele acreditava que Henry Sr. deveria ser páreo para o filho: "tudo o que Indy fez, meu personagem fez e melhor", completou.

    Indiana Jones: Steven Spielberg acredita que a franquia pode continuar com uma protagonista feminina

    Os Intocáveis

    No drama policial dirigido por Brian De Palma e com um elenco estrelar com Kevin Costner e Robert De NiroSean Connery viveu Jim Malone, um oficial de polícia que orienta um jovem agente que quer acabar com o reinado de terror e corrupção instaurado pelo gângster Al Capone nas ruas de Chicago. Lançado em 1987, Os Intocáveis rendeu a Sean um Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, sendo exaltado pela crítica como o melhor papel no filme.

    A Liga Extraordinária

    O último filme em que Sean Connery atuou, A Liga Extraordinária (2003) mistura ação, aventura e fantasia quando diversos personagens da literatura são reunídos pela Rainha Vitória para combater um inimigo em comum. Conney interpretou Allan Quatermain, personagem do livro "As Minas do Rei Salomão", um caçador que ajudava colonizadores a expandirem a civilização no continente africano, e o visual do ator contrastava com a descrição do personagem como pequeno e franzino.

    Reboot de A Liga Extraordinária será focado numa mulher

    Rei Arthur, em Lancelot, O Primeiro Cavaleiro

    Em uma das muitas versões da lenda de Rei Arthur e seus cavaleiros, em Lancelot (1995), Sean Connery era o próprio Rei, que está prestes a casar com Guinevere, quando esta é salva pelo boêmio e francês cavaleiro Lancelot (Richard Gere). Sean teve o mais alto salário da produção, mesmo aparecendo só depois de 30 minutos de trama. 

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • FSociety
      Eu gostei desse filme apesar de ter pouca bilheteria A Liga Extraordinária acho que merecia uma serie sei lá.
    Mostrar comentários
    Back to Top