Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Parasita
     Parasita
    7 de novembro de 2019 / 2h 12min / Suspense
    Direção: Bong Joon Ho
    Elenco: Song Kang-Ho, Woo-sik Choi, Park So-Dam
    Nacionalidade Coréia do Sul
    Ver o trailer
    Assista agora
    Imprensa
    4,2 21 críticas
    Usuários
    4,3 921 notas e 150 críticas
    Adorocinema
    3,5
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Não recomendado para menores de 16 anos
    Em Parasita, toda a família de Ki-taek está desempregada, vivendo num porão sujo e apertado. Uma obra do acaso faz com que o filho adolescente da família comece a dar aulas de inglês à garota de uma família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe, filho e filha bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custarão caro a todos.
    Título original

    Gisaengchung

    Distribuidor PANDORA FILMES
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2019
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 8 curiosidades
    Bilheteria no Brasil 940 488 entradas
    Orçamento -
    Idiomas Coreano
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Assista ao filme

    Online
    Alugar
    Veja todos os filmes online

    Críticas AdoroCinema

    3,5
    Bom
    Parasita

    A gente do andar de baixo

    por Bruno Carmelo
    Este filme se abre com a imagem de uma pilha de meias secando perto da janela estreita da casa de Ki-Taek. Ele mora num “andar intermediário”, espécie de porão cuja vista dá para uma lixeira onde um morador de rua costuma urinar. Os quatro membros da família estão constantemente sujos, transitando entre cômodos apertados enquanto buscam alguma rede gratuita de WiFi nas vizinhanças. A descrição desta família é comicamente grotesca, assim como será grotesca a descrição burguesa da família Park. Estes últimos habitam a casa espaçosa criada por um arquiteto famoso, onde os quatro membros se espalham pelos quartos e se entediam com toda a tecnologia e objetos à disposição. Os dois núcleos constituem opostos idênticos (pai, mãe, filha e filho), como o reflexo de um espelho.   O diretor Bong Joon-ho parte para uma visão assumidamente caricatural das classes sociais, cuja estratificação é repr...
    Ler a crítica
    Parasita Trailer Original 2:16
    Parasita Trailer Original
    85 571 visualizações
    Parasita Trailer Legendado 2:13
    3 783 visualizações
    Parasita Teaser Original 1:17
    6 103 visualizações

    Entrevista, making-of e cena

    Festival de Cannes 2019 Destaques 4:10
    Festival de Cannes 2019 Destaques
    3 168 visualizações
    4 vídeos
    Pela web

    Elenco

    Song Kang-Ho
    Personagem : Ki-taek
    Woo-sik Choi
    Personagem : Ki-Woo
    Park So-Dam
    Personagem : Ki-Jung
    Chang Hyae Jin
    Personagem : Chung-Sook
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    Juan M
    Juan M

    Segui-los 53 seguidores Ler as 16 críticas deles

    5,0
    Enviada em 26 de outubro de 2019
    A crítica de Bruno Carmelo, sobre este filme, não é ruim. Apenas deixa de lado o quão impressionante esse filme é, e como se torna impossível desgrudar os olhos da tela, além da constatação "surreal" de como é possível um filme tão bom assim. Fiquei envergonhado por não conhecer melhor o cinema coreano. Sim, Bruno acerta em cheio quando menciona elementos simbólicos, caricatos, mas é tudo tão bem encaixado, roteiro, fotografia, ...
    Leia Mais
    Jonas Bittencourt Jr.
    Jonas Bittencourt Jr.

    Segui-los 587 seguidores Ler as 412 críticas deles

    5,0
    Enviada em 27 de janeiro de 2020
    Em determinado momento de Parasita, novo filme do cultuado diretor sul-coreano Bong Joon-ho, um personagem fala como sua patroa é uma pessoa ''tão legal e inocente'' e que às vezes sente até pena dela, sendo imediatamente retrucado pela sua esposa com um seco ''Claro que ela é legal e inocente, ela PODE ser legal e inocente, ela é rica!''...Só essa breve descrição de uma cena do filme já te dá uma ideia do tom e dos temas que esta ...
    Leia Mais
    Ricardo L.
    Ricardo L.

    Segui-los 15369 seguidores Ler as 1 618 críticas deles

    5,0
    Enviada em 11 de novembro de 2019
    Um dos grandes filmes do ano e de um diretor diferente e acima de tudo super talentoso, sendo ele já uma realidade no meio, o grande Joon-ho Bong já tem obras excelentes como O expresso do amanhã e Okja, mas aqui ele tem seu melhor filme, destaca-se principalmente pelo roteiro excepcional com diálogos incríveis, atuações de primeira e um enquadramento de câmera ótimo. Parasite tem potencial para daqui alguns anos se colocado como Obra prima.
    Alvaro Triano
    Alvaro Triano

    Segui-los 48 seguidores Ler as 91 críticas deles

    5,0
    Enviada em 28 de novembro de 2019
    Se você ainda não assistiu um filme do criativo diretor sul-coreano, Bong Joon-Ho (Okja e Expresso do Amanhã tem na Netflix, O Hospedeiro e Mother) não sabe o que está perdendo. De longe, o diretor é um dos mais inventivos do mercado cinematográfico, e em seu novo longa “Parasita” ele consegue ascender e misturar sua cinematografia de forma majestosa, navegando em diversos gêneros e transformando esse trabalho em um obra impecável e ...
    Leia Mais
    150 Comentários do leitor

    Fotos

    31 Fotos

    Curiosidades das filmagens

    Festival

    Selecionado no Festival de San Sebastian, em 2019, na mostra "Perlak".

    Trabalho

    O trabalho de Ki-woo, tutor em casa, foi escolhido porque o diretor Bong Joon Ho percebeu que, infelizmente, o trabalho é a única maneira pelas quais famílias de dois extremos do espectro de classe na Coréia do Sul moderna podem cruzar seus caminhos de maneira convincente na história arco.

    Casa dos Park

    A casa dos Park, que no filme foi projetada por um arquiteto fictício chamado Namgoong Hyeonja, era um cenário totalmente construído do zero.
    8 curiosidades

    Últimas notícias

    Mitos do Pop: Qual é o real significado de O Poço?
    NOTÍCIAS - Lançamentos
    segunda-feira, 13 de abril de 2020
    Milagre na Cela 7: Conheça outros filmes adaptados de obras sul-coreanas
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    quinta-feira, 9 de abril de 2020
    A terra do K-Pop e do skincare também fez contribuições nas produções cinematográficas ocidentais.
    A Casa: 5 filmes que também retratam luta de classes
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    terça-feira, 7 de abril de 2020
    Além da luta de classes, o novo longa da Netflix retrata temas como inveja, obsessão e mentiras.
    66 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Eli Holygod M.
      Minha opinião, o filme se não tivesse ganhado o Oscar eu NUNCA teria assistido, se eu NUNCA tivesse assistido, eu NUNCA teria perdido 132 minutos da minha vida assistindo a este LIXO de filme, se posso chamar isto de filme.Daí vão falar que os filmes estrangeiros são diferentes de Hollywood, que temos que rever os conceitos, blá blá blá, que nada, de filmes estrangeiro melhor do que este LIXO, está cheio .Até Tropa de Elite é melhor do ISTO.Queria colocar um Filme estrangeiro para ganhar o Oscar de melhor filme, conseguiram,mas estão longe de serem autêntico com está politicagem da Academia.Péssima escolha para tentarem fazer algo diferente de costume todos os anos.O pessoal da Academia do Oscar estão totalmente loucos e cheio más intenções.Ainda bem que eu nem perdi meu tempo em assistir o Oscar este ano.
    • John Elton
      kkks
    • Stifler
      Parabéns, vc é um retardado.
    • Daniel
      Achei o filme altamente decepcionante, não tem nenhuma luz, só uma situação bizarra e maligna, pura doença nonsense
    • Daniel
      A humanidade já viveu duas realidades, uma em que todos vivem com escassez, nós primórdios da nossa organização social e outra em que alguns conseguem sair da escassez. O filme se passa em um dia países mais desenvolvidos da atualidade e comprova o que eu disse, não se pode criticar o sistema, já que a realidade mostra que é pior sem ele
    • Erick Silva
      Scott Pilgrim?? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    • Arlys9
      Ótimo filme! Finalmente assisti Parasita em HDAqui está o site onde eu o vi: ADOROAQUI.OVER-BLOG.COM
    • alves H.
      O problema filme é um fracasso. Os diretores de hoje tem algo em comum: a violência descontrolada porque não sabem terminar uma história que ia até bem. Parece que os games estão inspirando. As mortes são igualmente de uma crueldade, para mim, chocante ( vide Coringa )e se repetem em Hollywood. Engraçado que o filme sobre máfia (Irlandês) onde se espera carnificina, e que naturalmente a violência é esperada, não tem nada parecido. Causa estupefação mostrar diferenças sociais e crer que isso é um modo e uma novidade na sociedade, como quem diz “vc não sabe o que é viver na m...”. Enfim, no auge quando espera a trama se desenrolar vem a decepção., Hollywood deve continuar a ser bem paga para premiar isto.
    • alves H.
      Uma filme é um fracasso. Os diretores de hoje tem algo em comum: a violência descontrolada porque não sabem terminar uma história que ia até bem. Parece que os games estão inspirando. As mortes são igualmente de uma crueldade, para mim, chocante ( vide Coringa )e se repetem em Hollywood. Engraçado que o filme sobre máfia (Irlandês) onde se espera carnificina, e que naturalmente a violência é esperada, não tem nada parecido. Causa estupefação mostrar diferenças sociais e crer que isso é um modo e uma novidade na sociedade, como quem diz “vc não sabe o que é viver na m...”. Enfim, no auge quando espera a trama se concluir, vem o fracasso, a apelação barata. Perdi meu tempo, Hollywood deve continuar a ser bem paga para premiar isto.
    • Alexandre Mares Guia
      Família linda e “rica”. Qual é mesmo a crítica do filme ?Meu deus.
    • J. Heleno Paiva
      Bom, minha opinião é tão insignificante que você se importou de continuar a discussão e respondeu meu último comentário ponto a ponto. E ironicamente, tentando me refutar, você apenas provou todos os meus pontos. Foi exatamente como eu disse: Seu comentário foi típico de quem só viu o filme uma vez e não prestou muita atenção. Tanto que você recicla os pontos que eu levantei na minha última resposta como sendo argumento seus, para fazer parecer que você entendeu bem o filme. Se tivesse entendido, não teria falado  por serem bastante inteligentes, boa dicção, boa apresentação poderiam ter conseguido um bom emprego antes de trabalharem dobrando caixas e aquelas duas pedradas que o rapaz levou na cabeça, com aquela força o teria matado...Enfim, bom que, mesmo sem querer, você reconheceu que estava errado, já que caiu em óbvia contradição.
    • Paulo Lobo
      O filme é excelente; só não concordo com o fato de eudeusarem essa família, dando créditos a eles, não passavam de estelionatários, ladrões e assassinos. Acabaram com uma familia linda e rica, pela ganância e inveja.
    • Jackson A L
      Fiz o bloqueio sem querer e agora não aparece a opção de desbloqueio, não consigo mais ler o que vc escreveu...mas deixo ver se lembro: 1) Só revise antes de comentar, como vc errou o país de origem, ficou sem sentido seu comentário...2) está desculpado.3) Nenhum filme espelha 100% a realidade e deste modo também não faz sentido vc apontar incoerências lógicas relativa a meu comentário, já que o filme é uma sátira social. Ah, e a pedra ser uma metáfora, é óbvio, inclusive a tratam como tal de forma explícita no filme.4) não lembro5) A provocação foi sua e eu não sou seu oponente kkk. Os meus comentários são pra mim, você não precisa ler e muito menos comentar, guarde-os para si. Não faz diferença nenhuma sua opinião.
    • J. Heleno Paiva
      1- Foi realmente um erro do corretor do meu celular, escrevi rápido, mas já corrigi, obrigado pelo toque. 2- Desculpa, mas realmente acho que você não compreendeu bem a proposta do filme. Parasita é uma sátira social, uma versão caricata e/ou exagerada de situações reais, logo, não faz sentido você criticar o filme com indagações como ''Ah, mas na vida real não seria bem assim''. É uma obra de ficção, uma versão caricatural de situações reais, tudo é colocado exatamente de uma certa forma para desenvolver os comentários sociais que o diretor/roteirista quer passar. 3- As coisas que você levanta como falhas do filme na verdade só provam que você realmente não o entendeu muito bem mesmo, mas isso é totalmente normal, apenas estou querendo ajudar, posso até ter me exaltado antes mas realmente o melhor é construir uma discussão saudável. 4- A pedra é uma metáfora, o próprio Bong já disse isso e tem vários vídeos na internet explicando. Como eu disse, o filme é uma sátira, logo não faz sentido apontar incoerências de lógica, já que se trata de uma versão caricata/exagerada da vida. Portando, não é uma coisa válida apontar que ''na vida real ele teria morrido'' como um erro do filme, sendo que aqui o tangível não cabe, então faz todo sentido DENTRO DO CONTEXTO DO FILME ele ter sobrevivido. E não, mais uma vez, não, eles não tinham outra opção senão abraçar a primeira oportunidade que aparecesse. Toda a mensagem do filme é justamente sobre como várias vezes pessoas brilhantes não tem a chance de desenvolver seus talentos por conta das circunstâncias em que se encontram. 5- Da próxima vez em que quiser se engajar em discussões sobre filmes, venha com melhores argumentos, pois provocações bobas como ''Tá sabendo legal'' e ''é tão sabichão'' só ajudam a legitimar os argumentos do seu oponente na discussão. Eu realmente recomendo que você assista o filme mais uma ou duas vezes, pois seu comentário é típico de quem só viu uma vez e não fez questão de prestar muita atenção.
    • Jackson A L
      Tá sabendo legal, hein, fera! Ratifico meu comentário anterior: realmente você não entendeu meu comentário. E é tão sabichão que não sabe diferenciar Coréia do Norte e do Sul, país onde se passa o filme. É só dar uma pesquisada para ver o abismo de renda per capita entre os dois países. Porém, apesar disso, o filme traz a disparidade entre classes sociais, exemplificando duas famílias composta de quatro pessoas, espelhando a tamanha desigualdade em um país com uma das maiores economias asiáticas. O que eu quis dizer, é que os filhos, com tamanha inteligência e astúcia, poderiam ter utilizados suas técnicas antes de surgir a oportunidade com o amigo que oferece as aulas de inglês. Eu achei o filme incrível, digno realmente do Oscar, mas nem por isso, sou intransigente e idiota o bastante a ponto de ir discordar com comentários tolos a todos que pensam diferente, assim como você tem feito.
    • J. Heleno Paiva
      Mas que retórica pobre a sua! Não, eu que ''acho'' que você realmente não entendeu muito bem o filme no que tange a mensagem que ele passa tão pouco entendeu direito a situação da família Kim, é perfeitamente explicado porque eles todos estão desempregados, sendo que o filme fala sobre a estrutura econômica neo-liberal da Coréia do Norte(que é praticamente aristocrática, criando um verdadeiro abismo entre ricos e pobres) de maneira bem detalhada e específica, servindo como um comentário social da situação do país, mas também apontando as contradições do sistema capitalista moderno como um todo no mundo. Mas ''acho'' que esperar que você tenha absolvido com profundidade todos os diferentes temas sociológicos que esse filme explora já é pedir demais.
    • Jackson A L
      ora ora.. temos um xerloque romes aqui.. acho que vc não entendeu meu comentário.. mas tudo bem..
    • J. Heleno Paiva
      ''Eles eram inteligentes poderiam ter conseguido um bom emprego'', cara...Tu não entendeu muito bem a situação em que eles se encontravam nem a proposta e mensagem/comentário social do filme como um todo, né?
    • Jackson A L
      Gostei muito do filme e confesso que só assisti após a premiação do Oscar, acredito que seja o primeiro filme Sul-coreano em que tenha assistido. Achei um pouco semelhante à Nós e Corra onde também a injustiça social são o tema da obra, apesar de propostas diferentes. O filme tem dois momentos, a primeira parte em que são apresentadas as duas famílias e suas respectivas realidades e classes sociais e a segunda parte onde a intensidade das cenas cresce substancialmente, indo de comédia e drama ao terror. Tem um roteiro muito bom, desenvolvimento e atuação perfeita dos personagens. O filme termina de uma forma em que te deixar fazendo uma análise de tudo em que foi construído... e destruído...Só achei que os filhos por serem bastante inteligentes, boa dicção, boa apresentação poderiam ter conseguido um bom emprego antes de trabalharem dobrando caixas e aquelas duas pedradas que o rapaz levou na cabeça, com aquela força o teria matado, mas enfim.. um ótimo filme...
    • J. Heleno Paiva
      Parasita(Gisaengchung, 2019), Dirigido por Bong Joon-ho, fez história ao ser o primeiro filme não falado em língua inglesa a ganhar o OSCAR de Melhor Filme. Barreiras foram quebradas, tabus superados...Isso pode abrir todo um leque de oportunidades para cineastas do mundo inteiro. Foi uma imensa conquista para o cinema como um todo, a prova do poder transcendente da sétima arte. É um filme orquestrado com maestria, tecnicamente irrepreensível, que toca em temas fundamentais no mundo de hoje, uma obra altamente identificável e importante que representa bem as mudanças culturais da sociedade de hoje. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas não poderia ter feito uma escolha melhor, louvando um filme que uni conteúdo, técnica, e, principalmente, coração.
    Mostrar comentários
    Back to Top