Minha conta
    Parabéns, Leo! Homenagem especial aos 40 anos de Leonardo DiCaprio
    Por Rodrigo Torres — 11 de nov. de 2014 às 18:59

    Sem Oscar? Azar do Oscar. Relembre a carreira de um dos atores mais consistentes de Hollywood.

    Nascido em Los Angeles, de uma família predominantemente germânica, Leonardo DiCaprio ganhou um nome de batismo italiano não apenas pela meia ascendência paterna, mas por sua primeira interpretação, um chute de dentro da placenta, ter acontecido enquanto sua mãe apreciava uma pintura de Leonardo DaVinci. Daquelas coincidências que não vêm por acaso; o filho de um desenhista de quadrinhos underground faria jus ao nome e se tornaria o artista mais famoso da família DiCaprio.

    Endiabrado durante a infância (fato este que levaria o pequeno ator a ser demitido de uma série aos 5 anos!), Leo se tornaria um adolescente mais comportado e engataria um percurso artístico que já dura quase três décadas de sucesso crescente. Hoje Leonardo DiCaprio se destaca como um dos principais astros de Hollywood, dono de uma imagem irretocável e atuações sempre acima da média, cuja carreira consistente se impõe sobre uma sucessão de revezes em premiações afora.

    Pois, em defesa de atores como DiCaprio, o sábio diz: “Não tem Oscar? Azar do Oscar!”

    Leonardo DiCaprio

    "Meus Parabéns!"

    Parenthood (1990)

    Leonardo DiCaprio estrelou comerciais e fez participações em programas de TV até debutar em uma grande série: Parenthood, adaptação O Tiro Que Não Saiu Pela Culatra, filme de Ron Howard estrelado por Steve Martin, Dianne Wiest e Rick Moranis. A atração durou apenas uma temporada e, sim, voltou ao ar em 2010, na série homônima exibida até hoje.

    Criaturas 3 (1991)

    A estreia de Leo DiCaprio em um filme de ficção acontece em Criaturas 3, comédia de ficção modesta, que tentou embarcar no sucesso de Gremlins, mas não passou de um lançamento direto em VHS nos Estados Unidos.

    O Despertar de um Homem (1993)

    Em seu terceiro trabalho em longas-metragens, Leonardo DiCaprio teria um embate com a lenda Robert De Niro e acumularia elogios mundo afora e alguns prêmios. Uma curiosidade é que um dos melhores amigos de Leo até hoje, Tobey Maguire (Homem-Aranha), também concorria ao papel principal. Graças à influência do amigo, Tobey seria contratado e faria sua estreia no Cinema.

    Gilbert Grape - Aprendiz de Sonhador (1993)

    Você sabia que a primeira indicação ao Oscar de Leonardo DiCaprio foi por Gilbert Grape? Aos 19 anos, o ator seria também indicado ao Globo de Ouro e ganharia alguns prêmios menores por sua atuação como Arnie, irmão caçula do personagem-título vivido por Johnny Depp.

    Rápida e Mortal (1995)

    Participar de um filme de Sam Raimi, estrelado por nomes como Gene Hackman, Russell Crowe, Gary Sinise, Keith David e outros atores experientes já seria honra suficiente. Participar de um filme por insistência de Sharon Stone, musa que se comprometeu a pagar o seu cachê em Rápida e Mortal, seria o sonho de qualquer jovem de 20 anos. E assim aconteceu. Lucky Leo!

    Diário de um Adolescente (1995)

    Ao lado de um novato Mark Wahlberg, DiCaprio estreia como protagonista no pungente Diário de um Adolescente, cinebiografia do poeta e músico punk Jim Carroll sobre sua adolescência conturbada, em que foi de promissor jogador de basquete a um jovem que roubou e se prostituiu para manter o vício em drogas.

    Romeu Julieta (1996)

    Adaptação da peça clássica de William Shakespeare, Romeu Julieta marca a primeira parceria de Leo DiCaprio com Baz Luhrmann. O ator viveu momentos curiosos com seu par romântico, Claire Danes, durante as filmagens, como em vê-la de topless já na primeira cena do casal e em fazê-la chorar copiosamente no momento em que ela deveria permanecer quieta, desfalecida, em coma!

    Titanic (1997)

    Marco absoluto na história do Cinema (recordista de Oscar e segunda maior bilheteria de todos os tempos) e na carreira do ator, Titanic alçaria Leonardo DiCaprio ao posto de jovem astro de Hollywood. Levaria anos até DiCaprio se desvencilhar da restritiva imagem de galã teen sedimentada na superprodução de James Cameron.

    O Homem da Máscara de Ferro (1998)

    O sucesso de Titanic se estendeu fortemente ao filme estrelado por Leonardo DiCaprio no ano seguinte. Segundo pesquisa desenvolvida pela MGM, o sucesso inesperado de O Homem da Máscara de Ferro (quase US$183 milhões em todo mundo) esteve diretamente ligado a DiCaprio, com 55% do público do épico de aventura tendo sido composto de mulheres e 46% abaixo dos 25 anos de idade.

    Celebridades (1998)

    Sam Rockwell, Leonardo DiCaprio e Kenneth Branagh em Celebridades, comédia de um dos cineastas mais prolíficos e notáveis do cinema norte-americano: Woody Allen.

    Gangues de Nova York (2002)

    Uma das maiores do Cinema atual, a parceria Leonardo DiCaprio / Martin Scorsese teve início com desconfiança em Gangues de Nova York, devido à imagem de bom moço do ator, à época, destoar do papel dado pelo cineasta. Porém, desde então os dois trabalham em plena sintonia; à ocasião, ambos abriram mão de parte de seus cachês para conter o orçamento da produção.

    Prenda-me Se For Capaz (2002)

    Leonardo DiCaprio, Steven Spielberg e Tom Hanks nos bastidores do divertido Prenda-me Se For Capaz: o homenageado do dia novamente cercado por grandes nomes do Cinema, e em seu primeiro papel como um vigarista profissional.

    O Aviador (2004)

    Onze anos após Gilbert Grape, Leonardo DiCaprio receberia sua segunda indicação ao Oscar, primeira como ator principal, em O Aviador, cinebiografia baseada na vida do milionário Howard Hughes.

    Os Infiltrados (2006)

    Leonardo DiCaprio, Matt Damon e Jack Nicholson ao redor de Martin Scorsese: em sua zona de conforto, o consagrado diretor levaria o submundo do crime de Nova York para as telas para, enfim, vencer o seu primeiro Oscar, aos 65 anos, com Os Infiltrados.

    Diamante de Sangue (2007)

    Leonardo DiCaprio teve excelente atuação em Os Infiltrados, mas foi indicado ao Oscar 2007 por outro filme, Diamante de Sangue, de Edward Zwick.

    Rede de Mentiras (2008)

    Em nova incursão pelo gênero de ação, Leonardo DiCaprio teve a oportunidade de reencontrar Russell Crowe e, pela primeira vez, trabalhar com o veterano Ridley Scott (Blade Runner, Alien) em Rede de Mentiras.

    Foi Apenas Um Sonho (2008)

    Leonardo DiCaprio e Kate Winslet voltaram a atuar juntos, mais de 10 anos após o fenômeno Titanic, em Foi Apenas um Sonho. Curiosamente, o filme foi dirigido pelo marido de Winslet à época, o cineasta inglês Sam Mendes.

    Ilha do Medo (2010)

    A quarta parceria de Leonardo DiCaprio com Martin Scorsese não teve muito espaço na temporada de premiações em 2011, mas marcou um dos trabalhos mais instigantes da dupla, no suspense psicológico Ilha do Medo.

    A Origem (2010)

    Leonardo DiCaprio e Christopher Nolan no set de A Origem. A superprodução contou com um elenco estelar, formado por cinco atores indicados (Ellen PageTom Berenger, Pete Postlethwaite, Ken Watanabe e, claro, DiCaprio) e dois vencedores (Michael Caine e Marion Cotillard) do Oscar.

    J. Edgar (2012)

    Leonardo DiCaprio teve o prazer de trabalhar com a lenda viva Clint Eastwood na cinebiografia política que também versou sobre a misteriosa vida pessoal de um dos fundadores do FBI, J. Edgar.

    O Grande Gatsby (2013)

    Reencontro em 3D. Leonardo DiCaprio reunido com os amigos Baz Luhrmann e Tobey Maguire na refilmagem de um dos maiores clássicos literários dos Estados Unidos, O Grande Gatsby de F. Scott Fitzgerald.

    Django Livre (2012)

    Leonardo DiCaprio conseguiu mais uma figurinha para o álbum de grandes cineastas ao fazer Django Livre, de Quentin Tarantino. Nem por isso o trabalho foi mais fácil. DiCaprio teve grande dificuldade em interpretar o terrível Calvin Candie, vilão marcado por um comportamento cruel e racista que incomodou bastante o ator durante as filmagens.

    O Lobo de Wall Street (2013)

    Em sua quinta contribuição com Martin Scorsese, Leonardo DiCaprio também anotou sua quinta indicação ao Oscar (a quarta como ator e a primeira como produtor) – o que, mais uma vez, não rendeu um prêmio da Academia. O fato tornou DiCaprio o principal alvo de piadas e memes na última temporada de premiações. E ele liga?! Que fosse! Margot Robbie cuidou dele por antecipação, para inveja de todos.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top