Minha conta
    Bridgerton: Netflix processa criadoras de peça musical baseada na série que já estava em turnê internacional
    Por Aline Naomi — 3 de ago. de 2022 às 20:06

    The Unofficial Bridgerton Musical chegou a ser premiada pelo Grammy Awards, mas Netflix alega que as criadores estão usando a marca sem permissão da empresa.

    Bridgerton se tornou um grande sucesso da Netflix: sua 2ª temporada foi a produção em inglês mais assistida da plataforma de streaming, quebrando o próprio recorde estabelecido com a 1ª temporada. Mas nem tudo são flores: a série agora é a razão por trás de uma disputa judicial. A Netflix processou as autoras de um musical inspirado em Bridgerton, intitulado The Unofficial Bridgerton Musical.

    Bridgerton
    Bridgerton
    Data de lançamento 25 de dezembro de 2020 | min
    Séries : Bridgerton
    Com Phoebe Dynevor, Phoebe Dynevor, Jonathan Bailey, Regé-Jean Page, Jonathan Bailey
    Usuários
    4,1
    Assistir em streaming

    A situação, no entanto, é mais complicada do que parece. Escrita por Abigail Barlow e Emily Bear, a peça rendeu o Grammy Awards de Melhor Álbum de Teatro Musical para a dupla. Tudo começou após a 1ª temporada, quando Barlow postou no TikTok uma canção escrita a partir da premissa do que aconteceria se Bridgerton fosse um musical. A partir daí, Barlow buscou a colaboração de Bear, compositora e instrumentista, e as duas compuseram um disco com 15 músicas.

    No início, a Netflix viu isso como uma homenagem online e gratuita de fãs, mas tudo começou a mudar quando a peça se tornou um negócio lucrativo e passou a ser apresentada ao público. Um comunicado da plataforma de streaming diz que a empresa apoia o conteúdo gerado pela audiência, mas que a dupla Barlow & Bear deu muitos passos adiante sem autorização legal.

    Bridgerton: Cena de sexo entre Kate e Anthony esconde detalhe emocionante; reparou?

    “A Netflix apoia o conteúdo gerado por fãs, mas a Barlow & Bear deu muitos passos adiante, buscando criar múltiplos fluxos de receitas para elas mesmas sem permissão formal para utilizar a licença de Bridgerton. Nós tentamos muito trabalhar com Barlow & Bear, e elas se recusaram a cooperar. Os criadores, elenco, escritores e equipe colocaram seus corações e alma em Bridgerton, e estamos tomando medidas para proteger seus direitos”, afirma o comunicado oficial.

    Baseada nos livros de Julia Quinn, Bridgerton mergulha no mundo luxuoso da alta sociedade londrina do século 19 ao contar a história da família que dá nome à série. Criada por Chris Van Dusen e Shonda Rhimes, a série tem as duas primeiras temporadas disponíveis na Netflix. A 3ª e 4ª temporada foram confirmadas pela Netflix, mas ainda não têm data de estreia.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top