Meu AdoroCinema
    Sexify e outras séries picantes para ver na Netflix
    Por Katiúscia Vianna — 5 de mai. de 2021 às 21:00

    De Desejo Sombrio ao Outlander, sensualidade e erotismo não falta nas séries de TV.

    Estamos em pleno século XXI, então falar de sexo não deveria mais ser um tabu, não é mesmo? O AdoroCinema já fez uma matéria com alguns dos filmes mais picantes dos cinemas, mas chegou a hora das séries de TV. Afinal, um dos novos sucessos da Netflix é Sexify, que traz uma visão cômica para o assunto, mas também fala sobre autoestima e conhecimento. Então, para quem curte cenas apaixonantes e sensualidade, as seguintes produções presentes na plataforma são recomendadas para você:

    Sexify

    Começando com a série polonesa que inspirou nossa listinha, Sexify acompanha a história de Natalia (Aleksandra Skraba), uma universitária determinada a criar um aplicativo diferente, que ajude mulheres a conhecer os prazeres do orgasmo. Para isso, ela conta com o apoio de duas amigas, Monika (Sandra Drzymalska) e Paulina (Maria Sobocinska) — só que ao mesmo tempo que a ideia começa a ficar popular, ela sofre com os tabus impostos por sua faculdade. Com um toque de Sex Education ao falar abertamente de sexo, a trama possui cenas bem quentes.

    Desejo Sombrio

    Mostrando que é rebelde quando não segue os demais (captou a referência?), Desejo Sombrio traz Maite Perroni como Alma, uma prestigiada advogada e professora universitária passando por uma crise em seu casamento com Leonardo (Jorge Poza). Durante uma viagem, ela acaba se envolvendo com um homem mais jovem, Dario (Alejandro Speitzer)  — que a protagonista nem imagina ser um de seus alunos. Só que tal paixão arrebatadora culmina em muito suspense e tragédia. Essa é para aqueles que adoram um drama sensual, mas cheio de reviravoltas e mistérios.

    Desejo Sombrio: 6 produções para quem adora mistérios eróticos

    Outlander

    Adaptação dos livros famosos de Diana GabaldonOutlander acompanha a jornada de Claire (Caitriona Balfe), uma enfermeira em lua de mel com o marido, Frank (Tobias Menzies) em 1945. Porém, ao tocar numa pedra mágica, ela é levada até o ano de 1743 de forma inesperada. Correndo grandes riscos, ela é obrigada a casar com o viking Jamie (Sam Heughan) e uma conexão entre os dois é inevitável. Quem conhece a trama, sabe que ela é famosa pelas cenas picantes do casal principal, ao mesmo tempo que é um drama histórico apaixonante.

    Valéria

    Baseada nos livros de Elísabet Benavent, a espanhola Valéria é cheia de referências pop. A Valéria (Diana Gómez) do título é uma escritora em crise — está sem dinheiro, não consegue inspiração e vive num casamento instável com Adrián (Ibrahim Al Shami). Ao mesmo tempo, precisa resistir a uma possível nova paixão com o sedutor Victor (Maxi Iglesias). Para enfrentar seus dilemas, ela conta com o apoio de suas melhores amigas, Lola (Silma López), Carmen (Paula Malia) e Nerea (Teresa Riott), Só que cada uma também passa por confusões sobre relacionamentos amorosos e profissionais.

    365 Dias: 6 filmes sensuais melhores que a produção da Netflix

    Amor e Anarquia

    Por fim, Amor e Anarquia é uma série sueca que foge dos clichês de comédias românticas. A trama gira ao redor de Sofie (Ida Engvoll), uma consultora bem-sucedida, casada e mãe de dois filhos. Quando é contratada para trabalhar numa antiga editora, ela conhece o jovem técnico de TI Max (Björn Mosten), que a flagra numa situação comprometedora. Logo, os dois começam um jogo de flerte que envolve desafios zoando as normais sociais. Mas até quando essa brincadeira não terá influência na vida real?

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top