Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Lost: 6 motivos para rever a série no Amazon Prime Video
    Por Bruno Botelho — 4 de dez. de 2020 às 16:12

    10 anos após seu término, Lost ainda é uma série impactante e está disponível por completo no streaming.

    Lost é uma das séries mais importantes da história. Recém adicionada pela Amazon Prime Video em seus lançamentos de dezembro, a série é tão aclamada como odiada por muitos, sendo impossível ficar indiferente após assistir.

    A trama ocorre quando o voo 815 da Oceanic Airlines cai em uma ilha deserta e um grupo de passageiros precisa lutar para sobreviver. Liderados pelo médico Jack Shephard (Matthew Fox) e pelo misterioso John Locke (Terry O'Quinn), eles irão descobrir que o local esconde perigosos segredos. Com o passar do tempo, são reveladas informações sobre o passado dos sobreviventes, como Hugo 'Hurley' Reyes (Jorge Garcia), Sayid Jarrah (Naveen Andrews), Kate Austen (Evangeline Lilly) e James 'Sawyer' Ford (Josh Holloway).

    Com seis temporadas lançadas, o AdoroCinema resolveu fazer uma lista para discutir os 6 principais motivos para assistir Lost em 2020. Vamos ver se você será convencido a entrar nessa ilha bizarra.

    Lost marcou a história das séries da televisão

    Os primeiros segundos do primeiro episódio de Lost colocam você em uma ilha imediatamente após um acidente de avião e todo o caos. Assim, o espectador e os personagens tiveram que descobrir juntos o que estava acontecendo, com cada episódio seguinte se aprofundando no mistério e nas pessoas.

    A verdade é que, não apenas esse piloto foi marcante, mas toda a série apresentou uma revolução em diversos aspectos do que era feito antes, como ação, personagens, enredo, trilha sonora e linguagem narrativa. Tanto que a TV pode ser dividida entre antes e depois de Lost.

    O impacto dela pode ser notado com a quantidade de produções que se inspiram nela até hoje. Vale lembrar que a série nasceu em 2004, uma época em que a internet ainda era rudimentar, se comparada com hoje em dia. Isso não impediu que fãs se reunissem em diversos fóruns para discutir e repassar conhecimentos sobre a trama. Um fenômeno incomparável!

    Lost ficou entre as séries inesquecíveis favoritas dos leitores do AdoroCinema.

    Mistérios e muita adrenalina

    Os mistérios presentes no programa sempre fascinaram e deixaram os fãs intrigados em busca de respostas. Isso tudo move a trama e faz com que ela se torne repleta de adrenalina e reviravoltas emocionantes, que por muitos momentos chocaram a audiência.

    Mas esses mistérios, em grande parte, não são apenas artifícios de roteiro para atiçar o público, eles também dialogam com os personagens e o que eles procuram em suas vidas, dentro e fora da ilha. Com, eles, Lost pode ser considerada uma das séries mais confusas (complexas) para assitir, assim como Dark.

    Uma história sobre as pessoas

    Apesar dos mistérios que mantinham os espectadores presos e curiosos, Lost sempre foi, em sua essência, sobre as pessoas. E por isso, é espetacular em desenvolver seus personagens de maneira profunda.

    Quem somos, as decisões que nos transformam e se isso é possível mudar. Essa grande história universal foi prezada pela série ao mostrar suas histórias e entender a complexidade do ser humano, que não pode ser restringido apenas como bom ou mau.

    Você vai amar e odiar personagens, mas todos eles dialogam conosco pela preocupação ou interesse em suas jornadas individuais, mais do que com explicações sobre o enredo.

    Vale destacar que Lost é bastante diversa quanto aos seus protagonistas, dando espaço para atores de diversas raças, etnias e gêneros.

    Mitologia rica de Lost: dualidade entre fé e razão

    A mitologia de Lost é uma das coisas que a torna mais especial. Como elemento principal disso, temos o conflito entre fé e razão, um dos mais fascinantes, que está presente durante todo o desenvolvimento da série, como parte fundamental para a interpretação.

    Encabeçada, principalmente, pelo conflito entre dois dos protagonistas, John Locke (Terry O'Quinn) e Dr. Jack Shephard (Matthew Fox), a dualidade entre fé e razão gera reflexões fundamentais sobre a vida, relações entre as pessoas, e óbvio, sobrevivência.

    Inclusive, um dos criadores do programa Damon Lindelof utilizou muitos desses elementos em The Leftovers.

    Referências culturais de montão

    John Locke, CS Lewis e Jean-Jacques Rousseau são apenas algumas das referências literárias, filosóficas, mitológicas e de cultura pop espalhadas por Lost. Você precisa conhecê-las para curtir a história? Não. Mas os criadores sabem como muito bem como desenvolver bem esse universo.

    Portanto, muitas referências na série não são banais, na verdade apresentam uma ligação importante com personagens e elementos que compõem o enredo.

    Lost é perfeita para maratonar

    Lost apresenta uma mistura perfeita entre narrativa engajante, com seus mistérios e desdobramentos, e personagens cativantes. Mesmo com seis temporadas, a série é fluida e com diversos momentos marcantes e explosivos, principalmente nos começos e finais de temporadas.

    Um dos motivos que faz muitas pessoas não assistirem a série é o senso comum criado de que o final de Lost é ruim, considerado inclusive um dos 15 piores finais das séries de TV. Mas é importante assistir e tirar suas próprias conclusões, já que mesmo com o final amargo para algumas pessoas, ele condiz com o que a série apresentou desde o início, valorizando a jornada de seus personagens.

    Quando analisamos Lost ao longo de suas seis temporadas, vemos uma história sobre personagens ricos e interessantes que nos atraíram de forma convincentes. A produção sempre foi isso e esse é o maior motivo pelo qual vale a pena assistir, independentemente de seu final.


    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Thiago Petherson
      Na minha opinião, a segunda melhor série de todos os tempos (só perde pra Breaking Bad) e o melhor final entre séries de todos os tempos (invertendo a posição anterior com Breaking Bad). Pra mim, existe um abismo entre essas duas séries e as diversas outras existentes.Aquele final de Lost foi maravilhoso. O Jack entrando na igreja, encontrando seu pai e todos que o esperavam, para caminharem pra eternidade. E o Jack fechando os olhos que abriu no início da série. Chego até a me arrepiar. Fantástico. Mas voltando a dizer, é uma opinião particular.
    • Felipe
      Esse seriado é excelente até a terceira temporada, depois disso a droga bateu forte nos produtores, fora a parte financeira devido o sucesso, então resultou naquela fezes de final.
    • Thiago Soares Mota
      Os produtores, em sua imensurável ganância, se perderam completamente! Mas a primeira temporada ainda é a melhor primeira temporada de uma série que eu já vi! Impossível parar de ver...
    Mostrar comentários
    Back to Top