Minha conta
    Guerreiras: Série da Netflix é inspirada em história real?
    25 de jan. de 2023 às 15:20
    Rafael Felizardo
    Rafael Felizardo
    -Redator | Crítico
    Sonhador desde pequeno e apaixonado por cinema de A a Z, encontrou em David Lynch um modo de sonhar acordado.

    Mais novo sucesso da gigante do streaming, Guerreiras apresenta uma história ambientada na Primeira Guerra Mundial.

    Netflix

    Você conhece a série Guerreiras? Nova produção do catálogo da Netflix, o show vem fazendo grande sucesso, estando atualmente no top 10 dos mais assistidos da plataforma e contando uma história de época que promete conquistar quem gosta do gênero.

    Guerreiras
    Guerreiras
    Data de lançamento 19 de setembro de 2022 | min
    Séries : Guerreiras
    Com Audrey Fleurot, Julie de Bona, Camille Lou
    Usuários
    3,3
    Assistir em streaming

    Na trama, a Primeira Guerra Mundial assola a França e as tropas nacionais são mobilizadas para combater os alemães. Enquanto os homens precisam ir para a linha de frente para lutar, as mulheres enfrentam suas próprias batalhas. Em meio ao caos, o destino de quatro moças de origens muito distintas se cruza.

    Pegando carona no sucesso do show, muitas pessoas têm feito a seguinte pergunta: Seria Guerreiras baseada em uma história real? Com base no crescente questionamento, o AdoroCinema não perde tempo e responde:

    Filme da Netflix sobre uma história real inacreditável faz fãs pirarem: "Estou com muita raiva"

    GUERREIRAS É BASEADA EM UMA HISTÓRIA REAL?

    Netflix

    Não, a nova série da Netflix não é inspirada por uma história real. Contudo, apesar dos personagens serem fictícios, as showrunners afirmaram que fizeram grande esforço para manter os elementos da trama o mais realista possível.

    Cécile Lorne - criadora da obra ao lado de Camille Treiner - contou que a ideia para o enredo surgiu após assistir a um documentário sobre a pouco divulgada contribuição das mulheres na Primeira Guerra Mundial. Embora existam inúmeras produções sobre tal período, um número ínfimo aborda a real importância feminina nessa época.

    A partir de então, Lorne estabeleceu o conceito central de Guerreiras: a Guerra contada com ênfase na visão das mulheres. Ela queria escrever uma trama com uma maior dose de dinamismo, em vez de seguir a rota clichê de “mulheres que apenas esperam por seus maridos”.

    Com o desenvolvimento do enredo, a roteirista percebeu que uma personagem enfermeira seria a escolha mais óbvia, pois tornaria possível explorar conflitos próximos aos campos de batalha Da mesma forma, ela também procurou abordar as vidas de prostitutas, freiras e outras profissionais que sempre fizeram parte da sociedade.

    Ainda vale ressaltar que o diretor dos episódios, Alexandre Laurent, trabalhou ao lado de historiadores com intuito de entregar uma maior precisão aos acontecimentos.

    Lançamentos da Netflix na Semana (23/01 a 29/01): Comédia com Jonah Hill e Primeira Temporada de Lockwood & Co são os destaques

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top