Minha conta
    Festival de Gramado: O Clube dos Anjos é baseado em livro de Luis Fernando Veríssimo e diretor relembra “pânico” ao mostrar filme para o escritor (Entrevista Exclusiva)
    Por Aline Pereira — 16 de ago. de 2022 às 17:00

    Estrelado por Matheus Nachtergaele e Otávio Muller, o filme está em exibição no Festival de Gramado 2022.

    Em 2022, sete produções brasileiras disputam o troféu de Melhor Longa-Metragem no Festival de Cinema de Gramado, que acontece até 20 de agosto. Entre elas, está O Clube dos Anjos, adaptação do romance de mesmo nome publicado por Luis Fernando Veríssimo em 1998. Com um elenco de grandes estrelas, que inclui Matheus Nachtergaele e Otávio Muller, o longa recebeu a “benção” de Veríssimo — para o alívio do diretor Angelo Defanti que, em entrevista ao AdoroCinema, relembrou o momento em que apresentou seu filme o escritor.

    Comédia, melancolia e suspense se misturam em O Clube dos Anjos, que acompanha um grupo de sete amigos que, desde a juventude, se reúnem mensalmente para jantares fartos. Ao longo dos anos, os encontros passam a se tornar um martírio e deixam cada vez mais evidente a sensação de fracasso e lamentações do grupo. Tudo muda quando um misterioso chef surge oferecendo banquetes irresistíveis — mas que têm um “preço” alto.

    Cena do filme O Clube dos Anjos.

    O livro original de 1998 é especial entre a vasta obra de Luis Fernando Veríssimo — o próprio escritor revelou que O Clube dos Anjos é seu romance favorito entre todos os que já escreveu. “A responsabilidade quadruplica”, conta o diretor do filme, “mas meu acordo com Veríssimo é de que eu não podia e nem queria ser fiel. Se fosse para ser exatamente uma transposição ficaria só no livro. Eu queria dar minha contribuição, minha leitura, para o cinema. E acho que assim foi”, explica Defanti.

    Quando o filme ficou pronto, em 2019, Veríssimo ganhou uma sessão especial para conhecer a adaptação de sua obra — um momento de terror, brinca Defanti. “Foi pânico completo, mas não podia ter sido mais especial. Separamos uma sala de cinema só para ele e [a esposa] Lúcia assistirem ao filme e, quando começou, pensei ‘seja o que Deus quiser’. Quando as luzes acenderam, a primeira coisa que ele me falou foi ‘você mudou meus assassinados’, mas isso fazia parte desse nosso acordo”, relembrou o diretor.

    O “alívio” veio com um elogio indireto, mas significativo: “Ao longo da conversa, ele começou a citar e oferecer outros romances e contos que achava que seriam boas adaptações. Então, ali, recebi o elogio. Foi quando entendi que ele queria ver mais daquilo”, diz Defanti. Veríssimo, vale lembrar, já teve outras obras adaptadas para as telas — uma das mais famosas talvez seja a série A Comédia da Vida Privada, baseada nas crônicas do escritor.

    O Clube dos Anjos: Elenco de peso e “masculinidade falida”
    O Clube dos Anjos
    O Clube dos Anjos
    Criador(es): Angelo Defanti
    Com Otávio Müller, Matheus Nachtergaele, Paulo Miklos, Marco Ricca, Augusto Madeira

    A história do filme é apresentada por Daniel, personagem de Otavio Muller, e Matheus Nachtergaele interpreta Lucídio, o misterioso cozinheiro que surge na vida dos amigos. Mas o principal trunfo da produção é mesmo a dinâmica entre as grandes atuações do grupo inteiro, composto também por Paulo Miklos, Marco Ricca, Augusto Madeira, André Abujamra, Angelo Antônio, César MelloSamuel de Assis e António Capello. “Uma balbúrdia no set”, relembra o diretor.

    Em entrevista ao AdoroCinema, Otavio Muller detalhou o que considera ser o coração do filme: o “enterro” de uma masculinidade falida e ultrapassada. “Ali estamos tratando daquele homem branco, heterossexual que já não estámais dando certo, que já está falido, que destruiu o mundo e que vemos o tempo todo. E isso foi construído com muito humor, força e emoção”, pontua.

    O Clube dos Anjos estreia nos cinemas brasileiros em 3 de novembro de 2022.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top