Minha conta
    Festival de Cannes 2022: Primeira semana teve destaque para Tom Cruise, novo filme do diretor de Mad Max e mais; AdoroCinema está no evento
    23 de mai. de 2022 às 16:26
    Aline Pereira
    Aline Pereira
    -Redatora | crítica
    Jornalista que ama boas histórias e combina a paixão por cinema e TV com comunicação para mergulhar ainda mais nos universos e personagens que já fazem brilhar os olhos. Pipoca, suspense, dramédia e uma pitada de reality são a receita perfeita para todos os dias.

    Confira tudo o que você precisa saber sobre o que aconteceu nos primeiros dias do festival

    Uma das maiores celebrações do cinema no mundo, o Festival de Cannes 2022 está acontecendo entre 17 e 28 de maio na famosa e paradisíaca região da Riviera Francesa. Neste ano, o AdoroCinema retorna ao evento com cobertura diária dos principais momentos - incluindo estreias aguardadas e entrevistas com as estrelas. Confira os principais destaques da primeira semana e não perca os melhores momentos no Instagram do AdoroCinema.

    Abertura do Festival de Cannes 2022: jurado comenta caso de plágio em entrevista à imprensa

    Nesta edição, Vincent Lindon, aclamado ator francês de Titane, vencedor da Palma de Ouro no ano passado, preside o júri que escolherá o grande campeão em 2022. O time é composto por nove artistas de diversos países, que conversaram com a imprensa no início do Festival.

    Os jurados ressaltaram a importância do evento como vitrine para as produções indicadas ao troféu e, em um dos principais momentos, o cineasta Asghar Farhadi se pronunciou sobre o caso de plágio em que está envolvido.

    O artista iraniano, que faz parte do júri, enfrenta acusação de plágio pelo filme Um Herói, premiado em 2021. O processo foi aberto por uma ex-aluna dele, que afirma ter tido a premissa de seu documentário roubada pelo diretor após um workshop realizado por ele.

    Em Cannes, Farhadi negou as acusações: “O que fiz em Um Herói não tem a ver com o trabalho do workshop. Assim como o documentário, o filme é baseado em fatos reais de anos antes. Quando um evento é coberto pela mídia e se torna público, você pode escrever histórias, pode pesquisar informações. Um Herói é apenas uma interpretação desses eventos”, disse.

    O processo ainda está em andamento no Irã e, após a acusação, Farhadi abriu uma ação por difamação contra a aluna. Caso o cineasta seja inocentado, a estudante enfrentará uma pena de 75 chicotadas e dois anos de prisão - punição que não foi comentada pelo cineasta na coletiva de imprensa.

    Tom Cruise foi homenageado e esteve em evento para o público

    Uma das maiores estrelas da história do cinema, Tom Cruise traz um de seus maiores sucessos de volta aos cinemas em 2022. Top Gun: Maverick dá sequência à história do famoso piloto e o ator esteve em Cannes para comemorar o novo filme. Além de passar pelo tapete vermelho, Tom Cruise participou de evento especial para o público do Festival, em que relembrou seus 40 anos de carreira e, claro, a paixão pelos filmes de ação.

    Em conversa com fãs e com a imprensa, o ator de 59 anos deixou claro que sempre fez e sempre fará, enquanto possível, questão de protagonizar suas cenas mais arriscadas.

    "Ninguém perguntava ao Gene Kelly ‘por que você dança? Por que faz suas próprias cenas de dança e música?’. Se eu faço um musical, quero cantar e dançar, quero ver o que consigo fazer", contou. Para o ator, dispensar o uso de dublês sempre que possível é seu grande trunfo para tornar seus filmes mais imersivos.

    “Eu sempre pensei ‘como posso fazer o público mergulhar nesse tipo de ação? Como posso entretê-los? O que posso fazer?’. Se você vir meus filmes, seja Negócio Arriscado, deslizando no chão, ou com a fisicalidade de Toque de Recolher, a vida inteira eu quis fazer desenvolver essas habilidades, saltar, pilotar. Tive aulas de dança e canto", ressaltou.

    Top Gun: Maverick
    Top Gun: Maverick
    Data de lançamento 26 de maio de 2022 | 2h 11min
    Criador(es): Joseph Kosinski
    Com Tom Cruise, Miles Teller, Jennifer Connelly, Jon Hamm, Glen Powell
    Usuários
    4,6
    Adorocinema
    4,0
    Ver sessões
    Armaggedon Time traz elenco brilhante em filme pessoal do diretor de Ad Astra

    Após explorar a imensidão do universo em Ad Astra, estrelado por Brad Pitt, o diretor James Gray aposta em uma “escala menor” para seu novo filme: Armaggedon Time se inspira nas memórias de infância do cineasta para contar a história de Paul (Banks Repeta), um pré-adolescente artístico e desajustado, crescendo no final dos anos 70, um período político conturbado na história dos Estados Unidos.

    O elenco escolhido pelo diretor é, sem dúvidas, o grande trunfo do filme: Anne Hathaway (O Diabo Veste Prada) e Jeremy Strong (Succession) são os pais de Paul, cheio de particularidades e contradições; enquanto o lendário Anthony Hopkins interpreta o avô da família, com uma sensibilidade que torna emocionante a ligação entre ele e o protagonista.

    Partindo de um ponto de vista infantil, Armaggedon Time traz uma atmosfera inocente e lúdica, à sua maneira, para uma realidade dura, marcada pela desigualdade e pelos privilégios de raça e classe social - que não são completamente percebidos pela criança, mas ficam visíveis e tocantes para quem assiste.

    Armageddon Time
    Armageddon Time
    Criador(es): James Gray
    Com Anne Hathaway, Jeremy Strong, Banks Repeta, Jaylin Webb, Anthony Hopkins
    Three Thousand Years of Longing: novo filme do diretor de Mad Max estrelado por Idris Elba e Tilda Swinton

    Three Thousand Years of Longing estava na lista de lançamentos mais aguardados do Festival de Cannes e estreou com participação do elenco e do diretor George Miller, conhecido pela franquia Mad Max. Em sua nova produção, o cineasta mistura drama, comédia e uma fantasia “dark” para contar a história de uma pesquisadora (Tilda Swinton) que, acidentalmente, libera um gênio da lâmpada, preso há milhares de anos.

    Djinn, interpretado por Idris Elba, concede a ela três desejos em troca de sua própria liberdade e narra as aventuras que viveu. Resgatando figuras mitológicas antigas, Three Thousand Years faz uma homenagem ao próprio cinema ao contar uma história que tem a própria narrativa como centro: é através das memórias, contos e lendas que os dois personagens se conectam (e levam junto o público).

    Three Thousand Years of Longing
    Three Thousand Years of Longing
    1h 48min
    Criador(es): George Miller
    Com Tilda Swinton, Idris Elba, Ece Yüksel, Lachy Hulme, Megan Gale
    Adorocinema
    3,5
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top