Minha conta
    A Menina Que Matou Os Pais: Filme tem conexão inesperada com clipe de Kelly Key
    28 de set. de 2021 às 12:50
    Bruno Botelho dos Santos
    Bruno Botelho dos Santos
    -Redator | crítico
    Bruno é redator e crítico do AdoroCinema, que divide seu tempo na cultura pop entre tomar susto com os mais diversos filmes de terror, assistir os clássicos do cinema ou os grandes blockbusters e enaltecer o trabalho de David Lynch e Stanley Kubrick.

    A Menina Que Matou os Pais e O Menino Que Matou Meus Pais mostram duas versões sobre um dos crimes que chocou o Brasil.

    Os filmes A Menina Que Matou os PaisO Menino Que Matou Meus Pais mostram as diferentes versões de Suzane von Richthofen e seu namorado Daniel Cravinhos, que planejaram o assassinato de Manfred e Marísia von Richthofen – um dos crimes mais chocantes do Brasil nas últimas décadas. As duas produções estão disponíveis para assinantes no catálogo do Amazon Prime Video e são estreladas por Carla Diaz e Leonardo Bittencourt. Além disso, elas apresentam um conexão inusitada com o clipe "Sou a Barbie Girl (Barbie Girl)", da cantora Kelly Key e não, não é uma brincadeira. Dá uma olhada em qual é essa ligação!

    A Menina que Matou os Pais
    A Menina que Matou os Pais
    Data de lançamento 24 de setembro de 2021 | 1h 20min
    Criador(es): Mauricio Eça
    Com Carla Diaz, Leonardo Bittencourt, Allan Souza Lima, Leonardo Medeiros, Vera Zimmermann
    Usuários
    2,9
    Assista agora
    Qual é a conexão de A Menina Que Matou os Pais com Kelly Key?

    Você se lembra do clipe Sou a Barbie Girl [Barbie Girl], da Kelly Key, que fez muito sucesso em 2005? Então, a direção dele foi feita por Mauricio Eça, o diretor de A Menina Que Matou os Pais e O Menino Que Matou Meus Pais. Convenhamos que são produções BEM diferentes, não é mesmo? Isso aconteceu no começo de sua carreira como diretor e depois ele viria a comandar Apneia, Carrossel - O Filme, Carrossel 2 - O Sumiço de Maria Joaquina, A Felicidade De MargôSilvio Santos - O Sequestro e A Garota Invisível.

    Relembre o clipe da Kelly Key dirigido por Mauricio Eça:

     

    História de A Menina Que Matou os Pais e O Menino Que Matou Meus Pais

    Em 2002, um crime cometido em São Paulo chocou o Brasil. A jovem Suzane von Richthofen (Carla Diaz), junto ao seu namorado Daniel Cravinhos (Leonardo Bittencourt) e seu irmão Cristian (Allan Souza Lima), assassinaram seu pai Manfred von Richthofen (Leonardo Medeiros) e sua mãe Marísia (Vera Zimmerman). Dezoito anos depois, o caso é revisitado em A Menina que Matou os Pais sob o ponto de vista de Daniel, que revela seus motivos para participar do assassinato, e O Menino que Matou Meus Pais, que parte da perspectiva de Suzane sobre o crime.

    Em entrevista para o AdoroCinema, Raphael Montes – que assina o roteiro ao lado da criminóloga Ilana Casoy – contou que, inicialmente, as duas versões estariam reunidas em um único roteiro. Porém, o diretor Mauricio Eça e os produtores Gabriel GurmanMarcelo Braga propuseram a divisão: "'Por que não inovamos fazendo dois filmes para que a experiência seja ainda mais completa? Não estamos falando que um é pior e outro melhor. Nós apresentamos as versões, e o público decide.'"

    A Menina Que Matou Os Pais: O que é real no filme sobre o caso Suzane von Richthofen?

    O diretor Mauricio Eça revelou ao AdoroCinema qual é a ordem correta para assistir aos filmes. De acordo com ele, o recomendável é começar por O Menino que Matou Meus Pais e, em seguida, A Menina que Matou os Pais. "Eu já assisti em todas as ordens possíveis, e o Raphael [Montes] concorda comigo que essa talvez seja a melhor. Mas pode funcionar do outro jeito também". Ainda assim, ele insiste que não há uma sequência exata para as produções brasileiras. "É preciso assistir aos dois filmes, já que eles se complementam e trazem visões diferentes", afirma. "Nesse quebra-cabeça, nós pensamos: 'Por que ele [Daniel Cravinhos] não fala disso?' Talvez porque, em seu depoimento, isso não fosse tão importante para a sua verdade quanto para a verdade de Suzane", completou.

    Mais uma vez, o AdoroCinema chegou ao top 3 do Prêmio iBest, a mais importante premiação da internet. Estamos concorrendo à melhor iniciativa digital na categoria Cinema, TV e Streaming e gostaríamos de contar com o seu voto. Clique aqui para votar na gente!

    O Menino que Matou Meus Pais
    O Menino que Matou Meus Pais
    Data de lançamento 24 de setembro de 2021 | 1h 20min
    Criador(es): Mauricio Eça
    Com Carla Diaz, Leonardo Bittencourt, Allan Souza Lima, Leonardo Medeiros, Vera Zimmermann
    Usuários
    3,2
    Assista agora
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Emerson Fiore Palma Guesa
      tbm acho.. infelizmente tudo que é site fazem esse sensacionalismo por views.. começou com o youtube, agora mtos sites de renomes, inclusive este, postam esses titulos apenas por clicles.. aí tira toda a credibilidade dos jornalistas, e nesse ponto não creio que um bom jornalista nunca faria isso!
    • Saranghae.club
      Sinceramente, que matéria mais ridícula. O título de clickbait foi ridículo. Não tem relação nenhuma com o clipe de Kelly Key. Apenas foi do mesmo produtor, isso não faz do clipe e do filme terem uma relação entre eles.
    Mostrar comentários
    Back to Top