Minha conta
    A Menina que Matou os Pais: Carla Diaz revela qual foi a cena mais tensa de filmar (Entrevista Exclusiva)
    Por Amanda Brandão — 24 de set. de 2021 às 19:02

    Os filmes sobre Suzane von Richtofen estão disponíveis no Prime Video e o roteirista explicou por que decidiu fazer também O Menino que Matou Meus Pais.

    Os filmes sobre Suzane von RichthofenA Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais, estrearam nesta sexta-feira, 24, no catálogo do Prime Video. Protagonizados por Carla Diaz e Leonardo Bittencourt, as produções abordam detalhes do relacionamento do casal até o fatídico dia do crime que chocou o país em outubro de 2002.

    Com direção de Mauricio Eça, os filmes sobre o crime real são baseadas nos autos do processo, e trazem os depoimentos de Daniel Cravinhos e Suzane von Richthofen.

    O crime chega às telinhas em duas versões diferentes: A Menina que Matou os Pais que é narrado por Daniel, isto é, traz o seu olhar para o crime, e O Menino que Matou Meus Pais, que é exatamente o contrário, sob a perspectiva de Suzane. Confira ambas as produções no catálogo do Amazon Prime Video!

    A Menina que Matou os Pais: Visita ao set e papo com Carla Diaz

    Em entrevista exclusiva para o AdoroCinema, Carla Diaz contou qual foi o momento mais tenso durante as filmagens enquanto Leonardo Bittencourt, intérprete de Daniel Cravinhos, revelou que as cenas finais foram extremamente exaustivas.

    A atriz ainda ressaltou a intensidade da preparação para o trabalho em ambos os filmes. "Um grande desafio para nós dois e para a equipe inteira, porque é a mesma história contada em dois filmes, sob dois olhares diferentes. E ainda tinha a versão dos personagens no julgamento, no tribunal, anos depois, onde eu digo que é mais uma versão dos personagens", disse ela.

    Confira a entrevista na íntegra no vídeo acima!

    Por que o filme da Suzane von Richtofen tem dois filmes?

    Em entrevista para o AdoroCinema, o roteirista Raphael Montes contou que sentiu uma necessidade de entender o que aconteceu antes do homicídio. Foi aí que ele se lembrou do filme francês Bem Me Quer, Mal Me Quer, que usa dois pontos de vista diferentes para narrar um romance conturbado.

    Já Ilana Casoy, que também assina o roteiro ao lado de Montes, trouxe como referência a série americana The Affair, que introduz separadamente a concepção masculina e a feminina sobre um relacionamento extraconjugal. Vale ressaltar que Ilana e Raphael roteirizaram juntos uma série de sucesso da Netflix, Bom Dia, Verônica.

    Portanto, o telespectador fica na dúvida: em qual ordem assistir aos filmes da Suzane von Richtofen? Ainda durante o papo com o AdoroCinema, o diretor Mauricio Eça revelou qual é a ordem que ele recomenda e deu detalhes de como foi encarar o desafio de abordar um crime que mexe com o ânimo popular.

    A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais já estão disponíveis no Prime Video. O elenco ainda conta com Allan Souza LimaLeonardo Medeiros e Vera Zimmerman.

    9 documentários sobre crimes reais que vão te deixar chocado
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top