Minha conta
    Jogos Mortais: as 5 armadilhas mais brutais e sangrentas da franquia de Jigsaw
    Por Bruno Botelho dos Santos — 31 de mar. de 2021 às 22:00

    A franquia Jogos Mortais ganhará um novo filme em breve e está repleta de jogos sádicos que trazem armadilhas muito sinistras e violentas.

    Jogos Mortais é um das franquias mais longas e adoradas pelos fãs de filmes de terror. Mesmo que a narrativa seja muitas vezes duvidosa, a franquia rendeu diversos momentos nos fizeram perder o sono, principalmente com as armadilhas mortais e criativas – que são a marca registrada dessas produções.

    Espiral - O Legado de Jogos Mortais vai ser o novo filme da saga e promete quebrar algumas tradições na franquia. Com isso, o AdoroCinema separou uma lista com as armadilhas mais assustadoras, violentas e imprevisíveis nos filmes de Jogos Mortais que surgiram da mente de Jigsaw (Tobin Bell), um dos serial killers mais marcantes do cinema de terror.

    Atenção, a matéria apresenta spoilers de cenas dos filmes da franquia Jogos Mortais!

    Buraco repleto de seringas (Jogos Mortais 2)

    Jogos Mortais 2 traz uma das cenas mais agonizantes de toda a franquia – e, provavelmente, da história do cinema. Amanda (Shawnee Smith) deveria ser apenas uma marionete no jogo, mas isso muda de uma forma impressionante quando Xavier (Franky G.) a joga em um buraco cheio de seringas usadas para buscar uma chave para abrir a porta.

    Com isso, ela acaba sendo cortada a todo momento quando está vasculhando o buraco, ficando cada vez mais revoltada e desesperada. Ainda assim, eles conseguem a chave mas não utilizam ela dentro do tempo estabelecido. Uma loucura, não é mesmo? Veja a cena:

     

    O carro assassino (Jogos Mortais - O Final)

    O ex-vocalista da banda Linkin Park, Chester Bennington, era um grande fã da franquia Jogos Mortais e foi convidado para fazer uma participação especial em Jogos Mortais - O Final – que não poderia ser mais sangrenta.

    Com as costas nuas coladas ao banco do motorista de um carro levantado, seu personagem tem 30 segundos para se soltar e puxar uma alavanca ao lado do para-brisa, ou uma sequência de eventos mataria sua namorada e amigos. O resultado não poderia ser outro: quatro mortes horríveis, com um amigo tendo seu rosto arrancado, sua namorada com rosto esmagado pelo pneu do carro, outro amigo sendo atingido pelo carro e, obviamente, o motorista jogado pelo para-brisa –  depois de ter toda a pele de suas suas costas arrancada. Veja a cena nojenta:

     

     

    Armadilha da falta de comunicação (Jogos Mortais IV)

    Em Jogos Mortais IV, dois homens estão algemados um ao outro pelos pescoços e acorrentados a uma grande engenhoca de metal com um guincho que irá girá-los e estrangulá-los se eles não escaparem. Para se libertarem, eles precisam de uma chave presa às algemas.

    O grande problema é a falta de comunicação entre eles, afinal, os olhos de um deles e a boca do outro estão costurados, o que faz eles lutarem pela vida. Confira:

     

    Roleta com espingarda (Jogos Mortais VI)

    Em Jogos Mortais VI temos uma das armadilhas mais sádicas preparada para testar o psicológico de William Easton (Peter Outerbridge), um executivo que precisa decidir qual dos seus empregados vai morrer com um tiro de espingarda para que ele mesmo possa sobreviver.

    Os quatro funcionarios ficam girando em um carrossel até William fazer sua decisão brutal e matar um deles brutalmente. Confira a cena aterrorizante:

     

    Armadilha do Anjo (Jogos Mortais 3)

    A detetive Allison Kerry (Dina Meyer) teve uma história mais longa do que a maioria dos mocinhos na franquia Jogos Mortais, mas ela também sofreu um dos finais mais nojentos em Jogos Mortais 3. Ela fica presa na armadilha de anjo – suspensa no ar e equipada com uma presa de metal conectada às suas costelas.

    Para se libertar, ela precisa colocar a mão em um recipiente cheio de ácido para pegar uma chave em um período de um minuto antes que a armadilha seja acionada e abra seu peito – o que acaba acontecendo. Veja o momento brutal:

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top