Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Diretora de Mulher-Maravilha 1984 revela que Thor: Ragnarok é o melhor filme da Marvel
    Por Caio Garritano — 4 de jan. de 2021 às 18:05
    facebook Tweet

    Patty Jenkins relembrou também do convite que recebeu para dirigir Thor 2 e os motivos que a fizeram desistir do filme.

    Patty Jenkins, diretora de Mulher-Maravilha 1984e que retorna para o terceiro filme da super-heroína -, revelou em entrevista ao podcast WTF with Marc Maron, que Thor: Ragnarok é um dos melhores filmes da história da Marvel. Ela ainda relembrou do convite que recebeu para dirigir o segundo longa do deus do trovão e os motivos que a fizeram desistir da franquia. 

    Durante a conversa, Jenkins afirmou que Taika Waititi foi a escolha perfeita para Thor: Ragnarok, “eu fico muito feliz que a franquia do Thor encontrou o Taika (Waititi), porque ele se encaixou perfeitamente. É incrível”. Ela ainda ressaltou como o filme conseguiu encontrar o equilíbrio entre o humor e a ação: “Aquele filme é muito divertido e muito bem executado. Taika é um ótimo diretor e ele fez um filme incrível”. 

    Vale lembrar que antes de Alan Taylor assumir a produção de Thor: O Mundo Sombrio, Patty Jenkins estava comandando o projeto, e inclusive, seria a primeira mulher a dirigir um filme da Marvel. Recentemente, em entrevista à Variety, ela contou que algumas convergências sobre o roteiro do longa fizeram com que ela acabasse deixando a direção, “ Eu não acreditava que poderia fazer um bom filme com o que eles estavam planejando. Eu acho que teria sido um péssimo acordo, pareceria que teria sido culpa minha”. 

    Mulher-Maravilha 1984: Warner fez Patty Jenkins mudar o final do filme

    Jenkins contou no podcast  WTF with Marc Maron que a história  não estava muito de acordo com o que ela queria trabalhar naquele momento, “Eu queria fazer filmes sobre mulheres, mas eu não queria filmes sobre ser uma mulher. Isso é muito tedioso. Eu quero dirigir filmes sobre mulheres fazendo todo tipo de coisas. Na Marvel, eles me contrataram para um filme que não precisava de uma diretora mulher, então eu sempre serei grata por eles, apesar de não ter dado certo”. 

    Superando todas as expectativas, o longa protagonizado por Gal Gadot já arrecadou mais de US$100 milhões mundialmente, mesmo sendo lançado em meio a pandemia do Coronavírus e simultâneamente no streaming nos Estados Unidos. Este lançamento nos cinemas e no HBO Max ao mesmo tempo, fez com que Patty Jenkins ficasse em dúvida se dirigiria o próximo filme da franquia, mas ela já foi confirmada pela Warner Bros. no comando do terceiro longa da Mulher-Maravilha. Enquanto isso, o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, acredita que o streaming pode ser o futuro do cinema.

    A sequência do filme da super-heroína acompanha um novo conflito da Diana Prince com dois grandes inimigos, Maxwell Lord (Pedro Pascal) e a Mulher-Leopardo (Kristen Wiig). O longa vem sendo bem recebido pelo público e recebeu nota máxima na crítica do AdoroCinema.
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • João
      Thor 3? Péssima escolha.
    Mostrar comentários
    Back to Top