Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Mostra de São Paulo 2016: Sobre o último filme da carreira de Abbas Kiarostami, inédito no Brasil
    Por Bruno Carmelo — 14 de out. de 2016 às 16:00

    Me Leve Para Casa será exibido na 40ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

    Chung Sung-Jun / GettyImages

    Entre as centenas de atrações da 40ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, está um filme de apenas 16 minutos: Me Leve Para Casa, curta-metragem com sinopse singela, descrevendo a viagem do diretor à Itália para registrar as escadarias do país.

    Mas o diretor em questão é Abbas Kiarostami, e Me Leve Para Casa representa o último filme da sua carreira, já que o iraniano faleceu este ano, dia 4 de julho, vítima de um câncer. O projeto, portanto, ganha ares de testamento, além de despertar curiosidade por ser um curta-metragem mudo, em preto e branco.

    No caso, a ficção apresenta uma série de fotografias feitas pelo diretor, sobre as escadarias do sul da Itália. Esta poderia ser uma sucessão de imagens estáticas, mas Kiarostami cria movimento através de uma bola digital, que desce as escadas e cria uma pequena narrativa em seu percurso pela cidade, fugindo do lar de seu dono.

    Me Leve Para Casa (Take Me Home)

    A animação é um tanto artificial, de baixa qualidade, contrastando com as belas fotografias de Kiarostami. Em contato com a bola digital, os degraus de concreto parecem mais reais, enquanto o objeto computadorizado soa ainda mais falso.

    Este pode não ser o experimento mais tecnicamente sofisticado do cineasta, nem especificamente ambicioso - afinal, a narrativa limita-se à sucessão de bolas descendo dezenas de escadarias. Mas é saudável ver que o diretor veterano, aos 76 anos, demonstrava interesse em novas linguagens e tecnologias.

    Quanto à simplicidade e à dilatação temporal, estes sim são elementos típicos do criador de Gosto de Cereja, Dez e Cópia Fiel.

    Críticas de filmes da 40ª Mostra de Cinema de São Paulo:
    Animais Noturnos
    Banco Imobiliário
    A Cidade do Futuro

    Deserto
    O Dia Mais Feliz da Vida de Olli Mäki
    Divinas Divas
    Elle
    Elon Não Acredita na Morte
    Era o Hotel Cambridge
    Eu, Olga Hepnarová
    Killer Joe - Matador de Aluguel
    Marguerite & Julien
    O Nascimento de uma Nação

    Onde Está Rocky II?
    Redemoinho
    A Repartição do Tempo
    As Ruas
    Vermelho Russo
    Vinte Anos

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top