Minha conta
    Top 5: Melhores easter-eggs de Capitão América: Guerra Civil
    Por Vitória Pratini — 8 de mai. de 2016 às 10:30

    Steve Rogers entendeu essas referências!

    Atenção: Esta lista contém spoilers de Capitão América: Guerra Civil. Se você ainda não assistiu ao filme, pare por aqui, vá ver e depois volte para ler.

    As semanas anteriores ao lançamento de Capitão América: Guerra Civil trouxeram a seguinte questão: para qual time você torce? #TeamCap ou #TeamIron? Está do lado de Steve Rogers (Chris Evans) ou de Tony Stark (Robert Downey Jr.)?

    Agora que você já foi conferir ao filme e descobriu o desfecho desta disputa, que tal conhecer cinco curiosidades sobre o filme? Acredite, ele está repleto de referências que deixariam o Capitão louco você (provavelmente) não notou. O AdoroCinema selecionou algumas delas. Confira abaixo e conte para a gente: você já tinha reparado nelas?

    05. Disney por todos os lados

    A prisão cúbica do Soldado Invernal (Sebastian Stan) traz gravadas as palavras "Deck 23", em referência ao fã clube da Disney D23. O "D", claramente, é de "Disney", enquanto o "23" faz menção à 1923, porque este foi o ano em que Walt Disney se mudou para Hollywood e fundou o estúdio.

    04. Participação Especial

    O diretor Joe Russo em Capitão América 2.
    Stan Lee não é o único que faz participações-relâmpago nos filmes da Marvel! O co-diretor Joe Russo, responsável - ao lado de seu irmão, Anthony Russo - por Capitão América 2 - O Soldado Invernal, Capitão América: Guerra Civil e os ainda em produção Vingadores 3 e 4, também gosta de fazer uma pontinha na frente das telas. Em O Soldado Invernal, ele apareceu como um dos médicos cuidando de Nick Fury (Samuel L. Jackson) ferido. Já em Guerra Civil, o cineasta interpretou um psiquiatra assassinado por Zemo (Daniel Bruhl). Segundo Russo disse em uma entrevista, "eu gosto muito de atuar, mas não é algo pelo qual eu levanto da cama todos os dias. Então, eu comecei a fazer isso como uma piada, desde bem cedo. Nosso pai, no início dos anos 70, começou a usar esses óculos de aro dourado e tinha um grande bigode. Então, ao longo dos anos, eu apareci como esse personagem de óculos dourados em alguns dos nossos filmes." Enquanto Anthony não tem muito interesse em atuação, uma outra Russo (supostamente, a esposa de um dos diretores) faz a voz da mulher de Zemo no filme.

    03. De Volta ao Lar

    Recentemente, foi revelado o título do filme solo do Homem-Aranha: Homecoming (ou "De Volta para Casa", em tradução livre). Curiosamente, em Guerra Civil, uma das palavras usadas para "ativar" a mente obediente do Soldado Invernal é "Homecoming". Seria uma coincidência ou uma referência deliberada ao longa do Cabeça de Teia interpretado por Tom Holland?

    02. Referências Cinematográficas

    Pode não parecer, mas Capitão América: Guerra Civil está repleto de referências a outros filmes! A mais evidente delas talvez seja na luta do aeroporto, quando o Homem-Aranha detém o Homem-Gigante (versão aumentada do Homem-Formiga), usando a mesma tática que a Aliança Rebelde utiliza em O Império Contra-ataca para derrubar os robôs AT-ATs na Batalha de Hoth. Ele, inclusive, comenta sobre o segundo Star Wars ser 'velhão".

    Ainda na briga do aeroporto, o Homem-Formiga (Paul Rudd) entra na armadura do Homem de Ferro, arremessado pela flecha do Gavião Arqueiro. Quando Tony Stark pergunta quem ele é, Scott Lang responde: "Eu sou a sua consciência. Já faz um bom tempo que a gente não conversa, como vai?". O que para alguns pode parecer mais uma piada divertida do herói, na verdade é uma referência a uma fala de Marlin em Procurando Nemo!

    Já perto do final do filme, Tony Stark chama Bucky de "Manchurian Candidate", em referência a obra de Richard Condon, adaptada para as telonas em 1962 e 2004, com o título brasileiro Sob o Domínio do Mal. A trama fala de americanos que passaram por lavagem cerebral e são usados como assassinos, mais ou menos como o Soldado Invernal.

    01. Cena tirada dos quadrinhos

    Capitão América: Guerra Civil
    é baseado livremente na sétima edição dos quadrinhos Guerra Civil, escrito por Mark Millar e Steve McNiven e lançado em 2006. Como toda adaptação, o filme teve suas mudanças. Enquanto a trama central que coloca Homem de Ferro contra o Capitão América continua a mesma, os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely tomaram diversas liberdades com tudo o resto: o estopim do conflito é outro, Zemo virou a mente por trás de tudo, novos personagens foram introduzidos e outros foram deixados para trás, e o Homem-Aranha ganhou um arco completamente diferente. Entretanto, algumas cenas continuaram exatamente iguais, como a capa da edição 7, que foi trazida à vida durante a cena final do longa (imagem ao lado); o Homem-Formiga sendo arremessado pela flecha do Gavião Arqueiro, e vibranium contra vibranium quando as garras do Pantera Negra (Chadwick Boseman) atacam o escudo de Steve Rogers.

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top