Minha conta
    15 anos atrás, um dos maiores musicais da história era lançado - e aqui estão os motivos
    Ana Pilato
    Ana Pilato
    Fanática por filmes e séries, Ana possui um acervo de informações aleatórias sobre cultura pop e gosta de encarar câmeras imaginárias como se estivesse em Fleabag ou The Office.

    Fato: Mamma Mia! é um dos melhores musicais da história do cinema.

    Elenco de peso, cenários paradisíacos e trilha sonora impecável - Mamma Mia! entregou tudo isso e mais um pouco ao ser lançado em 2008. Baseado na peça musical de mesmo nome escrita por Catherine Johnson, o longa ainda é, quinze anos após sua estreia, um dos melhores musicais de todos os tempos.

    E isso pode ser irrefutavelmente comprovado pelo fato de que o título está na lista dos musicais de maior bilheteria dos cinemas, além de ter sido indicado a três BAFTAs e dois Globos de Ouro. Se isso não foi o suficiente para te fazer querer conferir essa obra-prima, uma série de outros fatores fazem parte da extensa lista de pontos fortes do filme. Agora, vamos dissecar cada um deles.

    #1 Os maiorais de Hollywood

    Dave Hogan/Getty Images
    Elenco de Mamma Mia

    Não dá para começar a falar de Mamma Mia! sem citar o elenco maravilhoso: Amanda Seyfried, Meryl Streep, Stellan Skarsgård, Colin Firth, Dominic Cooper, Julie Walters, Christine Baranski e até mesmo Pierce Brosnan, que viveu James Bond nos cinemas entre 1995 e 2002. Inclusive, o ator aceitou participar do musical sem sequer conhecer a temática - o simples fato de Streep estar no elenco foi o suficiente para convencê-lo a embarcar no projeto.

    #2 Para os fãs de ABBA

    Universal Archive/Universal Images Group via Getty Images

    Assim como a peça, o filme é todo inspirado e movido à base de grandes sucessos do ABBA, grupo sueco responsável por hits atemporais como Dancing Queen, Take A Chance On Me e, claro, a faixa que dá nome à produção, Mamma Mia. Apesar de não ter nenhuma música original, o filme consegue encaixar todas as canções - que foram regravadas pelos próprios atores - perfeitamente na narrativa. E já que estamos falando da trilha sonora, que tal conferir nossa lista das dez músicas mais apaixonantes de Mamma Mia?

    #3 Meryl Streep em um solo de arrepiar

    Definitivamente, um dos pontos altos do longa é a performance arrebatadora de Meryl ao som de The Winner Takes It All, quando sua personagem, Donna, e Sam (interpretado por Brosnan) estão remoendo alguns momentos dolorosos do passado. A atriz gravou a música em apenas um take, e chegou a ser indicada ao Grammy. Vale lembrar que Olivia Newton-John e Michelle Pfeiffer também estavam no páreo para interpretar Donna, mas Streep levou a melhor e adicionou mais uma comédia ao seu portfólio.

    Além de The Prom: 5 vezes em que Meryl Streep cantou no cinema

    #4 Maior bilheteria de Meryl

    Ainda falando da atriz, Mamma Mia é, até o momento, a maior bilheteria de sua carreira. O filme arrecadou quase 610 milhões de dólares - conquistando o posto de maior bilheteria de um filme dirigido por uma mulher naquela época -, ultrapassando outros clássicos da estrela, como O Diabo Veste Prada (326,7 milhões de dólares) e Simplesmente Complicado (224,6 milhões).

    #5 Tem uma sequência - e é tão boa quanto o primeiro

    Universal Pictures

    Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo faz com maestria algo que diversas outras produções falham em entregar: uma sequência tão boa quanto o primeiro filme. No segundo capítulo da história, descobrimos que Donna, infelizmente, morreu, e Sophie (Seyfried) decide reformar o hotel da mãe para fazer uma reinauguração. Além de trazer de volta parte do elenco original, o longa introduz novos atores que interpretam as versões mais jovens de Donna, seus ex-namorados Bill, Harry e Sam e suas melhores amigas Rosie e Tanya. Intercalando momentos do presente e passado, o segundo volume preenche todos os requisitos para entregar mais uma experiência memorável aos fãs.

    #6 Cher. Simplesmente Cher.

    Universal Pictures

    Esse tópico dispensa palavras, mas, para contextualizar, Cher foi chamada para interpretar Tanya no primeiro filme. Porém, por conta de conflitos na agenda da cantora - que estava em turnê na época das gravações - Cher precisou abandonar o projeto. Felizmente, ela conseguiu entrar para o universo de Mamma Mia no segundo filme, vivendo Ruby Sheridan, mãe de Donna e avó de Sophie. Aliás, Cher foi a primeira e única considerada para o papel, e já falou sobre sua experiência no filme em uma entrevista para o AdoroCinema.

    #7 Entregou memes icônicos

    Várias cenas viralizaram nas redes sociais, proporcionando memes como estes:

    #8 Deixa o coração quentinho e ensina uma lição valiosa

    O grande enigma dos filmes é a identidade do verdadeiro pai de Sophie - que não foi revelada nos filmes. Porém, no fim das contas, deixar essa questão em aberto foi uma escolha sábia, mostrando que nenhum resultado seria capaz de mudar a relação entre Sophie e os três candidatos à sua paternidade. Além disso, a história foca em priorizar o laço entre mãe e filha, que desde sempre serviram como o porto seguro uma da outra. Acima de tudo, a trama de Mamma Mia passa uma mensagem que deve ser ouvida por todos: é preciso se arriscar se quiser alcançar seus objetivos.

    Mamma Mia! - O Filme
    Mamma Mia! - O Filme
    Data de lançamento 12 de setembro de 2008 | 1h 50min
    Criador(es): Phyllida Lloyd
    Com Meryl Streep, Amanda Seyfried, Pierce Brosnan
    Usuários
    4,1
    Assista agora

    Você pode conferir Mamma Mia! O Filme no Lionsgate+, Globoplay e na assinatura premium do Prime Video.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Back to Top