Minha conta
    Extraordinário
    Críticas AdoroCinema
    3,5
    Bom
    Extraordinário

    Por um mundo mais gentil

    por Francisco Russo
    O período escolar nunca é fácil, seja pelas dificuldades inerentes de aprendizado aliado à pressão em não ser reprovado ou mesmo pelo convívio com completos desconhecidos, sem os mimos típicos da vida em família. Independente dos problemas enfrentados, trata-se de um imenso aprendizado sobre como se comportar em sociedade, para o bem e para o mal. Extraordinário, adaptação do livro homônimo escrito por R.J. Palacio, aborda exatamente esta questão, potencializada pelo protagonismo de um garoto de 10 anos que, devido a deficiências de nascença, passou por 27 cirurgias plásticas - o que, inevitavelmente, gera reflexos na forma como é encarado por todos à sua volta.

    Extraordinário - FotoEm uma realidade tão complexa, rodeada por todo tipo de preconceito, chama a atenção como o livro - e, consequentemente, o filme - busca alguns confortos a seu personagem principal: o núcleo familiar absolutamente acolhedor, sem grandes atritos entre seus integrantes, e um certo tom lúdico com base em um adorado ícone universal: Star Wars. Como não abrir um sorriso ao ver aquela criança de olhar tão tristonho a cada novo encontro com Chewbacca? Com habilidade, Palacio - e os roteiristas do filme, Steve Conrad, Jack Thorne e o próprio diretor Stephen Chbosky - encontraram um meio-termo entre a dor e a felicidade que, personificado em uma criança, comove. Mas não é só.

    Por mais que seja um filme claramente emotivo - mas sem cobrar o choro do espectador, é bom deixar claro -, Extraordinário se apropria de certos maniqueísmos típicos nesta busca pelo coração do espectador. Se o elo emocional com cachorros apela para o lado afetivo de cada um e a própria conjuntura em torno do garoto é milimetricamente calculada de forma a não gerar ruídos ao tema principal, é difícil resistir ao carisma e à ternura de Jacob Tremblay como o jovem Auggie. Trata-se de uma escolha precisa que, aliado ao competente trabalho de maquiagem, apresenta um personagem absolutamente encantador, seja nas angústias ou mesmo nos momentos de autoironia. Difícil não se render a ele, ou mesmo a outros dois jovens que o rodeiam: Izabela Vidovic, intérprete da irmã Via, e Noah Jupe, como o amigo Jack Will.

    Neste aspecto, Extraordinário ganha relevância também ao ressaltar a individualidade dos jovens a partir de suas angústias pessoais, por mais que a divisão do filme a partir dos personagens soe um tanto quanto esquemática. Ainda assim, tal diversidade amplia o leque emocional retratado em cena, trazendo ao filme camadas necessárias para evitar um foco excessivo (e desgastante) em Auggie. Por outro lado, é importante também ressaltar que nenhuma das subtramas possui um grande aprofundamento, tendo como objetivo maior trazer mais informações acerca da personalidade do retratado.

    Extraordinário - FotoHá ainda Julia Roberts e Owen Wilson, os pais de Auggie. Se ele praticamente reprisa o personagem de Marley & Eu, a partir do já conhecido - e mais uma vez funcional - perfil boa praça, ela é competente ao compor a mãe amorosa e rigorosa, que tenta conciliar aspirações profissionais com a vida em família. Entretanto, o real motivo pela escolha de Julia está em seu marcante sorriso, luminoso sempre que surge em cena.

    Repleto de boas intenções, Extraordinário equilibra bem as mensagens edificantes intrínsecas com o carisma de um bom elenco e uma direção cuidadosa, que dosa com competência e sensibilidade os inevitáveis momentos emocionais de sua trajetória. Bom filme, com boas chances de arrancar uma lágrima do espectador.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema

    Comentários

    • JarbasLopesPublicidade
      Já disseram tudo sobre o filme, então sobra pouco pra mim. Alguém disse que é um filme para pessoas pouco exigentes. Não é. Muitos filmes são ruins ou por causa da má direção, ou por problemas de edição que as vezes arruínam o roteiro ou também, interpretações canastronas, que não convencem quase ninguém. Não é bem o caso de filme. Ele tem um andamento preciso e a gente assiste o desenvolver da história com interesse, sem se sentir como se estivéssemos perdendo tempo. Ah, é emotivo, piegas, clichê... sim, concordo, mas assim é a arte do cinema, é para isso que assistimos tantos filmes. E esse eu recomendo.
    • Virgilio Marques
      Filme clichezao que convence gente sem muitas exigências. Bela mensagem apenas.
    • Usuario
      Cara, foi uma citação '-'
    • Prof Bressane
      A sua análise me deixou ávido em assistir, obrigado Marcos!
    • OLA
      OLA
    • Jeff Skas
      Espero que as coisas tenham mudado para você... Se precisar de um apoio, saiba que acontece com todas as pessoas... Mas vai ficar tudo bem.
    • Ana Luiza
      Te aconselho ler o livro homônimo, talvez sua perspectiva do filme mude bastante. Inclusive O Homem Elefante é citado no livro. O roteiro não é pobre, é uma adaptação de um livro para um filme que acaba ficando raso ao comparar com a primeira obra, por ser impossível retratar todos os detalhes. E talvez também seja bom ver o filme de novo, pois a questão não era A necessidade de ser popular.
    • Miillah F.
      Um filme ótimo,ensina refletir sobre o que a pessoa pensa sobre aparência de outra pessoa e julgar logo por ter um rosto deformado algo do tipo mas tem gente que nasceu assim por algum problema gerado na barriga da mãe,ninguém é perfeito e não vai agradar todo mundo, a gente tem que tá preparado para as criticas sobre você,o garoto do filme é realmente um extraordinário porque ele não desistiu de estudar por causa dos coleguinhas dele e ainda foi melhor aluno do colégio. #experimentoosabordaleitura
    • Fábio Souza
      Infelizmente nem todas as pessoas possuem sensibilidade para perceberem aspectos tão sutis nessa obra. A força interior inerente à todo ser humano, que muitas vezes é desprezada ou desconhecida, revelou-se em seu esplendor. Me emocionei muito :-)
    • mortapordentro11
      lindo, emocionante... amei. serio gnt vcs precisam ver esse filme. vale mt a pena. corei de comeco ao fim
    • Marcos
      3.5 não reflete a nota a qual esse filme merece. o Filme usa o pretexto de uma doença tão rara quanto cada um de nos somos simplesmente para dizer, seja apenas GENTIL, pq todos, absolutamente todos, passamos pelas mesmas dificuldades e o mundo já é duro por si só. Basta ver como o filme passar por outros personagens, primeiro pelas vivencias de Via criando de imediato empatia e depois pelos outros amigos Auggie. O roteiro fala sobre o que realmente importa, família, amor, Se sentir integrado nessa sociedade dura. Para mim, os papeis foram simples, pq todos apareceram com equidade, valorizando a historia e não um personagem principal, apesar de auggie ser o principal. ... prof buzanfa parece ser o roterista tentando nos mostrar o olhar compreensivo que se deve ser com todos.e para a queles que não gostaram, NA BOA ASSISTAM DAQUI A UNS CINCO ANOS NOVAMENTE.
    • Gustavo
      Quais os pontos positivos mostrados no texto? Indentifique-o(s) e faça uma explanaçao sobre o peso argumentativo e tal(ais) ressalva(s)
    • João Santiago
      ah faça-me o favor... Pi é uma obra de arte.
    • Eudes Junior
      fILME AGUA COM AÇUCAR PREVISIVEL.Passa uma boa mensagem,mas nada que justifique o ufanismo exagerado em supervalorizar a produção.O personagem jack will que deveria ter sido homenageado no final com a medalha,pois foi o unico que realmente fez amizade com o Auguie.Filme entrete.
    • Marcos Manoel
      Jonathan Ciqueira • um mês atrásMeus pais não me dão atenção, ninguém pergunta como foi o meu dia. Só perguntam para o meu irmão. Ele tem um problema genético, mas... podia ser eu. Lembram daquela menina que queria uma boneca de Natal e ganhou uma muleta? Eu chorei quando vi essa cena.
    • Haroldo Rosa
      Em momentos em que se destaca o noticiário político com corruptos, ladrões e criminosos da mais alta esfera jurídica do país (sim, estamos falando do Supremo Tribunal Federal)...Em momentos que predominam os crimes dos Datenas da Vida... Em momentos de promessas eleitoreiras feitas pelos ladrões de plantão...Sempre é bom ver filmes contendo histórias que edifiquem; que nos mostrem o lado bom da vida, que permitam um lapso de amor familiar e que nos reconfortem afirmando: A vida é boa. Vale a pena Amar!
    • Américo Nobre
      Sacanagem é dizer que é um filme bom. Ainda mais que durante as filmagens quase mataram aquele tigre afogado no tanque que simulava o mar. Além de o roteiro ser meio sem graça e até mesmo o enredo do filme ser sem graça e desinteressante. É o tipo de filme que vale a pena levar um travesseiro para dormir no cinema.
    • Coreano Virtual
      Faltou dizer que tanto os diálogos quanto as situações são artificiais.
    • Airam Carvalho
      Falar que As Aventuras de Pi é ruim é muita sacanagem...
    • Jonathan Ciqueira
      Meus pais não me dão atensão, ningém pergunta como foi o meu dia. Só perguntão pro meu irmão. Ele tem um problema jenético, mas... podia ser eu. Lembram daquela minina que queria uma buneca de Natal e ganhou uma muleta? Eu chorei quando vi esa sena.
    Mostrar comentários
    Back to Top