Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Amazon confirma investigação de suposto assédio sexual do ator Jeffrey Tambor, de Transparent
    Por Rodrigo Torres — 8 de nov. de 2017 às 20:20
    facebook Tweet

    O acusado se disse atônito com a insinuação de comportamento indevido feito por sua ex-assistente: "sem fundamento".

    A onda de acusações de assédio sexual chegou à Amazon. E o próprio estúdio confirmou a notícia, anunciando que investiga o caso que põe em xeque uma de suas principais estrelas: Jeffrey Tambor. O premiado ator de Transparent foi acusado por sua ex-assistente, a mulher transgênero Van Barnes, de comportamento inapropriado nos bastidores da série. O ator nega a acusação com veemência.

    Van Barnes

    "Estou ciente de que uma ex-assistente insatisfeita fez uma postagem privada sugerindo que eu agi de maneira imprópria com ela", declarou Tambor ao Deadline. "Eu nego e rejeito dura e veementemente toda e qualquer insinuação e alegação de que alguma vez eu me envolvi com qualquer tipo de comportamento impróprio para com essa pessoa ou qualquer pessoa com quem já trabalhei. Estou chocado e aflito por essa alegação sem fundamento."

    Transparent não se encontra em produção no momento, mas tem toda uma quinta temporada pela frente. Embora a comédia dramática criada por Jill Soloway seja um dos carros-chefes da empresa, a Amazon se encontra em um período de grande reformulação. Nesse cenário, de mudanças no estúdio e consequências para assediadores em Hollywood, uma medida mais drástica em relação ao futuro da série não seria vista com tanta surpresa pela indústria. No momento, porém, se preserva a presunção de inocência do ator veterano.

    Jeffrey Tambor (à direita) e o elenco principal de Transparent.

    Harvey Weinstein foi o primeiro nome da indústria audiovisual norte-americana acusado de abuso sexual nas últimas semanas. Depois disso, mais de 300 mulheres se manifestaram contra o cineasta James TobackKevin Spacey é apontado como assediador de diversos jovens, o que provocou sua suspensão de House of Cardscorte de projetos futuros com a Netflix.

    Seis mulheres se manifestaram contra o cineasta Brett RatnerOutras duas, contra Dustin Hoffman, provocando o ressurgimento de uma entrevista da atriz Meryl Streep sobre seu comportamento ofensivo em Kramer vs. Krammer, de 1979. Hoje, o ator Dominick Brascia acusou Charlie Sheen de ter abusado de Corey Haim durante as filmagens de A Inocência do Primeiro Amor, quando a vítima tinha apenas 13 anos.

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top