Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    James Toback é acusado de assédio sexual por mais 200 mulheres!
    Por Rodrigo Torres — 24 de out. de 2017 às 12:12
    facebook Tweet

    Apresentadora Natalie Morales incluiu-se entre outras centenas de mulheres desrespeitadas pelo cineasta nas ruas de Nova York.

    O caso Harvey Weinstein é espantoso, mas as denúncias contra James Toback soam ainda mais absurdas. Dono de uma reputação historicamente ruim, o roteirista indicado ao Oscar por Bugsy foi acusado de abuso sexual por 38 mulheres no último fim de semana, em matéria publicada pelo LA Times. Como repercussão da notícia, o veículo recebeu mais de 200 denúncias por e-mail e telefone de mulheres relatando histórias muito parecidas, que ainda não puderam ser verificadas.

    Natalie Morales foi uma das mulheres a sofrer investidas abusivas de James Toback.

    Dentre os signos comuns entre a maioria dos relatos, o fato de Toback agir nas ruas de Manhattan, se aproximando de jovens com a oferta de um papel em seu próximo filme, em um comportamento estranho sucedido por investidas de cunho sexual. Dentre as mulheres que se manifestaram sobre o caso, a apresentadora do "Today Show" Natalie Morales.

    "Adicione mais uma. Exatamente o mesmo livro de cantadas de James Toback quando o encontrei próximo ao Central Park", publicou Morales, em postagem no Twitter. "Com toda sinceridade, eu pensei que ele fosse apenas um [homem] bizarro dando em cima de mim com a cantada mais velha do livrinho", continuou a comunicadora, em entrevista ao Access Hollywood: "Eu tive sorte. Eu notei bem rapidamente qual era a dele."

    Departamentos de Polícia de Los Angeles e Nova York estão investigando os relatos e encorajando possíveis vítimas de James Toback a denunciá-lo. Segundo o LA Times, esses encontros indesejados terminavam frequentemente com o cineasta "agarrando as mulheres ou se masturbando na frente delas, ejaculando em suas próprias calças ou sobre os corpos delas". Esse comportamento doentio teria se repetido por quatro décadas.

    James Toback negou as primeiras acusações, alegando que sua saúde tornaria "biologicamente impossível" esse tipo de comportamento nos últimos 22 anos (ele tem 72, sofre de diabetes e problemas no coração há duas décadas). O diretor e roteirista não respondeu quando questionado sobre as centenas de novas denúncias de abuso sexual.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top