Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    James Gunn diz conhecer ao menos 15 mulheres assediadas pelo cineasta James Toback
    Por Rodrigo Torres — 23 de out. de 2017 às 13:26
    facebook Tweet

    "Eu não podia pará-lo. Mas pude alertar as pessoas sobre ele", diz o diretor da franquia Os Guardiões da Galáxia.

    Mais um realizador de Hollywood foi acusado, ontem, de abuso sexual: James Toback, diretor do documentário Tyson, roteirista de O Jogador e indicado ao Oscar por Bugsy. Após a denúncia publicada pelo LA Times, James Gunn publicou um longo relato afirmando que conheceu nada menos que 15 mulheres assediadas pelo cineasta, provavelmente mais.

    "Ele essencialmente chega nas mulheres e diz 'Ei, eu sou James Toback, um diretor famoso e sinto que existe uma conexão entre nós'. Então ele lhes mostra um artigo sobre ele ou algum artefato para provar quem ele é, e tenta levá-las a um outro lugar", explica o diretor e roteirista da franquia Guardiões da Galáxia.

    James Toback

    Segundo o cineasta, Toback usou da mesma abordagem invasiva "com três garotas que namorou, duas de suas melhores amigas e uma membra de sua família... duas vezes!". "Sim, ele a abordou duas vezes com a mesma cantada estúpida, sem perceber que ela era a mesma pessoa", explica Gunn. Depois, ele acrescenta que nunca soube em primeira mão de um caso de estupro, mas só escreveu e publicou a longa carta porque ouvira antes diversos casos como relatados no LA Times.

    "As histórias são tão estranhamente semelhantes, e eu as ouvi repetidas vezes de algumas pessoas em quem eu mais confio no mundo, que eu sei que as chances de elas serem falsas ... bem, isso seria impossível", diz Gunn, acrescentando que sempre deu apoio às mulheres que conheceu caso elas decidissem denunciar publicamente o comportamento de Toback, e que fez o que estava em seu alcance sobre o comportamento abusivo do diretor e roteirista.

    "Eu fiz o que eu pude em meu estado de impotência – por mais de 20 anos, eu tenho exposto James Toback em toda chance que eu tenha em grupos de pessoas. Eu não podia impedi-lo, mas podia alertar às pessoas sobre ele", revelou Gunn.

    O texto de James Gunn, na íntegra e em inglês, foi publicado em sua página no Facebook.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    • Cineasta James Toback é acusado de assédio sexual por 38 mulheres
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top