Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Shang-Chi: Conheça o primeiro super-herói asiático do Universo Cinematográfico Marvel
    Por Vitória Pratini — 3 de ago. de 2019 às 10:01
    facebook Tweet

    Quem é ele? O que são os Dez Anéis? Tem outro Mandarim além daquele de Homem de Ferro 3? Tudo o que você precisa saber sobre o novo filme da Marvel.

    Marvel Comics

    Durante a divulgação das produções de sua Fase Quatro na San Diego Comic-Con, a Marvel confirmou que está desenvolvendo Shang-Chi and the Legend of the Ten Rings (Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, na tradução), primeiro super-herói asiático a ganhar um filme solo em seu Universo Cinematográfico.

    Mas quem é Shang-Chi? O que são os Dez Anéis? O Mandarim vai realmente ser o vilão? Chegou a hora de conhecer esse mestre das artes marciais e todos os detalhes que permeiam seu filme, vem com a gente.

    Surgimento
    Marvel Comics

    A década de 1970 foi o auge das produções de artes marciais, com a popularidade crescente de Bruce Lee estrelando filmes como Operação Dragão e Jogo da Morte. A Marvel não queria ficar para trás nas novidades e tentou adquirir os direitos da série de TV Kung Fu, que pertenciam à Warner na época. A companhia acabou conseguindo os direitos de adaptação do famoso vilão Dr. Fu Manchu, criado por Sax Rohmer. Em 1973, Steve Englehart e Jim Starlin deram vida à Shang-Chi, um mestre de Kung Fu, filho de Fu Manchu, que desconhecia o lado vilanesco de seu pai.

    Origem
    Marvel Comics

    Ao longo de sua infância, Shang-Chi foi treinado nas artes marciais. Mal sabia ele que seu pai era um lorde de um império do crime e um feiticeiro, e queria que o rapaz fosse um assassino mortal que se uniria as suas operações quando atingisse a maioridade. Shang acreditava que Fu Manchu era um humanitário benevolente e que tudo que ele fazia era em auxílio de sua missão de paz. Ele só foi descobrir a verdade quando encontrou o arqui-inimigo de seu pai, Sir Denis Nayland Smith, que lhe conta a verdade sobre suas origens e a história de seu pai. O garoto, então, finge sua morte e passa a atacar vários elementos do império criminoso de seu pai. Em retaliação, Fu Manchu envia diversos assassinos atrás dele.

    Fugindo, Shang-Chi eventualmente se torna aliado da organização britânica de inteligência, ajuda seu amigo da MI-5 contra ninjas, e conhece outros super-heróis de artes marciais, como seu rival Cat e Punho de Ferro, com quem divide forças para derrubar a Corporação.

    Marvel Comics
    Heróis de Aluguel.

    Mais tarde, ele se afilia aos Heróis de Aluguel ao lado de Luke Cage, Punho de Ferro, Misty Knight e Colleen Wing, e chega a se unir aos Vingadores, certa vez usando as partículas Pym para ficar gigante e enfrentar um dragão (!). Eventualmente, forma a Freelance Restorations, Ltd., uma agência de espionagem independente, e continua a enfrentar as operações de seu pai.

    Habilidades
    Marvel Comics

    Shang-Chi é humano e não possui poderes mágicos ou sobrenaturais, apenas habilidades aperfeiçoadas, mais ou menos como o Gavião Arqueiro ou mesmo o Homem de Ferro (sem o dinheiro e os equipamentos).

    Considerado um dos maiores artistas marciais da Terra, ele dedicou grande parte de sua vida para aperfeiçoar suas habilidades em artes marciais, especialmente a chinesa, e tem bastante conhecimento em ginástica. Shang-Chi tem domínio sobre seu chi, usando-o para superar os limites que podem limitá-lo. Ao longo dos anos, ele utilizou essas habilidades para desviar de balas e desferiu tiros com seus braceletes. O herói também é altamente adepto de armas corpo-a-corpo, incluindo espadas, cajados, nunchaku e shuriken.

    Shang-Chi também tem sido um professor de artes marciais e kung fu para vários heróis da Marvel, incluindo o Homem-Aranha. O herói certa vez empatou com Punho de Ferro em combate individual, com os dois artistas marciais retratados como iguais, enquanto Pantera Negra afirmou que Shang-Chi era melhor que Danny Rand.

    Marvel Comics
    Shang-Chi treina o Homem-Aranha.

    Durante o arco "Time Runs Out", de 2015, Shang-Chi entra em contato com uma bomba de origem de Ex Nihilo, que atingiu a cidade de Kobe, no Japão. No local, ele adquire o poder de replicação, criando uma série de cópias de si mesmo, cada um com sua mente e habilidades. Não se sabe quantas duplicatas de Shang-Chi foram produzidas, e se elas continuam a produzir novas cópias de si mesmas ou não.

    Controvérsia
    Christopher Lee como Fu Manchu.

    A história de Shang-Chi já enfrentou uma série de controvérsias, especialmente por chineses acreditarem que a história é estereotipada. Uma das questões é Fu Manchu, que uma vez foi interpretado nas telas por Christopher Lee. O personagem é descrito pelo South China Morning Post "um símbolo ofensivo de discriminação anti-chinesa". O quadrinista Jim Starlin recentemente revelou em entrevista sobre o filme que "tem quase certeza que a Marvel vai cortar [Fu Manchu] da história toda", disse, elaborando a questão na San Diego Comic-Con. "Eu fiquei horrorizado com esses... livros Yellow Peril", comentou sobre publicações que colocavam os asiáticos como vilões e incitavam medo nos norte-americanos. "Eles não são politicamente corretos. Qualquer um que não seja branco é um vilão nessas coisas."

    Assim, com os problemas envolvendo Fu Manchu — e o fato de que a Marvel não detém mais os direitos dos personagens criados por Sax Rohmer — há especulações de que estúdios reescrevam a árvore genealógica de Shang-Chi e transformem o Mandarim em seu pai. Outra opção, como sugere o IGN, é que a Marvel transforme Zheng Zu no pai de Shang-Chi. Este personagem apareceu nos quadrinhos como um feiticeiro místico que usou Fu Manchu como uma de suas muitas identidades. No entanto, relacionar o herói do filme com o grande vilão Mandarim, que será vivido por Tony Leung, pode oferecer um potencial mais dramático (e um tanto quanto previsível).

    Mandarim
    Marvel Studios

    Mas, AdoroCinema, Mandarim não é o vilão fake de Homem de Ferro 3, interpretado por Ben Kingsley?! Não exatamente.

    O papel de Ben Kingsley na verdade se chamava Trevor Slattery, um ator contratado para fingir ser o Mandarim, a mando do verdadeiro vilão do filme Aldrich Killian (Guy Pearce), e nenhum deles de fato é o Mandarim das HQs. Apesar disso, o Mandarim e os Dez Anéis são muito, muito reais no Universo Cinematográfico Marvel.

    Antes de relembrar onde eles foram apresentados (depois do inteligente fiasco que revoltou muita gente em Homem de Ferro 3), que tal conhecer um pouquinho do personagem nos quadrinhos?

    Nas HQs
    Marvel Comics

    O Mandarim fez sua estreia em quadrinhos em 1964, em uma obra de Stan Lee e Don Heck. Filho de uma prostituta inglesa na China continental, o rapaz que então se tornaria o Mandarim passou a infância fazendo trabalho forçado. Após sua mãe morrer de overdose, matou seu cafetão (que ele imaginou ser seu pai) e entrou para o mundo do crime, fugindo durante a revolução comunista.

    Ele cresceu estudando ciência e combate, antes mesmo de encontrar uma nave alienígena que havia caído na Terra, com um passageiro moribundo dentro e um dragão alienígena morto conhecido como Makluan. Encantado por dez pequenos cilindros rodando no motor da nave, ele matou o homem, que lhe disse para não pegar os artefatos, e levou os itens. Achando-os parecidos com anéis, o Mandarim começou a usá-los como tal, lentamente estudando cada um deles e obtendo acesso a seus poderes. Quando usou todos de uma só vez, sua mente foi alcançada pelos espíritos guerreiros presos nos anéis, que o influenciaram para que tivesse como objetivo ressuscitá-los.

    Nas primeiras HQs, os Dez Anéis são anéis reais, cada um com seu próprio poder: Remaker (Reorganização da Matéria), Influence (Feixe de Impacto), Spin (Feixe de Vórtex), Spectral (Feixe de Desintegração), Nightbringer (Luz Negra), Daimonic (Luz Branca), Incandescence (Explosão de Chamas), Lightning (Explosão Elétrica), Zero (Explosão de Gelo) e The Liar (Mento-Intensificador). Mais tarde foi revelado que os dez cilindros eram tecnologia alienígena vinda da raça Makluan. Cada um continha a alma de um lendário guerreiro cósmico morto, preso em um estado fantasmal limitado por seu respectivo dispositivo, e uma uma inteligência artificial em quarentena para quando os anéis foram separados de seus donos. Eles frequentemente procuram por hospedeiros, ou usuários, que mais incorporam os traços de cada anel individual — todos os quais têm poder sobre as emoções e a realidade.

    Marvel Comics

    Em sua carreira de supervilão, o Mandarin tentou conquistar o mundo várias vezes, tornando-se o mais famoso inimigo do Homem de Ferro depois de capturar o herói e tentar usar a tecnologia de Tony Stark para promover seus objetivos de ressuscitar os espíritos dos anéis. Em outro momento, ele começou a empregar um grupo de seguidores que faziam seu trabalho sujo, chamado o Tentáculo (visto nas séries Demolidor e Punho de Ferro).

    Nascendo do mesmo estoque orientalista de Fu Manchu, várias de suas histórias envolviam a China e o folclore chinês estereotipados. Ele tinha um castelo na China e um dragão gigante chamado Fin Fang Foom sob seu comando. O Mandarim tem o poder de manipular seu Chi, adquirindo poderes físicos sobre-humanos e podendo sobreviver por anos sem comida e água, vivendo de estoque de Chi.

    Nos filmes
    Marvel Studios
    Cena de Homem de Ferro (2008).

    O Universo Cinematográfico Marvel apresentou brevemente o Mandarim e os Dez Anéis — que nos filmes não são literalmente jóias, mas sim uma rede terrorista. No primeiro Homem de Ferro, os Dez Anéis era uma célula terrorista internacional que colaborou com Obadiah Stane (Jeff Bridges) para sequestrar Tony Stark (Robert Downey Jr.). Homem de Ferro 3 trouxe de volta de ideia do vilão que não envelhece, vivido por Ben Kingsley, apenas para revelar que ele estava realmente interpretando um Mandarim falso. 

    Enquanto parecia que a versão do UCM do Mandarin era uma mera ficção, o curta-metragem All Hail the King reacendeu a ideia do vilão, estabelecendo, segundo o presidente da Marvel Studios Kevin Feige, a possibilidade de que uma versão mais precisa dos quadrinhos do vilão icônico exista na franquia de filmes.

    O vídeo trazia um membro dos Dez Anéis tirando Trevor Slattery da prisão, e lhe dizendo que o verdadeiro Mandarim queria falar com ele. Pelo o que deu a entender, ele não parecia muito feliz com um mentiroso que manchava sua reputação.

    Essa não foi a última vez que vimos os Dez Anéis, graças a uma cena excluída de Homem-Formiga. Quando o vilão Darren Cross (Corey Stoll) está tentando vender sua armadura de Jaqueta Amarela, um membro dos Dez Anéis com uma tatuagem mal escondida está presente durante a compra. Confira:

    O Mandarim e os Dez Anéis não foram vistos em qualquer outro filme ou série de TV desde então, mas farão seu retorno triunfal em Shang-Chi and the Legend of the Ten Rings. Como eles se unirão à história de origem do herói ainda é um mistério. Será que serão apresentados como uma lenda, ou como um grupo terrorista?

    Getty Images
    Simu Liu viverá Shang-Chi nas telonas.

    Dirigido por Destin Daniel Cretton, com Simu Liu no papel principal e Awkwafina também no elenco, Shang-Chi tem estreia prevista para 11 de fevereiro de 2021.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top