Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    O Mal Não Espera a Noite - Midsommar
     O Mal Não Espera a Noite - Midsommar
    19 de setembro de 2019 / 2h 27min / Terror
    Direção: Ari Aster
    Elenco: Florence Pugh, Jack Reynor, Will Poulter
    Nacionalidade EUA
    Ver o trailer
    Assista agora
    Imprensa
    3,2 19 críticas
    Usuários
    2,6 358 notas e 115 críticas
    Adorocinema
    4,0
    Avaliar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Não recomendado para menores de 18 anos
    Após vivenciar uma tragédia pessoal, Dani (Florence Pugh) vai com o namorado Christian (Jack Reynor) e um grupo de amigos até a Suécia para participar de um festival local de verão. Mas, ao invés das férias tranquilas com a qual todos sonhavam, o grupo vai se deparar com rituais bizarros de uma adoração pagã. 

    Título original

    Midsommar

    Distribuidor PARIS FILMES
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2019
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades -
    Orçamento -
    Idiomas Inglês, Sueco
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Assista ao filme

    Online
    Looke Alugar
    Veja todos os filmes online

    Críticas AdoroCinema

    4,0
    Muito bom
    O Mal Não Espera a Noite - Midsommar

    Rito de passagem

    por Barbara Demerov
    Os momentos iniciais de Midsommar possuem atmosfera semelhante à de Hereditário, filme anterior do diretor Ari Aster que provocou fortes emoções até mesmo para quem já está familiarizado com o terror. Mas não se deixe enganar: seu segundo longa não é uma extensão do horror antes apresentado através de uma família cujos problemas aparecem aos poucos. Em Midsommar, de fato existe a impressão de que o diretor inicia o processo de simular o clima de pesadelo contido em Hereditário, mas ela não tarda a ir embora, dando lugar a um suspense que se equilibra entre o grotesco e o cômico. Sim, o cômico possui espaço nesta trama sobre luto, loucura e verdades não ditas.O prólogo prende a atenção por ter exatamente o que um filme de terror dispõe em suas principais características: ambientes escuros, trilha sonora potente, o suspense de não saber o que pode ter acontecido e desespero das personagens...
    Ler a crítica
    O Mal Não Espera a Noite - Midsommar Trailer (1) Legendado 1:25
    O Mal Não Espera a Noite - Midsommar Trailer (1) Legendado
    20447 visualizações
    7 trailers
    Pela web

    Elenco

    Florence Pugh
    Personagem : Dani
    Jack Reynor
    Personagem : Christian
    Will Poulter
    Personagem : Mark
    William Jackson Harper
    Personagem : Josh
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    Luiz Antônio N.
    Luiz Antônio N.

    Segui-los 13322 seguidores Ler as 1 244 críticas deles

    1,0
    Enviada em 8 de janeiro de 2020
    Após vivenciar uma tragédia pessoal, Dani vai com o namorado Christian e um grupo de amigos até a Suécia para participar de um festival local de verão. Mas, ao invés das férias tranquilas com a qual todos sonhavam, o grupo se depara com rituais bizarros de uma adoração pagã. Mesmo tendo lido tantas críticas negativas sobre o filme ainda assim resolvi perder 2:30 da minha vida vendo essa porcaria filme totalmente sem sentido que não ...
    Leia Mais
    Joyce H.
    Joyce H.

    Segui-los 17 seguidores Ler as 9 críticas deles

    0,5
    Enviada em 15 de janeiro de 2020
    Esse filme é um dos piores que já vi na minha vida. Muito ruim mesmo... não tem o menor sentido. Não tem susto, não dá medo, se passa alguém na sala enquanto você assiste, dá vergonha alheia.
    Jonas Furtado Bittencourt
    Jonas Furtado Bittencourt

    Segui-los 1348 seguidores Ler as 549 críticas deles

    4,0
    Enviada em 4 de março de 2020
    A definição da expressão ''filme difícil''...Definitivamente, não é pra todo mundo. Mas com um pouco de paciência e mente aberta para reflexão, você até que pode tirar algo positivo da experiência. Embora se passe majoritariamente na Suécia, o longa de Ari Aster carrega fortemente o fatalismo cruel arraigado na sociedade americana em sua abordagem do trauma. As perdas humanas, o abandono emocional, ilusão, desilusões, ...
    Leia Mais
    Adriano Souza
    Adriano Souza

    Segui-los Ler as 4 críticas deles

    0,5
    Enviada em 27 de novembro de 2019
    Disparado o pior filme que vi em 2019. Assisti o trailer, criei expectativas e me decepcionei ao ver o filme, perda de tempo!
    115 Comentários do leitor

    Fotos

    25 Fotos

    Curiosidade das filmagens

    Últimas notícias

    Snyder Cut e outros filmes que são melhores na versão do diretor
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    terça-feira, 1 de setembro de 2020
    Diretor de Midsommar e Hereditário promete que seu próximo filme será uma comédia de terror
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    sexta-feira, 5 de junho de 2020
    Com quatro horas de duração.
    Os melhores filmes de terror para assistir no feriado
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    terça-feira, 21 de abril de 2020
    Para quem é fã, o serviço de streaming Darkflix tem um catálogo inteiro só com filmes de horror.
    22 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Paulo R.
      Achei um bom filme,tá longe de ser excelente, mas deixa uma mensagem meio tragicômica na cena final, e é bem diferente dos horror filmes recentes, e o suspense funcionou bem e me prendeu, não assusta, mas tem boas doses de bizarrismo e um clima um pouco pertubador interessante, nota 7 e agora vou assistir o Hereditário, primeiro longa desse diretor aí...
    • Jan
      Epicuro deve ter se movimentado no além porque o filme é uma ode à luxúria e ao prazer mórbido. Qualquer discussão em torno disso não é muito mais que malabarismo filosófico pra render ibope à mente psicopata que o concebeu.
    • Telminha A
      Filme ruim do caramba kk muito chato é sem pé nem cabeça, nem preservam seu tempo de quase 3h, é bem tosco, não transmite nenhum sentimento, nem de medo, nem de tensão, apenas ri de tão tosco que é
    • Lucas L
      Filme de quem tem sensibilidade para quem consegue sentir..Jogadas matadoras com o contraste e iluminação, enredo e história atípicos em termos de roteiro. A narrativa não é seu elemento principal, considero que as imagens e as sensações são as mensagens à serem passadas pelo filme. Algo não “hollywoodiano”, não muito palatável, mas que merece a atenção como uma bonita pintura em uma exposição, e não um simples filme que satisfaça sua necessidade de apenas se ocupar, ou se divertir.
    • Lucas L
      Filme de quem tem sensibilidade para quem consegue sentir..Jogadas matadoras com o contraste e iluminação, enredo e história atípicos em termos de roteiro. A narrativa não é seu elemento principal, considero que as imagens e as sensações são as mensagens à serem passadas pelo filme. Algo não “hollywoodiano”, não muito palatável, mas que merece a atenção como uma bonita pintura em uma exposição, e não um simples filme que satisfaça sua necessidade de apenas se ocupar, ou se divertir.Midsommar não é só um ótimo filme, é também uma extensão da arte pela arte!
    • Rai M.
      Assistir o filme achei a história lenta. Pelo thiller.esperava mais do filme.Atriz e ótima.mais fica só nisso.
    • Rai M.
      Assistir hoje.esperava mais desse filme.achei a história lenta .alguns atores são bom mais .não foi o bastante. fiquei decepcionado .esperava mais ......nota 5 .
    • Bruno Wagner
      Pelo que eu li aqui, talvez o filme exija um senso de interpretação acima do que se é considerado comum, devido a falta de sensibilidade de alguns comentários. Teve até um comentário citando que é um filme claro demais! Hahaha Criticando que isso atrapalhou o suspense, quanto que me parece que a ideia do filme é justamente quebrar a ideia clichê do terror e até do mal ligado as trevas, obscuridade e a escuridão!
    • Bruno Wagner
      Cara vc simplesmente não entendeu a ideia do filme que é simplesmente brincar com a questão da claridade, mesmo pq ali continuava sendo noite, mesmo com Sol! Justamente é tentar fugir do clichê sobrenatural e do mal em si atrelado com obscurantismo, escuridão e trevas. Parece que vc nao prestou atenção no filme ou não sabe interpretar um filme como esse.Vc é um cinéfilo que beira a uma piada, e de mal gosto!
    • deia.calori Calori
      É um daqueles filmes que vc se arrepende de ter perdido seu tempo, seu oxigênio, sua pipoca...Não façam a grande bobagem de ver essa grande porcaria. O começo é ruim e o final é pior ainda!
    • Daniel
      Muita fama para um filme bom. Hereditário é MUITO melhor (digo isso pq comparam diante do fato de ser mesmo diretor). É um bom filme, mas nao mais que isso.
    • senza
      O filme é razoável. Longo e cansativo mas bem produzido. A história sobre uma seita de malucos aterrorizando visitantes já é meio batida. Tem alguns lances interessantes, mas em alguns momentos fica entediante. Vale a pena somente para quem não tem mais nada pra fazer.
    • brauhs
      Filme tenso e perturbador do início ao fim. Gostei mas não assisto nunca mais.
    • fernando Machado
      Uma porcaria do inicio ao fimO diretor parece que descobriu os quadrinhos Hellblazer da DC hoje e inspirado fez um abacaxi que para alguns moderninhos que acharam a outra bomba dele Hereditário vai agradarNão perca seu tempo como eu perdi
    • Mateus Bianco
      Se não for O PIOR, é um dos piores filmes que eu já assisti. Longo, arrastado, cansativo, personagens totalmente sem carisma, principalmente o casal protagonista, trama batida de seitas que fazem sacrifícios (mas diferente de alguns outros filmes onde essa trama funciona e contribui para o horror, aqui não funciona, é só clichê e chato). Fujam desse filme!!!
    • Jonatas B
      Midsommar é a definição da expressão ''filme difícil''...Definitivamente, não é pra todo mundo. Mas com um pouco de paciência e mente aberta para reflexão, você até que pode tirar algo positivo da experiência.
    • Thiago Soares Mota
      - 327º filme de 2.019 - Visto em 06/10...- Eu não gostei de Hereditário (2.018), um filme super estimado que só tem de bom a cena do acidente com a decapitação da personagem da Milly Shapiro! Pra mim foi apenas mais um daqueles filmes diferentes que ninguém gosta, mas que todo mundo elogia, elevando o diretor Ari Aster ao nível do Jordan Peele, do Taika Waititi, do Terence Malick e do Wes Anderson, diretores super estimados que fazem filmes diferentes e ruins, mas que a crítica insiste em dizer que são bons! Claro que nenhum dos críticos assistem os filmes desses diretores duas vezes, né, mas são obras primas! Ou não se pode assistir uma obra prima mais de uma vez? Com esse filme não é diferente, pois assim como o filme anterior do Ari Aster citado acima, esse também começa bem, mas depois de um tempo desanda totalmente! Fica difícil comprar uma história com várias situações absurdas que poderiam ser evitadas acontecendo a todo instante, como: nenhum dos amigos do Christian (Jack Reynor) gostam da Dani (Florence Pugh), mas ela vai na viagem assim mesmo, além de ficar claro que o relacionamento entre ambos está bem desgastado; ninguém, em sã consciência ficaria naquela comunidade depois de presenciar o bizarro ritual com o casal de idosos; personagens desaparecem e fica por isso mesmo, ninguém questiona, e por aí vai! Depois de duas horas de um filme que perde totalmente o rumo, temos um final ainda mais sem sentido do que o que foi mostrado até ali, daqueles que você se pergunta: Ahn? Como assim? De bom, temos uma belíssima fotografia e mais uma atuação espetacular da fantástica Florence Pugh! Que atriz! Desde a Jennifer Lawrence que eu não ficava tão impressionado com uma atriz como eu estou impressionado com ela! É questão de tempo ela começar a ganhar prêmios e reconhecimentos! Esse é um filme diferente que a crítica falou que é bom, uma tendência entre os críticos, que se esquecem que o diferente não é, necessariamente bom! Às vezes o diferente é só diferente! E, nesse caso, o diferente é só ruim mesmo...- Nota: 3,0/10 (ruim)...
    • Senhor Ivan
      Duas horas e vinte de pura enrolação,filme vazio e com fracas apresentações de todo o elenco.O terror psicológico é muito abaixo daquilo que foi mostrado em Hereditário.O filme é oitenta por cento filmado em lugares abertos e bem iluminado,o que dificultou bastante o progresso no gênero.Não há uma cena sequer em que temos aquele suspense de nos fazer ficar atento em frente à tela.Outro exemplo claro em que o trailer é melhor que o filme.>Assistido em 27 de Setembro de 2019-Dou nota 6/10
    • Reinaldo Q.
      Paganismo puro, sem pudores e nem remorsos, fantástico filme!!
    • Karen L. Merkeline
      - Visite [ Ready Or Not ] já concluído- Disponível em qualquer link de país de sub-idioma abaixo- Aproveite >>> FESTIVALPOPULER123.BLOGSPOT.COM
    Mostrar comentários
    Back to Top