Meu AdoroCinema
Ninfomaníaca - Volume 2
Sessões Vídeos Créditos Críticas dos usuários Críticas da imprensa Críticas do AdoroCinema Fotos
Ninfomaníaca - Volume 2
Data de lançamento 13 de março de 2014 (2h 04min)
Direção:
Elenco: Charlotte Gainsbourg, Stellan Skarsgård, Stacy Martin mais
Gêneros Drama, Erótico
Nacionalidades Dinamarca, Bélgica, França, Alemanha, Reino unido
Ver o trailer
Assista online
Imprensa 3,5 12 críticas
Usuários 3,9357 notas e 37 críticas
Adorocinema 4,0

Sinopse e detalhes

Não recomendado para menores de 18 anos


Segunda parte das aventuras sexuais de Joe (Charlotte Gainsbourg), uma mulher de 50 anos que decide, depois de hesitar um pouco, contar a um homem mais velho (Stellan Skarsgard) sua história pessoal. Ela fora diagnosticada como ninfomaníaca. Ele ouve atento as histórias da mulher que desde muito jovem tem fortes desejos sexuais.

Classificação indicativa a definir por http://www.culturadigital.br/classind

Título original Nymphomaniac : Volume II
Distribuidor California Filmes
Ver detalhes técnicos
Ano de produção 2013
Tipo de filme longa-metragem
Curiosidades -
Orçamento 9 400 000 €
Idiomas Inglês
Formato de produção -
Cor Colorido
Formato de áudio -
Formato de projeção -
Número Visa -

Sessões

Filmes Online

Assista online aos maiores sucessos dos cinemas, só aqui! Grátis para assinantes dos canais Telecine.
Ninfomaníaca - volume II
Alta definição
Ver opções
  • Assista online
Veja todas as ofertas on demand

Críticas AdoroCinema

4,0 Muito bom
Ninfomaníaca - Volume 2

A perda do prazer

por Lucas Salgado
Antes de tudo, é importante destacar que a mais nova obra de Lars von Trier deve ser vista como uma coisa só, ainda que seja dividida em duas partes. Se Ninfomaníaca - Volume 1 não tinha propriamente um final, Ninfomaníaca - Volume 2 não tem um início, o que pode prejudicar quem analisa as duas partes separadamente. Um volume pode ser melhor do que o outro, mas isso não significa que estamos diante de coisas diferentes.Este volume dois começa do ponto em que terminou o anterior, com Joe (Stacy Martin) reencontrando Jerôme (Shia LaBeouf) e se dedicando completamente a ele. No que talvez seja o capítulo mais interessante da obra, vemos os dois agirem como um casal, com o sexo ficando um pouco de lado. Mas só para retornar de forma devastadora mais tarde.A dinâmica é exatamente a mesma do primeiro filme. Enquanto acompanhamos a jornada de destruição da personagem, a partir do...
Ler a crítica
Ninfomaníaca - Volume 2 Trailer Legendado 1:44

Elenco

Charlotte Gainsbourg
Charlotte Gainsbourg
Personagem : Joe
Stellan Skarsgård
Stellan Skarsgård
Personagem : Seligman
Stacy Martin
Stacy Martin
Personagem : Young Joe
Shia LaBeouf
Shia LaBeouf
Personagem : Jerôme
Ficha completa

Críticas da imprensa

  • Cinema com Rapadura
  • Cinema em Cena
  • Estado de São Paulo
  • Estado de Minas
  • Papo de Cinema
  • Instituto Moreira Salles
  • Variety
  • Rolling Stone
  • Screen International
  • Cineweb
  • Almanaque Virtual
  • A Tarde
12 Artigos de imprensa

Críticas de usuários

Juarez Vilaca
Crítica positiva mais útil

por Juarez Vilaca, em 14/03/2014

4,0Muito bom

Lars von Trier, é um gênio do cinema, embora seus filmes não sejam comerciais. Esse é outro caso de cinema feito para escandalizar,... Leia mais

Osnir Sotério
Crítica negativa mais útil

por Osnir Sotério , em 25/03/2014

2,0Fraco

Meu pai sempre disse que é muito mais fácil destruir as coisas do que construir e ainda assim há quem valorize aqueles que... Leia mais

Todas as críticas de usuários
14% 5 críticas 31% 11 críticas 17% 6 críticas 19% 7 críticas 11% 4 críticas 8% 3 críticas
36 Críticas de usuários

Fotos

20 Fotos

Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

Mais filmes similares

Comentários

  • Wil C.

    Ontem, e fui convidado para ver esse filme, já tinha visto o primeiro, e achei horrível, me deu até sono, porem esse não, nem pra isso serviu. Me disseram que eu não poderia criticar, porque não conhecia o tal de Lars Von Trier , que é o diretor. Pois bem, o google ta ai pra isso, pesquisei.. E Voi La,quem foi Lars Von Trier? Bem..um diretor de cinena, nada de especial, dirigiu vários filmes, como Ondas do destino, Os Idiotas, Manderlay, Anticristo, Dogville, ambos horríveis..foram os que eu assisti..sei que tem outros mas não perderei meu tempo.
    Por mais que Lars Von Trier tenha sido um dos criadores do movimento Dogma'95, que prega um cinema mais simples e mais natural (o que a meu ver acho uma excelente ideia por sinal), novamente achei o filme fraco, sem enredo, a estória muito fraca, pobre, nada de tocante, sem começo, nem meio , nem fim. O filme acaba do nada, a meu ver a atriz tenta se curar de uma doença, que esta acabando com a vida dela, e ela não aguenta mais, só isso que captei no filme, não me acrescentou nada de especial, e não, eu não manjo nada de filmes, mas assisto vários e tento prestar muita atenção aos detalhes. Não retratou o que realmente é ser uma ninfomaníaca, alias forçou até demais, como se isso fosse a pior doença do planeta, e conheço muitas pessoas ninfo, que te se satisfazem, e tem uma vida normal. Esse filme nada mais é que um pornô, fraco, arriscaria dizer que não passa de um pornochanchada brasileiro só que gringo, mas não, nem isso chega a ser de tão ruim.

  • osnir

    Meu pai sempre disse que é muito mais fácil destruir as coisas do que construir e ainda assim há quem valorize aqueles que destroem. Me apropriando da ideia do meu pai de forma análoga aplicada a "Ninfomaníaca", entendo que é muito mais fácil causar repulsa do que ternura, é mais simples mostrar bizarrices do que a verdadeira beleza do ser humano, é mais fácil provocar escuridão do que luz. No entanto, não há dúvida que sempre haverá quem ache esse tipo de obra algo genial. Sempre existirão aqueles, que ainda que subconscientemente, se sentem infelizes e não se satisfariam com a ideia de alguém realmente pode ser feliz de verdade. Sendo assim sempre existirá espaço para os Von Trier da vida fazerem qualquer lixo e serem aplaudidos, contanto que não existam heróis nem mocinhos na história e que todos acabem mal no fim da película. Eu sou fan do ser humano e prefiro ver ressaltadas suas virtudes sobrepondo-se a seus defeitos, porque foi para isso que nascemos. O mundo tem dois lados, ambos verdadeiros, cada um escolhe por que angulo quer enxergar.

  • Fred Baskerville

    Para gostar desse filme e de seu diretor, tem que fingir e enganar a si mesmo. Imagina que é uma obra-prima ali quando é um filme horrível. Esse tal de Lars não passa de um projeto fracassado do Stieg Larsson.

  • RockandRoll

    ótimo filme, mostra a que nível o ser humano pode chegar pelo prazer... dizer que não gostou do filme tudo bem, mas dizer que a história não te prende na tela é pq provavelmente não entendeu o filme e sua mensagem. Ah várias Joe por ai solitárias e deprimidas, que perdem tudo por causa de um vicio... no caso dela o vicio é o sexo, mas quem pode juga-la?

  • Osnir Sot?rio

    Ed, não tenho problema nenhum com filmes tristes (adorei Preciosa, por exemplo) nem tampouco esperava "putaria" desse filme (se buscasse isso veria um pornô). Caso não tenha ficado claro, explico-lhe que o que me incomoda em "Ninfomaníaca" é que, na minha opinião, muitas cenas estão ali com a única finalidade de causar repulsa, sem nenhum propósito dramatúrgico. Von Trier é conhecido por gostar de "causar", mas creio que dessa vez ele tenha se preocupado mais com isso do que com a profundidade do filme. Daí, o que vejo é a banalização da genialidade, quando, por se tratar de um filme de Trier, aparece um monte de gente enxergando arte no bizarro. Se você parar para analisar friamente, "Ninfomaníaca" poderia facilmente ser um filme de 2h de duração, porém, essas bizarrices sem função dramática tomam muito do tempo do filme. Além do que, se prestar atenção em meu comentário verá que não critico ninguém especificamente (nem Von Trier). Me remete a uma atitude de "bebe chorão" alguém que tenta ofender outras pessoas por não gostarem do mesmo filme que ele. O cara bota um monte de pintos na sua cara, você acha isso genial e ainda se dispõe a tentar ofender os outros por isso...rsrsrsrsrs Alguns comportamentos são explicados pela psicologia, tem pessoas que gostam de ver vídeos e fotos de gente morta, mutilada, tem quem goste ver pessoas se machucando, perdendo o emprego, terminando um relacionamento... Alguns tipos de pessoas preferem a comodidade de puxar outros pra baixo do que o trabalho de se esforçar para subir.

  • Arthur A.

    que bosta de final foi aquele?

  • Mudo C.

    nao comparem esse diretor com pornografia barata, a "beleza" do filme é mostrar o vazio da vida daquela mulher ( e de qualquer outra pesssoa que sofra dessse mal e fale que esta tudo bem) e ela nao tinha limite, indo até as ultimas consequencias para sentir algo que ela sempre sentiu, porem, de forma potencialiazada, de diferentes angulos. Nao sei porque ficam esperando que ela se cure que tudo seja lindo e feliz até o fim dos tempos.
    se for 50 tons de cinza, nossssaaaa que maravilha de filme que fala de um sadico que é MUITO RICO e ai fica tudo numa NICE porque ele se apaixona. Putz meu é o cumulo mesmo. Sadimos é tao pervertido quanto ninfomania e destroi vidas TODOS OS DIAS. Obra trabalhada dentro da vida comum de qualquer pessoa mostrando o feio como ele é em suas variadas formas, e como nao gostamos de ver nada feio ou algo quebrado que nao tenha concerto, reclamamos, reclamamos e reclamamos.

  • Ulisses Silva

    Concordo! A história estava até razoável, mas o final do filme foi péssimo, acabou com o filme...

  • Ulisses Silva

    Boa resposta Osnir, concordo com vc...

  • Almir S.

    FRACO. A história melhorou em relação ao volume um, nesse demostrou mais que a moça é uma doente, viciada em sexo e não importa com quem, assim como existem viciados em várias coisas, não ficou somente uma história de uma depravada como mostrado no primeiro filme.

    Porém o final é totalmente broxante

  • max.lebron

    Eu gostei muito. Realmente não achei que mudou muito do primeiro para o segundo mas ficou bem mais pesada a narrativa nesse volume. Me surpreendeu assim como no primeiro com algumas cenas que leva a vontade de virar o rosto para não ver, mas ao mesmo tempo, muito psicológico, com varias digressões que eu achei muito interessante. Resumindo, se não viu o primeiro veja (com a mente aberta) e se viu o primeiro você sabe do que eu estou falando.

  • max.lebron

    Acho que foi o único que gostei daquele final. Meio que esperava desde o primeiro mas o jeito que foi feito que gostei.

  • Senhor Ivan!

    A segunda parte narrada,da vida e o drama de Joe.Na segunda parte de Ninfomaníaca,Lars Von Trier,aposta mais em um drama particular,ao invés de mostrar uma quantidade enorme de personagens que o primeiro filme trazia.E chama atenção,pois,a narrativa de Joe,é interessante,e te leva a lugares inimagináveis.O filme te prende por conter um drama familiar único,que foge absolutamente daqueles clichês básicos,e não te deixa descobrir o que irá entrar na outra cena.A atuação de Charlotte Gainsbourg,é bela e delicada.Passando a realidade além das câmeras,e que te leva a sofrer junto,com seus "pequenos problemas".O final,é bem dividido,talvez seja bom,ou ruim.Depende do ponto de vista de cada espectador.

Mostrar comentários