Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Mais Forte que Bombas
     Mais Forte que Bombas
    7 de abril de 2016 / 1h 49min / Drama
    Direção: Joachim Trier
    Elenco: Isabelle Huppert, Gabriel Byrne, Jesse Eisenberg
    Nacionalidades norueguesa, francesa, dinamarquesa
    Ver o trailer
    Imprensa
    3,1 15 críticas
    Usuários
    3,3 45 notas e 8 críticas
    Adorocinema
    3,0
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Não recomendado para menores de 14 anos
    Anos após a morte da mãe (Isabelle Huppert) em um acidente de carro, Jonah (Jesse Eisenberg) volta para casa para uma retrospectiva de seu premiado trabalho como fotógrafa de guerra e reencontra o pai (Gabriel Byrne) e o irmão caçula (Devin Druid) ainda abalados pelo trauma. Com mágoas não superadas, os três buscam uma conexão através das lembranças completamente diferentes que têm da mulher.
    Título original

    Louder Than Bombs

    Distribuidor VITRINE FILMES
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2014
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 2 curiosidades
    Bilheteria no Brasil 3 061 entradas
    Orçamento -
    Idiomas Inglês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Críticas AdoroCinema

    3,0
    Legal
    Mais Forte que Bombas

    O poder da imagem

    por Lucas Salgado
    Um dos expoentes do novo cinema nórdico, Joachim Trier é conhecido pelo trabalho como diretor e roteirista do intenso Oslo, 31 de Agosto. Ele também atuou como produtor do cultuado Blind. Agora, chega aos cinemas brasileiros com seu primeiro filme rodado nos Estados Unidos: Mais Forte que Bombas.Três anos após a morte da fotógrafa e correspondente de guerra Isabelle Reed (Isabelle Huppert), seu marido e seus dois filhos ainda tentam lidar com a perda. Diante de uma retrospectiva sobre a carreira de Isabelle, os três são obrigados a revisitar sua obra. Enquanto o marido Gene (Gabriel Byrne) tenta seguir sua vida, mas ainda não tem coragem de apresentar a nova namorada para os filhos, o caçula Conrad (Devin Druid) se mostra um garoto retraído e de difícil convivência no colégio. Ao mesmo tempo, o filho mais velho Jonah (Jesse Eisenberg) acaba de se tornar pai, mas volta para casa para ajud...
    Ler a crítica
    Mais Forte que Bombas Trailer Legendado 2:26
    Mais Forte que Bombas Trailer Legendado
    4 422 visualizações
    Mais Forte que Bombas Trailer Original 2:25
    Mais Forte que Bombas Teaser Original 0:50

    Entrevista, making-of e cena

    Mais Forte que Bombas Comercial de TV Legendado 0:30
    Mais Forte que Bombas Comercial de TV Legendado
    825 visualizações
    4 vídeos
    Pela web

    Elenco

    Isabelle Huppert
    Personagem : Isabelle Reed
    Gabriel Byrne
    Personagem : Gene Reed
    Jesse Eisenberg
    Personagem : Jonah Reed
    Devin Druid
    Personagem : Conrad Reed
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    J. Heleno Paiva
    J. Heleno Paiva

    Segui-los 99 seguidores Ler as 382 críticas deles

    3,5
    Enviada em 22 de janeiro de 2020
    Mais Forte que Bombas é um filme melancólico sobre pessoas melancólicas que vivem dramas familiares insólitos, ou seja, é um típico indie movie norte-americano. O diretor norueguês Joachim Trier realiza seu primeiro trabalho em língua inglesa, há uns anos dirigiu o denso Oslo, 31 de Agosto, e agora aposta em uma linguagem mais intimista. O longa conta a história de Jonah, Conrad e Gene Reed, que após a morte de sua matriarca Isabelle, ...
    Leia Mais
    Nelson J
    Nelson J

    Segui-los 2540 seguidores Ler as 1 161 críticas deles

    4,5
    Enviada em 16 de junho de 2016
    Muito bom filme com ótimos atores. Uma fotógrafa de guerra entra em depressão sempre que está longe dos campos de batalha e morte. Após ser ferida tenta viajar menos, mas a indiferença das pessoas para com os horrores fotografados acabam por levá-la a morte. O filme trata das consequências na sua família
    Davison P.
    Davison P.

    Segui-los 41 seguidores Ler as 132 críticas deles

    3,0
    Enviada em 10 de agosto de 2016
    Mais Forte Que Bombas Isabelle Reed (Isabelle Huppert) uma grande e famosa fotografa, sofre um acidente de carro fatal, deixando esposo e dois filhos, a história começa mostrando o filho mais velho Jonah (Jesse Eisenberg) que está num hospital vendo o nascimento do seu primeiro filho, ele parece meio perdido e preocupado com tanta responsabilidade, depois a história foca em Gene (Gabriel Byrne) marido prestativo que tem que lidar com agencia, ...
    Leia Mais
    Marco G.
    Marco G.

    Segui-los 39 seguidores Ler as 244 críticas deles

    2,5
    Enviada em 11 de abril de 2016
    O filme é bom mas pesado, cria um desconforto no expectador com a negatividade da história. O diretor poderia ser mais versátil.
    8 Comentários do leitor

    Fotos

    46 Fotos

    Curiosidades das filmagens

    The book is on the table

    Primeiro filme dirigido por Joachim Trier que foi produzido em língua inglesa.

    Representatividade

    O primeiro filme produzido na Noruega a ser selecionado para a competição principal do Festival de Cannes, desde 1979.

    Últimas notícias

    Saiba quais filmes do Festival de Cannes já têm distribuição garantida no Brasil
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    domingo, 31 de maio de 2015
    Apenas cinco filmes da mostra competitiva seguem sem distribuição assegurada no país.
    6 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Jonatas B
      ''Quando subiram os créditos, até me deu um alívio''...Desculpa, mas eu não entendi. Alguém te obrigou a assistir o filme inteiro?
    • Jonatas B
      Mais Forte que Bombas é um filme melancólico sobre pessoas melancólicas que vivem dramas familiares insólitos, ou seja, é um típico indie movie norte-americano. O diretor norueguês Joachim Trier realiza seu primeiro trabalho em língua inglesa, há uns anos dirigiu o denso Oslo, 31 de Agosto, e agora aposta em uma linguagem mais intimista. O longa conta a história de Jonah, Conrad e Gene Reed, que após a morte de sua matriarca Isabelle, uma fotógrafa de guerra do New York Times, são convidados para ajudar o jornal a fazer uma retrospectiva dos trabalhos e Belle, para isso vão precisar recolher todas as fotografias guardadas por ela. Jonah, que acabara de ser pai, volta para a casa de infância para ajudar o pai Gene e o irmão casula Conrad a reunir todo o material. Ao mesmo tempo em que revisita os momentos que teve ao lado da mãe, ele percebe a relação difícil que seu pai e seu irmão passaram a desenvolver após a morte de Isabelle. Então o foco do filme passa a ser justamente a construção do relacionamento dos três (buscando cada um a sua maneira superar a dor) bem como a convivência constantemente conflituosa que estes desenvolvem. Todo o elenco está muito bem, menos Amy Ryan, no piloto automático. É um filme que abraça as convenções do gênero, mas surpreende pela direção distinta de Trier e fotografia estilizada, pena que a edição e a direção de arte não acompanham. Vale apena ver.
    Mostrar comentários
    Back to Top