Meu AdoroCinema
E se Vivêssemos Todos Juntos?
Sessões Vídeos Créditos Críticas dos usuários Críticas da imprensa Críticas do AdoroCinema Fotos
E se Vivêssemos Todos Juntos?
Data de lançamento 12 de outubro de 2012 (1h 36min)
Direção:
Elenco: Jane Fonda, Pierre Richard, Geraldine Chaplin mais
Gênero Comédia
Nacionalidades Alemanha, França
Ver o trailer
Imprensa 3,2 11 críticas
Usuários 4,047 notas e 6 críticas
Adorocinema 4,0

Sinopse e detalhes

Annie (Geraldine Chaplin), Jean (Guy Bedos), Claude (Claude Rich), Albert (Pierre Richard) e Jeanne (Jane Fonda) são melhores amigos há mais de quatro décadas. Enquanto os dois primeiros e os dois últimos são casados, o do meio é um tremendo solteirão convicto, que não se cansa de aproveitar a vida. Quando a saúde deles começa a piorar e o asilo se apresenta como solução para um deles, surge a ideia de todos morarem juntos. Mas a novidade acaba trazendo a reboque algumas antigas experiências, que irão provocar novas consequências na vida de cada um.
Título original Et si on vivait tous ensemble?
Distribuidor IMOVISION
Ver detalhes técnicos
Ano de produção 2010
Tipo de filme longa-metragem
Curiosidades 3 curiosidades
Orçamento -
Idiomas Francês
Formato de produção 35 mm
Cor Colorido
Formato de áudio Dolby SRD
Formato de projeção 1.85 : 1
Número Visa -

Críticas AdoroCinema

4,0 Muito bom
E se Vivêssemos Todos Juntos?

Os coroas também zoam

por Roberto Cunha
Se existe uma realidade no mundo da ficção, ela se traduz na redução sistemática de papéis para atores e atrizes mais velhos na vida real. Desta forma, fazer um filme com elenco idoso, por si só, já é uma proposta ousada. Se a ideia, ainda por cima, é "brincar" com situações comuns e tristes ligadas a essa turma, o risco é ainda maior. A boa notícia é que E Se Vivêssemos Todos Juntos? vai por esse caminho e o que encontramos é um resultado bastante simpático. Na história, Jean (Guy Bedos) é um cara revoltado, mas Annie (Geraldine Chaplin) casou-se com ele e sabe muito bem como acalmar a fera, usando seu corpo. Albert (Pierre Richard) não esquece seu amor pela esposa Jeannie (Jane Fonda), mas já precisa anotar tudo para lembrar de outras coisas. Enquanto isso, Claude (Claude Rich) é um solteirão convicto, lê "Memória de Minhas Putas Tristes" (Gabriel García Márquez) e não dispensa a p...
Ler a crítica

Elenco

Jane Fonda
Jane Fonda
Personagem : Jeanne
Pierre Richard
Pierre Richard
Personagem : Albert
Geraldine Chaplin
Geraldine Chaplin
Personagem : Annie
Claude Rich
Claude Rich
Personagem : Claude
Ficha completa

Críticas da imprensa

  • Cinema com Rapadura
  • Variety
  • Estado de São Paulo
  • CineClick
  • The Hollywood Reporter
  • Télérama
  • O Globo
  • Cineweb
  • Omelete
  • Screen International
  • Folha de São Paulo
11 Artigos de imprensa

Críticas de usuários

Marília O.
Crítica positiva mais útil

por Marília O., em 16/03/2015

5,0Obra-prima

Uma história bastante criativa e inovadora. O humor e a arte surgem fortemente, fazendo com que o espectador consiga absorver... Leia mais

Marcio S.
Crítica negativa mais útil

por Marcio S., em 21/04/2013

3,0Legal

Com o crescimento da expectativa de vida dos seres humanos, cada vez mais se busca conhecer a vida da terceira e quarta... Leia mais

Todas as críticas de usuários
33% 2 críticas 50% 3 críticas 17% 1 crítica 0% 0 crítica 0% 0 crítica 0% 0 crítica
6 Críticas de usuários

Fotos

16 Fotos

Curiosidades das filmagens

Título provisório

E se vivêssemos todos juntos? era, no início, apenas um título provisório. Outros foram considerados, como "Les Vieux" (Os Velhos) e "Jusqu'à la Lune et Partout sur la Terre" (Até a Lua e por toda a Terra), mas como o nome original evocava melhor o espírito dos anos 1970, o diretor Stéphane Robelin decidiu guardá-lo.

Veteranos inseguros

Neste filme, o diretor Stéphane Robelin trabalhou com alguns dos atores franceses mais respeitados em seu país de origem, como Pierre Richard, Guy Bedos e Claude Rich. Por isso mesmo, ele marcou apenas um pequeno ensaio, com Rich, por causa de uma cena de dança que necessitaria treinamento. Quando Pierre Richard descobriu esse ensaio único, ele foi reclamar ao diretor, dizendo: "Que história é essa? Você faz ensaios com Claude Rich, que é um excelente ator, e eu que vou atuar com Jane Fonda, que serei o marido de Jane Fonda, não tenho direito a um ensaio?". Assim, o diretor marcou ensaios com todo o elenco.
3 curiosidades

Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

Mais filmes similares

Comentários

Mostrar comentários