Minha conta
    Only Murders in the Building: Série disponível no Star+ tem relação com o jogo de tabuleiro Detetive?
    17 de set. de 2021 às 18:00
    Lucas Leone
    Lucas Leone
    -Redator
    Lucas só continua nesta dimensão porque Hogwarts ainda não aceita alunos brasileiros. Ele até tentou ir para Westeros ou o Condado, mas perdeu a hora do Expresso do Oriente. Hoje, pode ser visto escrevendo no Central Perk mais próximo.

    Com Steve Martin, Martin Short e Selena Gomez, a produção traz referências a autores como Agatha Christie e Arthur Conan Doyle, bem como ao diretor Woody Allen.

    Only Murders in the Building chegou ao Brasil em 31 de agosto, data em que o Star+ fez sua estreia no mercado nacional. Estrelada por Steve Martin, Martin Short e Selena Gomez, a série original Hulu é um dos muitos conteúdos que integram o novo serviço de streaming da Disney. Misturando suspense e comédia, a trama acompanha Charles, Oliver e Mabel, três vizinhos nova-iorquinos que são viciados em podcasts de true crime. Eles nunca se falaram antes, mas agora se unem para investigar uma misteriosa morte que aconteceu dentro de seu edifício, o Arconia.

    Only Murders in the Building: Conheça a nova série de Selena Gomez e saiba onde assistir

    Com uma 2ª temporada confirmada – e provavelmente um novo mistério a ser desvendado –, Only Murders in the Building terá um total de 10 episódios em sua primeira parte, dos quais cinco já estão disponíveis no catálogo do Star+. Ficou curioso? Então vem que o AdoroCinema te conta as inspirações e referências por trás da produção.

    SERIA O ARCONIA UM TABULEIRO DE DETETIVE?

    O Arconia pode até ser o palco perfeito para um crime fictício, mas o prédio realmente existe e se chama Belnord. Construído em 1908 pela firma de arquitetura Hiss and Weekes, o edifício está localizado na 86th com a Broadway, no luxuoso Upper West Side. No melhor estilo renascentista italiano, o imóvel tem 13 andares e 213 apartamentos, com um entrada em arco que conduz a um dos maiores pátios internos da cidade de Nova York.

    Em entrevista ao site Entertainment Weekly, Steve Martin conta que seu personagem e o de Martin Short "estão velhos demais para querer deixar o prédio e se limitam a investigar assassinatos que acontecem lá dentro". Seria o Arconia, portanto, uma espécie de tabuleiro de Detetive? No clássico jogo, os seis peões precisam se deslocar em uma mansão de nove cômodos para descobrir pistas e solucionar o crime. A residência inclui sala de música, salão de jogos, hall, salão de festas, sala de jantar, cozinha, escritório, biblioteca e sala de estar.

    Em Only Murders in the Building, a dinâmica funciona praticamente da mesma forma. Empenhados em desvendar a morte de Tim Kono (Julian Cihi), Charles, Oliver e Mabel circulam por todo o Arconia, entrando na casa de seus vizinhos para interrogá-los, tentando obter informações na sala de correspondências ou pinçando detalhes em conversas de elevador. O trio explora o espaço residencial como se andasse pelo tabuleiro – e basta abrir uma porta para encontrar evidências que podem mudar o curso da investigação.

    Only Murders in the Building
    Only Murders in the Building
    Data de lançamento 31 de agosto de 2021 | 30min
    Séries : Only Murders in the Building
    Com Selena Gomez, Steve Martin, Martin Short, Vanessa Aspillaga, Amy Ryan
    UM POUCO DE AGATHA CHRISTIE, UM POUCO DE WOODY ALLEN

    Os fãs de literatura policial com certeza viram semelhanças entre Only Murders in the Building e as obras escritas por Agatha Christie e Arthur Conan Doyle. A primeira é considerada a "Rainha do Crime", tendo criado detetives icônicos como Hercule Poirot e Miss Marple. Já o segundo é a mente por trás do emblemático Sherlock Holmes e seu fiel companheiro John Watson.

    A série bebe na fonte desses dois autores para construir o bom e velho whodunnit (ou "quem matou?"). Embora haja uma pegada moderna típica dos podcasts de true crime, a trama consegue resgatar a atmosfera nostálgica e intrigante dos romances policiais, apresentando um grupo de suspeitos e um trio encarregado de identificar o assassino. Os personagens desconfiam de tudo e todos, tomam nota de suas descobertas e planejam suas próximas ações de acordo com as pistas obtidas – características que marcam os livros de Christie e Doyle.

    Agatha Christie nos cinemas: Relembre as adaptações cinematográficas da obra da 'Dama do Crime'

    Only Murders in the Building também tem inspiração na série policial Assassinato por Escrito – com Angela Lansbury – e no filme Um Misterioso Assassinato em Manhattan, dirigido por Woody Allen. Mas seus protagonistas não são tão competentes quanto a escritora Jessica Fletcher ou a dona de casa Carol (Diane Keaton). Em conversa com o Daily News, Steve Martin esclarece: "Existe uma tradição do humor policial. É quase um gênero. E eu queria entregar ao público a intriga que senti assistindo ao show de outras pessoas."

    A CIDADE DE NOVA YORK É A VERDADEIRA PROTAGONISTA

    Assim como o longa de Woody Allen, Only Murders in the Building traz Nova York como pano de fundo. Mais do que usar seus cenários, a produção faz uma homenagem à cidade. "Se alguém me perguntasse qual o tom da série, eu diria que é um tom nova-iorquino, porque só aqui você encontra todo tipo de maluquice em menos de 10 quadras", afirma o cocriador John Hoffman em entrevista à Folha de S.Paulo.

    Hoffman reforça a importância do Arconia como personagem e lembra que o próprio Steve Martin mora em um desses edifícios pré-guerra. "Ele me convidou para jantar no começo do projeto, e eu ainda estava muito animado e nervoso", diz o roteirista. "Quando estava subindo, entrou uma senhorinha no elevador. Foi quando reparei que era a comediante, autora e diretora Elaine May, e pensei que aquela era uma experiência muito nova-iorquina. Você sempre encontra todo tipo de pessoa nesses predinhos."

    Como uma sátira da excentricidade de Nova York, a série reúne personagens que representam um subconjunto da cultura local – em especial do elitizado Upper West Side. Charles é um ator desempregado que experimentou um breve sucesso em um programa policial e hoje não consegue sair do papel. Já Oliver é um expansivo diretor da Broadway cuja carreira afundou depois de colocar uma piscina nos palcos. Mabel, por sua vez, é uma jovem reservada e misteriosa que está morando no apartamento da tia.

    Diários de Intercâmbio, Para Todos os Garotos 3 e mais comédias românticas ambientadas em Nova York

    Juntos, os três demonstram que as construções da cidade têm, de fato, uma personalidade própria. "Nova York foi crucial por causa dos prédios e pela maneira como as pessoas estão amontoadas neles", conclui Steve Martin para o Daily News.

    A primeira metade de Only Murders in the Building está disponível para quem assinar Star+, com mais cinco episódios a serem lançados toda terça-feira.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top