Meu AdoroCinema
    As Five: 5 motivos para assistir a série no Globoplay
    Por Nathalia Jesus — 16 de dez. de 2020 às 12:50

    Estrelado por Manoela Aliperti, Daphne Bozaski, Gabriela Medvedovski, Heslaine Vieira e Ana Hikari, o seriado vai te prender desde o primeiro minuto.

    A primeira temporada de As Five iniciou em novembro e a cada estreia semanal, uma nova história se desenrola e causa um grande movimento de fãs nas redes sociais. Que tal ser um desses? O seriado ainda não chegou ao fim dos dez episódios e, portanto, torna-se mais fácil acompanhar a vida das jovens. No entanto, caso ainda não tenha encontrado motivos para assistir a série da Globoplay, o AdoroCinema vai citar alguns. Mais especificamente, cinco.

    Não precisa assistir Malhação antes

    Isso mesmo! Embora As Five seja uma série spin-off baseada nos eventos de Malhação - Viva a Diferença, muitas partes do enredo da novela da Globo foram completamente ignoradas ou adaptadas para fácil compreensão dos que não acompanharam a atração em 2017. Por isso, tudo o que o espectador precisa saber sobre a vida das cinco amigas já está na matéria que o AdoroCinema fez justamente para guiar os que não as conheciam antes. Só clicar no link da frase anterior, sem medo!

    Representatividade LGBTQ+

    É isso que o público brasileiro precisa e As Five entrega com maestria. Quer uma personagem drag queen? Tem. Quer lésbicas e bi? Também tem. E gays? Bom, já sabem a resposta. E quem sabe quantas outras sexualidades e identidades de gênero serão representadas na segunda temporada? As chances são grandes. Em Malhação, Cao Hamburger, criador da novela, trouxe mais diversidade para a televisão aberta e foi muito bem recepcionado pelo público. Na série, o showrunner expandiu ainda mais a questão e merece cada novo espectador.

    As Five: Por que Lica e Alice devem ficar juntas?

    Temas sociais importantes

    Após abordar gravidez na adolescência, racismo, neurodiversidade e sexualidade em Malhação, Cao Hamburger desenvolveu a discussão para outro nível. Agora, em As Five, é possível notar os desdobramentos das tramas criadas anteriormente, trazendo um enfoque para a maternidade solo, dificuldades de entrar para a vida adulta, problemas causados por excesso de trabalho, uso de drogas e muito mais.

    De brasileiro para brasileiro

    Com tantos assuntos importantes e urgentes sendo tratados no seriado, fica ainda mais fácil se identificar com os personagens que vivem no Brasil e passam pelos mesmos problemas que os brasileiros passam. É uma série que incita diálogos sobre o nosso cotidiano e, logo, gera mais impacto do que quaisquer narrativas estrangeiras que estão fora do nosso alcance e vivência.

    Elenco com novos talentos

    A participação de Dira Paes, uma veterana na televisão, foi um grande marco em As Five. No entanto, é interessante observar como a nova geração de atores, cuja maioria ganhou notoriedade em Malhação, evolui e entrega excelentes performances. Desde o pequeno Matheus Dias, que traz personalidade para um personagem que foi tão importante para o elo das amigas, até Daphne Bozaski, que impressiona ao viver Benê, uma jovem neurodivergente descobrindo a independência e a própria sexualidade.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top