Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Hunters: Museu de Auschwitz critica série da Amazon por desrespeito ao Holocausto
    Por Ygor Palopoli — 28 de fev. de 2020 às 19:40
    facebook Tweet

    Obra foi acusada de imprecisões históricas.

    Quando os primeiros trailers e fotos de Hunters saíram, mostrando o lendário Al Pacino organizando uma caçada sanguinária contra nazistas na década de 70, a animação tomou conta de boa parte dos espectadores, que apostaram em uma série de grandes proporções, sob idealização da Amazon Prime Video. No entanto, nem todos ficaram muito contente com a ideia. 

    Após o lançamento oficial da série, na última semana, o Museu de Auschwitz criticou duramente a narrativa, acusando-a de tratar o Holocausto com uma ficção "irresponsável", especialmente em uma época onde o sentimento antissemita vem crescendo em países como Estados Unidos e até Brasil, que mesmo após 75 anos dos acontecimentos nos campos de concentração, ainda passa por situações de civis vestirem suásticas, por exemplo.

    Uma das cenas da série, que mostra um soldado nazista jogando "xadrez humano" nos campos foi alvo de crítica do Museu nas redes sociais: "Inventar um jogo falso de xadrez humano não é apenas uma tolice perigosa e uma caricatura. Também acolhe futuros negacionistas. Nós honramos as vítimas preservando a precisão factual."

    Resultado de imagem para hunters

    Outro ponto da Amazon que se tornou alvo de crítica foi a venda de livros escritos por nazistas em sua plataforma: "Quando você decide lucrar com a venda de propaganda nazista antissemita, publicada sem nenhum comentário ou contexto crítico, é preciso lembrar que essas palavras levaram não apenas ao Holocausto, mas também a vários outros crimes de ódio", disse o Museu no Twitter.

    Hunters é estrelada também por Logan LermanJerrika HintonJosh Radnor, Kate MulvanyTiffany Boone, Greg Austin, Louis Ozawa ChangchienCarol KaneSaul RubinekDylan Baker e Lena Olin. Confira nossa crítica!

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • J. Heleno Paiva
      É ficção que chama isso, eles deviam explicar melhor.
    • Caio Henrique De Souza Santos
      Não sou realmente adepto da histeria politicamente correta que nos restringe nos dias atuais, a que muitos se referem como lacração, mas tenho que concordar com a crítica. Xadrez humano é um exemplo das muitas manias, tiques e excentricidades esquizofrênicas que a mídia, a fim de renovar o interesse pelo tema do nazismo, sempre explorou e desenvolveu. Mesmo em ambos os Hellboy, filmes que adorei, pecam com aquela tolice de mistificação no nazismo como um culto de magia (Não era. Nunca foi.), no sentido de impressionar uma pública ignorrante. Pra piorar ainda o que? Inventam de colocar Minha Luta a venda? Como se a Amazon precisasse lucrar ainda mais! É inacreditável a voracidade dessa megacorporação americana e do seu líder do mal, Jeff Bezos. Como disse Varys: Ele queimaria o reino se pudesse ser o rei das cinzas.
    Mostrar comentários
    Back to Top