Minha conta
    Angelina Jolie expõe briga com Brad Pitt por causa de Harvey Weinstein
    7 de set. de 2021 às 17:02
    Lara Deus
    Lara Deus
    -Coordenadora
    Jornalista e maratonista de séries. Ama descobrir filmes sobre os quais ninguém está falando e fica triste quando os amigos não assistem às suas indicações.

    Mesmo após saber que produtor tentou assediar a ex-esposa, ator trabalhou em Bastardos Inglórios, co-produzido pela The Weinstein Company. Anos depois, isso se repetiu em “O Homem da Máfia”, distribuído pela produtora.

    Angelina Jolie levou a público uma briga que teve com seu ex-marido Brad Pitt por causa de Harvey Weinstein. A atriz, que veremos no dia 5 de novembro em Eternos, sofreu uma tentativa de assédio pelo produtor em 1998 quando trabalhou no filme Corações Apaixonados, produzido por Weinstein. Mesmo sabendo da agressão, Pitt aceitou alguns trabalhos em que Weinstein estava envolvido.

    Em uma entrevista recente ao The Guardian, Jolie detalhou a tentativa de assédio que sofreu por parte do cineasta. "Se você conseguiu sair da sala, você sabe que ele tentou, mas não conseguiu, certo? A verdade é que a tentativa em si foi uma agressão". "Foi muito mais que um flerte, tive que fugir", completa.

    A briga com Brad Pitt a que ela se refere deveu-se à decisão do ator de trabalhar nos filmes de Weinstein, mesmo ciente da agressão sofrida pela atriz. “Nós brigamos por causa disso. É claro que doeu”, diz Jolie.

    Trabalhos de Brad Pitt com Harvey Weinstein
    Harvey Weinstein e Brad Pitt.

    Pitt apareceu em Bastardos Inglórios, um filme de 2009 dirigido por Quentin Tarantino e co-produzido pela The Weinstein Company. Algum tempo depois, em 2012, estrelou O Homem da Máfia, filme distribuído pela produtora.

    "Eles me pediram para fazer O Aviador, mas eu disse não porque ele [Weinstein] estava envolvido. Nunca me associei ou trabalhei com ele novamente. Foi difícil para mim quando Brad o fez", disse Angelina Jolie, que teve um relacionamento com Pitt por sete anos. O casal anunciou sua separação em 2016.

    A atriz revelou que também falou sobre o que aconteceu com seu ex-parceiro, o ator Jonny Lee Miller. “Lembro-me de pedir a Jonny, meu primeiro marido, que dissesse a outros caras: 'Não deixe as mulheres ficarem sozinhas com ele’”.

    Foi em 2017 que Jolie falou pela primeira vez sobre sua "experiência ruim" com Weinstein em sua juventude. “Por isso, optei por não trabalhar com ele novamente e alertar os outros quando o fizessem. Esse comportamento contra as mulheres em qualquer área, em qualquer país, é inaceitável”, disse a atriz.

    Angelina Jolie apresenta provas de violência doméstica em processo contra Brad Pitt, segundo site
    Gwyneth Paltrow também foi assediada por Weinstein

    Harvey Weinstein e Gwyneth Paltrow.


    Gwyneth Paltrow também revelou naquela época que teve uma experiência semelhante com Weinstein quando tinha 22 anos e estava em um relacionamento com Pitt, que durou de 1994 a 1997.

    Paltrow afirmou que Weinstein a convidou para seu quarto de hotel, depois de tê-la chamado para o filme Emma, que colocou as mãos em cima dela e sugeriu que fossem para a cama fazer massagens. A atriz disse a Pitt, que confrontou o produtor e disse-lhe para não tocá-la novamente.

    Weinstein está preso, cumprindo uma sentença de 23 anos depois de ser condenado por agressão sexual e estupro em 2020.

    Harvey Weinstein disse que Jennifer Aniston deveria ser morta
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top