Minha conta
    Coringa: Famílias atingidas por tiroteio exigem posicionamento da Warner sobre porte de armas
    Por Laysa Zanetti — 25 de set. de 2019 às 17:12

    As famílias atingidas pelo tiroteio em Aurora durante uma sessão de Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge enviaram uma carta aos estúdios.

    As famílias das vítimas do tiroteio no cinema de Aurora, no Colorado, durante uma sessão de Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012) enviaram uma carta à Warner Bros. demonstrando preocupação com o lançamento de Coringa, dirigido por Todd Phillips e estrelado por Joaquin Phoenix.

    Na carta, enviada diretamente à CEO da Warner Bros., Anna Sarnoff, famílias e amigos das vítimas pedem que a companhia advogue pela diminuição do uso de armas e leis seguras de armamento.

    Segundo a Variety, a carta afirma que as famílias estão "clamando que [a Warner] seja parte de um coro crescente de líderes corporativos que entendem que eles têm responsabilidade social de nos manter a salvo".

    Vale destacar que o documento não clama por um boicote ao filme, e sim que a Warner Bros. acabe com contribuições políticas a candidatos que aceitam dinheiro da NRA e que votam contra a reforma armamentista. O tiroteio no cinema de Aurora matou 12 pessoas durante a sessão da meia-noite de Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge.

    Coringa gira em torno de um homem mentalmente perturbado cujas aspirações de se tornar um comediante o fazem perder a ligação com a realidade e cair em uma aspiral violenta e anárquica. O filme foi o grande vencedor do Festival de Veneza.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Alexander
      ma isso aí NINGUEM vai divulgar pra nao ferir a narrativa.
    • Alexander
      vai lá galera.... removam o porta de armas... depois nao chorem quando a violencia estourar 10x mais.
    Mostrar comentários
    Back to Top