Minha conta
    Steve McQueen, diretor de 12 Anos de Escravidão, fará documentário sobre o rapper Tupac Shakur
    Por João Vitor Figueira — 9 de mai de 2017 às 19:13

    "Estou extremamente emocionado e animado para explorar a vida e a época desse lendário artista", disse o cineasta britânico.

    Steve McQueen irá dirigir um documentário sobre o Tupac Shakur (1971 - 1996)), um dos maiores — senão o maior — nomes da história do hip hop. De acordo com informações do site Deadline, o cineasta britânico entrou em um acordo com Tom Whalley, que administra o acervo do artista e com a Amaru Entertainment, companhia criada pela mãe do rapper, Afeni Shakur (1947 - 2016), para o desenvolvimento de projetos póstumos dele.

    "Eu estou extremamente emocionado e animado para explorar a vida e a época deste lendário artista", afirmou McQueen em comunicado à imprensa. "Eu estudava na faculdade de cinema da Universidade de Nova York em 1993 e me lembro do desenvolvimento do hip hop e do meu desenvolvimento pessoal se cruzando quando conheci Tupac através de um amigo e comum. Poucos brilharam mais do que Tupac Shakur, se é que alguém conseguiu."

    A equipe de produção é formada por profissionais habituados a produzir filmes sobre ícones da música, incluindo Nigel Sinclair (The Beatles: Eight Days a Week - The Touring Years, George Harrison: Living in the Material World) e Jayson Jackson (What Happened, Miss Simone?). Gloria Cox, tia de Tupac e única irmã de Afeni Shakur, será a produtora executiva.

    Getty Images
    Steve McQueen

    Depois de dirigir dezenas de curtas-metragens, McQueen estreou no formato de longa-metragem com Hunger (2008), que marca sua primeira parceria com Michael Fassbender, repetida em Shame (2011). Os dois filmes conquistaram avaliações positvas, mas em seu terceiro trabalho no formato que McQueen alcançou seu auge até então.

    O drama histórico baseado em fatos reais 12 Anos de Escravidão (2013) se tornou o primeiro longa dirigido e produzido por um cineasta negro a vencer o Oscar de melhor filme. O longa ainda foi premiado em duas outras categorias do prêmio da Academia, Globo de Ouro, BAFTA e SAG Awards.

    Além do filme sobre Tupac, McQueen desenvolve um suspense com roteiro escrito por ele e pela autora Gillian Flynn (Garota Exemplar). Widows terá Liam Neeson, Viola Davis, Robert Duvall, Colin Farrell, Michelle Rodriguez e Elizabeth Debicki no elenco e estreia nos Estados Unidos prevista para novembro de 2018.

    Tupac foi um rapper, ator, poeta e ativista que vendeu mais de 75 milhões de discos ao redor do mundo, foi eleito um dos 100 maiores artistas de todos os tempos pela Rolling Stone e integra o Rock and Roll Hall of Fame. O expoente do gangsta rap lançou discos clássicos como Me Against the World (1995) e All Eyez on Me (1996) e se envolveu ativamente na rixa entre rappers das costas leste e oeste dos Estados Unidos. Tupac foi assassinado no dia 7 de setembro 1996 e os autores dos disparos não foram identificados até hoje. O principal suspeito de ser mandante do crime foi o rapper Notorious BIG, desafeto declarado de Tupac, que também foi assassinado sete meses depois.

     

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top