Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Ghost in the Shell: Juliette Binoche discute o aspecto “feminino” de seu personagem, concebido inicialmente como um homem (Entrevista Exclusiva)
    Por Renato Hermsdorff — 1 de abr. de 2017 às 08:53
    facebook Tweet

    “Evoluir significa aprimorar os seres humanos através da tecnologia?”, ela ainda provoca.

    A Dra. Ouelet, personagem de Juliette Binoche em A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell, é uma cientista que assume, direta ou indiretamente, um papel materno na vida da Major, a “ciborgue” interpretada por Scarlett Johansson na versão live-action da franquia japonesa.

    De cara, já é possível identificar uma “adaptação” do novo filme, uma vez que o personagem, originalmente, era “representado” por um homem, na animação. “Acho que é sobre perceber o papel feminino no mundo”, conceitua a renomada atriz francesa, vencedora do Oscar por O Paciente Inglês, sobre a mudança. “Para mim, é muito interessante ver uma mulher permitindo que outra busque essa perspectiva” – além de ter um trabalho assegurado, brinca a atriz.

    Das muitas questões levantadas pelo filme, ela sublinha: “Evoluir significa aprimorar os seres humanos através da tecnologia? Somos capazes de possuir ou controlar a evolução? Essa é a grande pergunta que devemos nos fazer. E o filme não dá uma resposta”, sorri, provocando.

    Confira a entrevista completa no vídeo acima. A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell está em cartaz nos cinemas brasileiros.

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top