Minha conta
    Logan: Hugh Jackman sugeriu um final diferente, semelhante ao do clássico Os Imperdoáveis
    Por Rodrigo Torres — 15 de mar. de 2017 às 19:38

    James Mangold convenceu o astro de que o desfecho que chegou aos cinemas seria mais pungente e significativo para o Wolverine.

    Atenção! Spoilers à frente!

    Logan arrebatou a praticamente todo fã do Wolverine. Um de seus pontos altos é justamente o final, quando o público se despede do Mutante das Garras de Adamantium na pele de Hugh Jackman. Pois, segundo o ator australiano, esse desfecho podia ter sido diferente. E por sugestão dele mesmo!

    Em entrevista ao Yahoo!, Hugh Jackman conta que Logan tem a influência de outro faroeste além de Os Brutos Também Amam: Os Imperdoáveis, clássico recente de Clint Eastwood. No filme, o ator/diretor vive William Munny, um assassino aposentado com o mesmo lastro de violência do Wolverine, o mesmo pesar pelas mortes que carrega nas costas e que, também, retorna ao ofício para o seu último serviço sangrento.

    Clint Eastwood em Os Imperdoáveis.

    "É mais poderoso que Munny não morra ao final", explica Hugh Jackman sobre o protagonista de Os Imperdoáveis. "Você deduz que ele vai morrer, mas, ao aceitar aquela missão final e abater todo mundo, ele abraça toda a escuridão que tentou deixar de lado. Agora ele tem de viver com isso, o que é quase mais devastador", diz o ator, elucidando por que pensava na opção de deixar o Wolverine vivo como seu mais melancólico desfecho.

    "Sempre pairou que Logan, possivelmente, iria morrer", Hugh lembra: "Eu disse: 'Sejamos abertos, pois pode ser mais poderoso que ele não morra.' Então, com a referência de Os Imperdoáveis em mente, ele fez a sugestão. Então, com um destino muito claro do Wolverine em mente, o diretor e roteirista James Mangold convenceu-o do final que foi aos cinemas como o melhor.

    Hugh Jackman como um velho Logan.

    "James sempre esteve convicto daquele final, e ele estava certo", admite o ator australiano, considerando o fator de cura do Wolverine e sua quase imortalidade nas HQs, nas animações, no cinema, sempre, como o aspecto de contraste que tornava sua morte a conclusão mais adequada: "Diferente de um personagem humano, o que há de mais pungente para alguém que se pensa ser indestrutível é que ele morra dizendo 'É assim que vocês se sentem'",  diz Hugh Jackman.

    Logan é um sucesso de 4 milhões de espectadores no Brasil e US$444 milhões no mundo todo graças também ao seu belo final. O que acha desse fim alternativo?

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top