Minha conta
    Festival de Veneza 2016: Emma Stone vence prêmio de melhor atriz, drama filipino é eleito o melhor filme
    Por Bruno Carmelo — 10 de set. de 2016 às 16:45

    Além de The Woman Who Left e La La Land, Nocturnal Animals e The Bad Batch também venceram prêmios importantes.

    Julgando pela repercussão da crítica na Mostra de Veneza 2016, o romance musical La La Land - Cantando Estações e o drama com toques de suspense Nocturnal Animals pareciam os favoritos ao Leão de Ouro, mas o vencedor foi outro: The Woman Who Left, drama filipino de Lav Diaz. Em quase quatro horas, a história mostra o calvário de uma professora enviada à prisão durante 30 anos por um crime que não cometeu.

    Nocturnal Animals, de Tom Ford, ficou com o Grande Prêmio do Júri, espécie de segundo lugar (leia a nossa crítica), enquanto o filme pós-apocalíptico The Bad Batch, com direção de Ana Lily Amirpour, sobre uma comunidade de canibais, ficou com o Prêmio Especial do Júri. O troféu de melhor diretor foi dividido entre o mexicano Amat Escalante, pela ficção científica La Region Salvaje, e Andrei Kontchalovski, pelo drama Paradise. Curiosamente, o russo venceu o mesmo prêmio dois anos atrás, por As Noites Brancas do Carteiro.

    Nos prêmios de atuação, destaque para Emma Stone, escolhida a melhor atriz por La La Land, e que já parte como forte candidata ao próximo Oscar. O argentino Oscar Martinez venceu o prêmio de melhor ator pelo drama El Ciudadano Ilustre.

    Confira todos os vencedores:

    Competição oficial
    Melhor filme: The Woman Who Left, de Lav Diaz
    Grande prêmio do júri: Nocturnal Animals, de Tom Ford
    Prêmio especial do júri: The Bad Batch, de Ana Lily Amirpour
    Melhor diretor: Amat Escalante, por La Region Salvaje, e Andrei Kontchalovski, por Paradise
    Melhor atriz: Emma Stone, por La La Land
    Melhor ator: Oscar Martinez, por El Ciudadano Ilustre
    Melhor ator/atriz revelação: Paula Beer, por Frantz
    Melhor roteiro: Noah Oppenheim, por Jackie
    Prêmio Luigi Di Laurentiis: The Last of Us, de Ala Eddine Slim

    Mostra Horizontes
    Melhor filme: Liberami, de Federica Di Giacomo
    Prêmio especial do júri: Big Big World, de Reha Erdem
    Melhor diretor: Fien Troch, por Home
    Melhor atriz: Ruth Diaz, por Tarde Para la Ira
    Melhor ator: Nuno Lopes, por São Jorge
    Melhor roteiro: Wang Bing, por Bitter Money
    Melhor curta-metragem: La Voz Perdida, de Marcelo Mantinessi

    Mostra Venice Classics
    Melhor documentário sobre cinema: Le Concours, de Claire Simon
    Melhor restauração de filme: Break Up (Brinquedo Louco), de Marco Ferreri

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top