Minha conta
    Ava DuVernay conta que quase aceitou dirigir Pantera Negra
    Por Rodrigo Torres — 20 de jul. de 2015 às 19:19

    "Provavelmente, nada que eu faça chegará a tantas pessoas, e eu via valor nisso. Mas as pessoas têm interesses diferentes."

    Indicada ao Oscar por Selma - Uma Luta pela Igualdade, Ava DuVernay foi a primeira (e surpreendente) escolha da Marvel para dirigir Pantera Negra. De maneira diplomática, a diretora revelou, há poucas semanas, que diferenças criativas a impediram de aceitar o convite. Pois, nesse fim de semana, a cineasta conta que balançou e quase disse "Sim!" diante da oportunidade de dirigir um filme de tão grande alcance.

    “Em um momento, a resposta era 'Sim', porque eu via valor em levar aquela imagem e cultura em um cenário amplo, mundial", disse DuVernay sobre o que seria um empolgante filme de ação, e ainda assim "focado em um homem negro como um herói" — o que seria "bem revolucionário".

    "Esses filmes vão a todos os lugares, de Shangai ao Uganda, e, provavelmente, nada que eu faça alcançará tantas pessoas, então, eu vi valor nisso. Por isso as conversas continuaram, porque eu estava interessada nisso. Porém, todos estão interessados em coisas diferentes.", explicou Ava DuVernay, mostrando que mesmo uma diretora de destaque vive um dilema profissional universal: liberdade versus projeção. A convicção artística prevaleceu.

    Pantera Negra estreia teve sua estreia adiada para julho de 2018.

    Marvel
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top