Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Dezesseis Luas, Hitchcock e Amanhecer Violento são as principais estreias da semana
    Por AdoroCinema - Filme B — 1 de mar. de 2013 às 11:42
    facebook Tweet

    O circuito conta ainda com o lançamento de outros quatro filmes, incluindo uma comédia nacional e o drama vencedor do Urso de Ouro.

    por Lua Amora

    Um romance sobrenatural, uma biografia de um ícone ou um longa de ação? Pode preparar a pipoca, nesta sexta-feira sete produções invadem os cinemas e tem filmes para todos os gostos. Dezesseis Luas estreia na liderança, com 430 salas em todo o país, seguido pela comédia nacional Colegas e pelo remake Amanhecer Violento, estrelado por Chris Hemsworth (Thor: O Mundo Sombrio) e Josh Hutcherson (Jogos Vorazes - Em Chamas).

    A cinebiografia Hitchcock tem uma lançamento restrito, com 47 salas em seis cidades: São Paulo, Rio, Brasília, Curitiba, Salvador e Belo Horizonte. Completando a programação, tem ainda o vencedor do Urso de Ouro César Deve Morrer e os dramas Na Neblina e Atrás da Porta.

    Confira abaixo as críticas do AdoroCinema, os trailers das estreias e a opinião da imprensa:

    Dezesseis Luas: "Seguindo a fórmula estabelecida por Crepúsculo, Dezesseis Luas é uma pedida e tanto para quem curtiu as aventuras de Bella, Edward e Jacob ao longo de quatro anos. Para quem torce o nariz, fica o aviso de que o filme ao menos é melhor atuado e produzido...". Leia a crítica completa e confira a opinião da imprensa.



    Colegas: "E é assim, sem máscaras, tirando sarro da deficiência com naturalidade, que ele convoca você a pensar que o igual pode ser apenas uma questão de ponto de vista. Afinal, quem é o diferente? Colegas é ousadia, é entretenimento e, acima de tudo, é uma convidativa comédia amiga do bom humor". Leia a crítica completa e confira a opinião da imprensa.



    Amanhecer Violento: Crítica em breve. Confira a opinião da imprensa.



    Hitchcock"...a postura adotada pelo filme de Gervasi tem o seu valor, porque interpreta Hitchcock como persona, como figura popular, moldada pelo imaginário coletivo, para quem a fronteira entre fato e ficção sempre foi muito tênue. Mais do que retratar a vida de um homem, Hitchcock se diverte ao reinventar um mito". Leia a crítica completa e confira a opinião da imprensa.



    César Deve Morrer: "A produção é emocionante. Em determinada cena, um dos atores diz: "No momento em que conheci a arte, esta cela se tornou uma prisão." A sequência é bela e as palavras penetram no coração e na mente do espectador". Leia a crítica completa e confira a opinião da imprensa.



    Na Neblina : Confira a opinião da imprensa.



    Atrás da Porta: "Baseado no romance da premiada e popular escritora Magda Szabo (mesmo nome e profissão da antagonista), não dá para dizer que é um drama comum, de fácil assimilação". Leia a crítica completa e confira a opinião da imprensa.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top