Minha conta
    Back to Black: Como está hoje o ex-marido de Amy Winehouse, Blake Fielder-Civil, interpretado por Jack O’Connell no filme
    Diego Souza Carlos
    Apaixonado por cultura pop, latinidades e karê, Diego ama as surpresas de Jordan Peele, Guillermo del Toro e Anna Muylaert. Entusiasta do MCU, se aventura em estudar e falar sobre cinema, TV e games.

    Cinebiografia da artista já está em cartaz nos cinemas brasileiros.

    A aguardada cinebiografia de Amy Winehouse já está em cartaz nos cinemas de todo o Brasil. Dirigido por Sam Taylor-Johnson, de Cinquenta Tons de Cinza, e estrelado por Marisa Abela, conhecida por Industry e Barbie, o filme aborda a história do lançamento do famoso álbum de estúdio Back to Black.

    Com a promessa de contar a história nunca vista antes da ascensão precoce de Amy Winehouse à fama, o projeto tem o intuito de apresentar o olhar da cantora de ritmos como soul, jazz e R&B, e discorrer sobre o relacionamento que inspirou um dos discos mais lendários da indústria musical.

    Back To Black
    Back To Black
    Data de lançamento 16 de maio de 2024 | 2h 02min
    Criador(es): Sam Taylor-Johnson
    Com Marisa Abela, Jack O'Connell, Eddie Marsan
    Usuários
    4,2
    Adorocinema
    2,0
    Ver sessões (7)

    Parte da trajetória da artista, o projeto destaca também o casamento entre ela e Blake Fielder-Civil, interpretado por Jack O’Connell (Skins) no longa. Após dois anos de namoro, eles se casaram em 2007. Em uma luta contra o vício em álcool e drogas, os dois se separaram pouco tempo depois, mas mantiveram contato.

    Segundo a mídia especializada, a visão dada a Fielder-Civil foi amenizada no longa. Na época em que os dois mantiveram um relacionamento, relatos sobre o ciúme de Blake eram constantes, além da introdução de Amy ao uso de heroína, que ele admitiu anos após a morte da cantora. Oito anos depois do falecimento da artista, ele perdeu um processo por 1 milhão de euros da herança deixada por Amy, além de ter uma pensão negada.

    Jon Kopaloff/Getty Images / Universal Pictures

    "Eu era um viciado em drogas de 20 e poucos anos. Não tinha ideia alguma de como ficar sóbrio, muito menos como fazer isso com alguém que era uma grande engrenagem na máquina de uma gravadora. E havia interesses em que Amy continuasse se apresentando", disse ele em entrevista ao Good Morning Britain no final de 2023.

    “É devastador que ela não esteja aqui. Eu penso nela o tempo todo, pensei nela esta manhã quando lhe dei parabéns, ela era minha melhor amiga”, afirma. “Se não fosse por alguns fatores, acho que poderia ter sido um resultado diferente. Tudo aconteceu muito rapidamente para Amy. Nós éramos muito jovens”, refletiu.

    "Tenho que ter total liberdade criativa": Diretora de Back to Black fala sobre interferência na direção e relação com a família de Amy Winehouse (Entrevista)

    “Sou a única pessoa nessa história que já assumiu alguma responsabilidade. Cometi alguns erros graves. Eu também era dependente de drogas aos meus 20 e poucos anos. Eu não tinha ideia de como ficar sóbrio, muito menos ajudar outra pessoa”, falou.

    Ao ter contato com a cinebiografia, Blake deu uma entrevista ao NME afirmando que a experiência proporcionada pelo filme foi "quase terapêutica", pois sentiu que a representação de sua pessoa no projeto foi "precisa". "O problema é que a história que tem sido perpetuada, ou a narrativa, é algo que entendi muito rápido que não era do interesse do elenco e da equipe do filme repetir."

    “São marcos de evolução de Amy”: Em Back To Black, cinebiografia de Amy Winehouse, cada detalhe da caracterização faz a diferença

    Atualmente, Blake tem dois filhos com Sarah Aspin, sua ex-namorada, e vive em Leeds, na Inglaterra.

    *Fique por dentro das novidades dos filmes e séries e receba oportunidades exclusivas. Ouça OdeioCinema no Spotify ou em sua plataforma de áudio favorita, participe do nosso Canal no WhatsApp e seja um Adorer de Carteirinha!

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Comentários
    Back to Top