Minha conta
    O remake deste filme de terror foi um fracasso mas o original não deixou ninguém indiferente
    Rafael Felizardo
    Rafael Felizardo
    -Redator | Crítico
    Sonhador desde pequeno e apaixonado por cinema de A a Z, encontrou em David Lynch um modo de sonhar acordado.

    Apesar da versão original causar vômitos e mal-estar nos cinemas, o remake americano não passou de um preguiçoso suspense.

    Através dos anos, Hollywood sempre apresentou a desagradável tendência de produzir remake de filmes “estrangeiros” de sucesso - que, em grande parte, acabam se tornando um total fracasso.

    Sem fazer força para lembrar, logo vem à mente o caso do excelente longa sul-coreano, Old Boy, que viu sua adaptação americana tornar-se um grande fiasco. Da mesma forma, também temos Quarentena, um remake estadunidense sem sal do ótimo terror espanhol, [REC]. E o número só aumenta.

    Assim, hoje falaremos aqui de Martyrs (2016), uma bomba cinematográfica norte-americana que falhou em entregar a essência do original francês: Mártires (2008).

    Remakes que não precisam existir (mas Hollywood vai fazer mesmo assim)

    Em 2008, os amantes do terror foram apresentados ao filme francês Mártires, dirigido por Pascal Laugier. Na trama, acompanhamos a história de Lucie, uma menina de dez anos que desapareceu há meses. Ela é encontrada em uma estrada, desorientada, sem lembrar de nada que aconteceu. Seu corpo está todo maltratado e as razões do desaparecimento são um mistério. Internada em um hospital pelos traumas sofridos, a moça faz amizade com a jovem Anna. Quinze anos depois dessa terrível experiência, Lucie embarca em uma sangrenta vingança contra os seus opressores.

    Durante sua caminhada, Mártires passou por grandes festivais de cinema, ficando marcado por conta dos desmaios e vômitos entre o público. Grandemente aclamado pela crítica por conta de sua originalidade, o longa, definitivamente, foi uma obra que não deixou ninguém indiferente: ou você o ama ou o odeia.

    Alguns anos mais tarde, a Blumhouse e The Safran Company adquiriram os direitos de distribuição da produção na América do Norte, entregando ao mundo o extremamente insosso, Martyrs - dirigido pelos irmãos Kevin e Michael Goetz.

    Blumhouse Productions
    Martyrs (2016)

    Ao contrário do filme original, que quase estreou nos cinemas franceses com classificação etária para maiores de 18 anos, Martyrs foi lançado com limite de idade de 13 anos nos Estados Unidos, transformando-se em uma mera sombra da versão verdadeira. A visceralidade do longa francês foi completamente ignorada na adaptação, sendo, o remake, tratado como uma piada entre os amantes do terror. Para se ter ideia, no Rotten Tomatoes, Martyrs encontra-se com escandalosos 9% de aprovação.

    Diretor da produção francesa, Laugier não poupou o remake americano, tecendo um comentário brutal a respeito:

    “Tentei assistir, mas não passei dos primeiros 20 minutos. Foi como ver minha mãe sendo violentada.”

    Martyrs
    Martyrs
    Data de lançamento 5 de maio de 2016 | 1h 24min
    Criador(es): Kevin Goetz, Michael Goetz
    Com Troian Bellisario, Bailey Noble, Kate Burton
    Imprensa
    2,0
    Usuários
    2,5

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top