Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    ZeroZeroZero: Dane DeHaan e Andrea Riseborough revelam que série não é sensacionalista (Entrevista Exclusiva)
    Por Vitória Pratini — 21 de abr. de 2020 às 10:33
    facebook Tweet

    Produção do Amazon Prime Video acompanha carregamento de cocaína por cinco países.

    Após muitos anos de trabalhos nos cinemasDane DeHaan retorna às telinhas para ZeroZeroZero, série original do Amazon Prime Video. O ator, que é conhecido por sua atuação em Valerian e a Cidade dos Mil PlanetasPoder Sem Limites e Versos de um Crime, agora protagoniza um drama criminal sobre narcotráfico, unindo elementos de sucesso de NarcosBreaking Bad e The Wire.

    ZeroZeroZero acompanha o transporte de uma remessa de cocaína

    Amazon Prime Video

    Baseada no livro homônimo de Roberto Saviano (Sicario, Gomorra), a produção segue a jornada de uma remessa de cocaína, desde os cartéis mexicanos que administram a produção da droga até os sindicatos italianos do crime que lidam com a distribuição mundial e as empresas americanas controlando o dinheiro que o mercado produz. No meio disso tudo está a família Lynwood, responsável pelo carregamento da droga. O patriarca Edward (Gabriel Byrne) administra sua prestigiada companhia de navegação e está disposto a colocar os negócios acima de tudo. A filha dele, Emma (Andrea Riseborough) gerencia as operações diárias da empresa de transporte marítimo de seu pai e é forçada a tomar decisões importantes para manter os negócios em movimento. Já o jovem Chris (DeHaan) vê seu mundo virar de cabeça para baixo quando sua ajuda é necessária nos negócios da família, ao mesmo tempo em que lida com uma doença genética degenerativa.

    Mas afinal, o que significa a expressão “ZeroZeroZero”? Trata-se do nome de uma farinha, que é a melhor e mais branca disponível. Além disso,nas ruas, também é um apelido para a cocaína mais pura.

    Amazon Prime Video: Vale a pena assinar o serviço de streaming?

    Dane DeHaan e Andrea Riseborough conversaram com exclusividade com o AdoroCinema sobre seus personagens e sobre os diferenciais de ZeroZeroZero frente a outras séries da mesma temática.

    ZeroZeroZero não é sensacionalista

    Amazon Prime Video

    Naturalmente, sendo uma série sobre narcotráfico, bebe de inspirações de outras produções de sucesso sobre o tema, como Narcos ou Breaking Bad — ao mesmo tempo em que é mais realista. Segundo Dane DeHaan, o assunto é popular atualmente pois trata-se de “um mundo desconhecido e perigoso, com muitas coisas empolgantes e críticas acontecendo”. Mas qual é o diferencial frente a tantas outras séries que abordam a mesma temática?

    De acordo com Andrea Riseborough, ZeroZeroZero destaca-se por não ser sensacionalista. “A série não glamouriza o tráfico de cocaína. A cocaína é uma personagem à parte e também é o efeito. O que eu gosto é que expõe o que a família italiana tenta fazer com essa indústria. Envolve jovens mães tentando cuidar das famílias e [eventos que] acabam levando as pessoas à morte. Tem muitas séries de TV sobre drogas de outras formas. Meio que sensacionaliza até o ponto que você quer fazer parte disso, mesmo que seja selvagem. ZeroZeroZero não é isso.”

    Já DeHaan acredita que o diferencial de ZeroZeroZero é “sua escala global de produção internacional. [A produção é ambientada em] três continentes distintos e muitos países diferentes. Acho que mostra sete idiomas diferentes, então certamente é, você sabe, sua própria história e única à sua maneira, e acho que o grande escopo é diferente de tudo que já foi feito antes, certamente sobre esse tópico.” A série é ambientada em cinco países diferentes: México, Itália, Senegal, Marroco e Estados Unidos, pelos quais os atores passaram.

    “É uma loucura”, disse DeHaan sobre viajar para tantos lugares diferentes. “Acho que, pelo sentido da série, ajuda a informar que é verossímil e bonito, porque você nunca sabe onde próxima cena será ao redor do mundo. É uma experiência à parte.”

    Chris Lynwood sofre de Doença de Huntington

    Amazon Prime Video

    Em ZeroZeroZero, Chris Lynwood, personagem de Dane DeHaan, está no centro do carregamento de drogas, ao lado de sua irmã, Emma. Segundo o ator, Chris é pego de surpresa mas tem uma paixão para fazer parte do negócio da família. “[Minhas inspirações foram] o roteiro. O personagem em si é muito bem escrito”, afirmou DeHaan, elogiando o livro de Saviano. “A série pega alguns dos fatos do livro e cria uma narrativa adicional com eles. Portanto, embora quase todas as histórias das células da série sejam completamente fictícias, existe um mundo onde tudo isso poderia acontecer”, comentou.

    Chris sofre de Doença de Huntington e está começando a experimentar sintomas, o que complica um pouco sua situação durante o envio marítimo de cocaína. Este foi um dos maiores desafios de DeHaan. “Era importante torná-lo o mais realista possível e honrar as pessoas com a doença. Acho incrível que, apesar da série ter um personagem com doença, não é uma série sobre uma pessoa com uma doença”. Para se preparar para interpretá-lo, o astro revelou ter pesquisado livros e documentários sobre o assunto, para passar uma imagem realista de alguém que tem Doença de Huntington. “Espero que seja legal para eles assistirem ao programa, veja alguém com doença e superando coisas incríveis ao mesmo tempo em que lida com a doença.”

    Acostumado a estrelar filmes nos cinemas, DeHaan aproveitou para elogiar os serviços de streaming, como Amazon, Apple TV+ e Quibbi. “O modo como os conteúdos têm sido desenvolvidos está mudando há algum tempo. E não é só o futuro daqui para frente. É o presente.”

    Emma Lynwood é personagem feminina sem estereótipos

    Amazon Prime Video

    Enquanto Chris entrou para o negócio da família praticamente “de paraquedas”, sua irmã, Emma Lynwood é a responsável por gerenciar as operações diárias da empresa de transporte marítimo de seu pai, sendo uma mulher de negócios que toma decisões usualmente associadas ao universo masculino. Segundo sua intérprete, Andrea Riseborough, a construção da personagem foi feita juntamente com o diretor da série. “Falamos muito sobre como ela poderia estar presa no meio daquilo, dessa negociação perigosa. Acabou que foi um sentimento de peregrinação. Sendo a cabeça de uma família criminosa muito poderosa, ela tem esse peso nos ombros de gerenciar o transporte de cocaína para todo o mundo, e de interagir no mundo, nesse sistema de pirâmide.”

    A atriz, conhecida por seus papéis em A Guerra dos SexosBirdmanOblivion e O Grito, ainda revelou a dificuldade de interpretar uma personagem sem estereótipos. “O que é interessante sobre Emma é que ela consegue liderar e tem em sua natureza coisas que inspiram respeito e poder. Ela também não dá o braço a torcer de se sentir insegura, ela quer mostrar que apesar de ser jovem, consegue dar conta do negócio da família, criar seu irmão mais novo. Sinto que levei um tempo para perceber que interpretar uma personagem feminina é quase um inception. Sem estereótipos, só alguém que se apresenta como indivíduo, ambíguo, características que você pensa que são geralmente de personagens masculinas, como vingança e controle.”

    Para Riseborough, o formato de série, de forma episódica, em oposição a um filme, permite explorar a trajetória da personagem. “Como atriz, fico meio no escuro, não sei o que vai acontecer no episódio seguinte, se minha personagem vai casar…”, brincou. “Mas isso permite que nosso produtor e nosso diretor construa junto de forma madura [a jornada de Emma]”.

    Movimento Time's Up

    Amazon Prime Video

    Andrea Riseborough foi uma das atrizes precursoras do movimento Time's Up, criado frente às denúncias de assédio sexual e moral que tem ocorrido em Hollywood, e incentivando que artistas mulheres trabalhem mais com diretoras, roteiristas e realizadoras mulheres. Quando perguntada sobre trazer um pouco de “girl power” para sua personagem em ZeroZeroZero, a atriz alfinetou: “Todas as mulheres são fortes. Acho que a minha indústria costuma impedir isso contratualmente. Apesar de que estamos superando isso, está melhorando”.

    Opinião: As mulheres em Hollywood, um passo de cada vez

    Riseborough também aproveitou para incentivar jovem meninas que querem entrar na indústria cinematográfica e televisiva: “Em um nível educacional, se conseguirmos encorajar mulheres a serem parte da indústria, a compartilhar essas perspectiva, e se pudéssemos encorajar jovens meninas seria muito útil. Quanto mais incentivo, melhor. E mais mulheres em nosso meio”.

    A primeira temporada de ZeroZeroZero está disponível no Amazon Prime Video.

    Leia mais:

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top