Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    The Flash: Confira nossa crítica da segunda temporada
    Por Katiúscia Vianna — 10 de jun. de 2016 às 10:00
    facebook Tweet

    Atenção: cuidado com possíveis spoilers!

    A primeira temporada de The Flash surpreendeu crítica e público, apresentando um protagonista carismático e uma trama dinâmica, cheia de momentos especiais para os fãs das HQs.

    Logo, o segundo ano foi cercado por muita expectativa, principalmente pela aguardada conexão com a Terra-2. Dessa vez, Barry Allen (Grant Gustin) precisou lidar com as consequências da singularidade, como a chegada de outro Flash, Jay Garrick (Teddy Sears), e a ameaça do vilão Zoom (voz de Tony Todd).

    Apesar da forte premissa, os primeiros episódios da temporada apresentaram um ritmo lento, muito por conta do espaço destinado para a introdução do spin-off Legends of Tomorrow. Pelo lado positivo, a série teve uns momentos bem-humorados. Como não rir do primeiro encontro de Barry e Patty (Shantel VanSanten), por exemplo? 

    Tudo mudou com a chegada de Zoom. Seu primeiro confronto com Flash é brutal, capaz de assustar qualquer fã diante da TV. Por mais que o antagonista tenha cumprido muito bem seu papel ao longo dos episódios (e olha que esse moço deu raiva!), a comparação com o Flash Reverso é inevitável. Afinal, a base da história é a mesma: o inimigo assumindo outra identidade para enganar Barry.

    Em questão de ritmo, The Flash teve altos e baixos. Como se trata de uma série com 23 episódios por temporada, era comum ter cenas chocantes, para deixar o espectador ansioso pela semana seguinte. Por outras vezes, personagens famosos como Trapaceiro (Mark Hamill), Grodd ou King Shark tiveram participações quase desapercebidas. 

    Já o cuidado técnico manteve uma qualidade respeitável, considerando a quantidade de efeitos especiais que a série exige e a emissora de baixo orçamento em que se encontra. Um bom exemplo disso foi o episódio comandado pelo cineasta Kevin Smith, vide a bela fotografia das cenas de Barry com a Força da Aceleração e na produção caprichada no momento do resgate do herói.

    Curiosamente, o auge da temporada aconteceu antes: a viagem para Terra-2. Este momento tão aguardado não decepcionou e foi puro entretenimento, cheio de reviravoltas. Aproveitar o tema do multiverso para trazer os atores em papéis bem diferentes foi uma ótima sacada. Destaque para Nevasca, a versão fria - literalmente! - de Caitlin (Danielle Panabaker), que virou queridinha do público. E esta trama ainda deu espaço para o mistério do Homem da Máscara de Ferro, que teve uma resolução perfeita para os nerds de plantão.

    Outros personagens coadjuvantes como Iris (Candice Patton) e Cisco (Carlos Valdes) também foram bem desenvolvidos. A primeira fugiu do status "sem sal" e provou ser uma forte protagonista feminina. Enquanto isso, o nerd mais amado de Central City ganhou um maior - e merecido - destaque, lidando com seus poderes de forma natural. Tom Cavanagh impressionou com uma nova versão de Harrison Wells, mas o aguardado Wally West de Keiynan Lonsdale ainda não disse a que veio. 

    Mas não tem jeito, o grande trunfo da série é Grant Gustin. Barry virou alvo de brincadeiras nas redes sociais - afinal, ele se intitula "o homem mais rápido do mundo" e já foi superado por outros três velocistas em diferentes ocasiões. Porém, seja no drama ou na comédia, seu intérprete consegue segurar, com carisma, a história ali contada.

    De todos os heróis da CW, o Velocista Escarlate é o mais nobre, tanto que, por vezes, poderia irritar a paciência do público se não fosse, mais uma vez, o excelente trabalho de Grant.

    O curioso é que tudo visto até agora pode mudar drasticamente. O motivo? A chocante cena final da temporada. Apesar de não ser uma finale tão impactante quanto a primeira, só esta determinada sequência deve colocar toda a história de Barry Allen sobre uma nova perspectiva. Uma jogada ousada dos produtores. Enquanto só resta esperar a próxima temporada, é inegável perceber que a qualidade de The Flash até caiu, mas o show segue um prato cheio para os fãs do gênero.
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top