Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Godzilla vs Kong: Visitamos o set do novo filme da Warner Bros. Pictures
    Por Barbara Demerov — 22 de fev. de 2021 às 13:40
    facebook Tweet

    Trazendo o épico duelo entre os maiores monstros do cinema, a sequência de Godzilla II: Rei dos Monstros estreia em março!

    Visitar o imenso set de um filme sobre monstros míticos na Austrália não é uma atividade tão comum na vida de um jornalista. Na verdade, é extremamente incomum! Mas, em março de 2019, pude vivenciar isso durante uma cobertura para o AdoroCinema. Há cerca de dois anos eu chegava à Gold Coast a convite da Warner Bros. Pictures e pude conhecer todo o processo de um filme de Hollywood -- da teoria à prática.

    O filme em questão é Godzilla vs Kong, uma produção "gigante" não apenas no que se diz respeito ao título como também a cada ambiente de filmagem que visitei. Apesar de não ter presenciado um duelo de titãs no local, eu e os demais jornalistas ali presentes nos impressionamos com a riqueza de detalhes apresentada pela equipe de produção ao longo do dia.

    Godzilla vs Kong: Novo trailer mostra duelo de titãs ao som de trilha que quebra tradições

    Da chamada War Room ("sala de guerra" onde estão reunidos todos os detalhes e artes relacionados ao visual de personagens, assim como cenários e objetos que os compõem) até os Sound Stages (sets de filmagens a prova de som, alguns com 2 ou 3 quilômetros de extensão), pude conversar com profissionais que atuam na frente e atrás das câmeras.

    A aguardada sequência de Godzilla: Rei dos Monstros -- que já havia sido rodada também no Havaí -- conquistou total dedicação dos profissionais de cinema do local com o uso de 8 dos 9 Sound Stages disponíveis no Village Roadshow Studio (mesmo local em que AquamanThor: Ragnarok foram filmados tempos antes).

    E, não importa o quanto você seja fã de cinema: pisar em um grande estúdio de outro país (ou melhor: continente!) é uma experiência especial que te deixa muito próximo da magia da Sétima Arte -- especialmente se tratando de um blockbuster hollywoodiano.

    Na visita ao set de Godzilla vs Kong (que se passa 5 anos após os eventos de Rei dos Monstros), o diretor Adam Wingard (Você é o PróximoBruxa de BlairDeath Note) e os atores Démian BichirJulian Dennison conversaram com a imprensa dentro do Sound Stage 8, em que se encontrava um cenário impressionante: um laboratório envolto do crânio gigante de Rei Ghidorah, kaiju derrotado com muito custo por Godzilla.

    O esqueleto realmente possui um tamanho colossal e imponente, visto que o estúdio em que foi montado é um dos maiores dentro do Village Roadshow. Naquele dia, acompanhamos algumas cenas com a atriz Millie Bobby Brown (que não pode conversar com a imprensa), Dennison e Shun Oguri. Nelas, observamos a tentativa de Madison (Bobby Brown) em infiltrar o esqueleto de Ghidorah a fim de descobrir as intenções reais da empresa APEX, que será introduzida no longa.

    Após os takes, a equipe da Warner nos guiou para observar de perto os detalhes daquele que outrora foi Ghidorah. Os profissionais explicaram que os detalhes do monstro foram esculpidos de forma meticulosa. O resultado é impressionante e, ao vivo, ele parecia um fóssil de dinossauro. Dos dentes gigantes aos fios que o conectavam ao laboratório, os detalhes eram tantos que foi impossível dar apenas uma rápida olhada.

    TECNOLOGIA VS ANCESTRALIDADE

    Entre um "ação!" e outro, um dos pontos que Wingard e a equipe de criação de Godzilla vs. Kong tocaram é que o longa apresentará um visual sombrio e de estilo antigo, ao mesmo tempo que trará como contraponto a tecnologia da misteriosa empresa APEX.

    Ainda não se sabe se a corporação atuará como a vilã da narrativa ou se é apenas uma derivação da Monarch, mas tudo indica que sim: a APEX pode ser "do mal". Ao lado do visual moderno inserido na figura mítica de Ghidorah, tudo indica que o filme irá garantir equilíbrio entre passado e futuro, humanidade e tecnologia.

    O diretor Adam Wingard dentro da grande estrutura que mescla tradição mitológica e tecnologia

    Dentro da War Room, um dos locais mais secretos dentro de qualquer produção de Hollywood, eu e jornalistas de diferentes partes do mundo tivemos acesso às artes conceituais da superprodução.

    Além do mistério da APEX, desde Kong: Ilha da Caveira há uma teoria ganhando espaço no MonsterVerse da Warner: o conceito da Terra Oca, local que pode ter originado Godzilla, Kong e todos os monstros da ficção. Será que veremos o aguardado local na telona?

    Expectativas à parte, algo que ficou claro nas imagens conceituais é o crescimento de Kong. O monstro da Ilha da Caveira está maior e, segundo a equipe, isso se deve ao crescimento natural da criatura, que inclusive foi citado no filme de 2017. Contando com a menção de um crescimento esperado dentro da franquia de monstros, a produção se ateve a isso.

    TIME GODZILLA E TIME KING KONG

    Segundo Adam Wingard, o elenco (que também conta com Alexander Skarsgard e Rebecca Hall) irá trazer divisões na narrativa e, mais do que isso, certa "predileção" a um dos monstros. Ou seja: não é só o público que vai defender um dos lados! O diretor, que sempre foi fã de ambos os monstros, explicou que este detalhe é importante para o andamento da história como um todo.

    "O time de Godzilla é liderado por Maddie (Bobby Brown). Já o time de Kong terá total relação à jornada do personagem de Skarsgard. É o ponto culminante de suas jornadas, pois todos estão tentando desvendar a história", conta Wingard. No entanto, o diretor também destacou que o público verá mais criaturas na tela além das esperadas.

    Godzilla vs Kong: Afinal, quem venceria essa luta?

    A VISÃO DO ELENCO SOBRE A HISTÓRIA E O CLIMA NO SET

    Com esta divisão de arcos, o roteiro de Godzilla vs Kong ganhou um potencial aos olhos do elenco: o de dar mais camadas e complexidade. Nas entrevistas entre as filmagens, foi Démian Bichir (A Freira) quem destacou este ponto à imprensa.

    "A história é muito, muito interessante e importante. Tem a ver com a forma como lidamos com nosso próprio destino como seres humanos. Os monstros podem representar muitas coisas diferentes", diz o ator que interpreta o misterioso bilionário Walter Simmons.

    "Estes [os monstros] são os próprios fantasmas e demônios com os quais todos lidamos; seja guerra, fome, discriminação, racismo, todos os tipos de coisas. Claro, o filme não é sobre isso, mas você pode interpretá-lo da maneira que quiser. A obra possui um conjunto muito bom de personagens, então qualquer um que goste de filmes ficará satisfeito. E será muito fácil para todos se relacionarem com alguns dos personagens. Talvez alguns de nós se identifiquem com o próprio Kong ou Godzilla, de maneiras diferentes. Especialmente se nos sentimos deixados de fora, sentirmos que somos minoria", afirma.

    Após a entrevista com Bichir, retornamos ao set para observar mais algumas cenas com Bobby Brown e Dennison. Através de uma TV que nos mostrava como a cena estava sendo filmada, acompanhamos alguns takes de uma sequência tensa que antecedia um embate entre o elenco-mirim e alguns soldados (seriam da APEX?).

    Godzilla vs Kong: Entenda o confronto ao longo das décadas no cinema

    Entre pausas, o jovem ator de Deadpool 2 deu detalhes sobre sua experiência no set com Adam Wingard: "Ele se mostra realmente aberto a nos ouvir. Adam não chega ao set dizendo 'vamos fazer deste jeito', pois ele quer saber o que nós gostaríamos de fazer. Adam é capaz de nos deixar trazer um pouco de luz ou um pouco do que queremos para o personagem. E eu realmente aprecio isso", diz.

    A IMPORTÂNCIA DE HONG KONG NA TRAMA DE GODZILLA VS KONG

    No trailer divulgado pela Warner Bros., Pictures em janeiro, é possível ver trechos em uma cidade escura, cheia de outdoors e efeitos neon. Trata-se de Hong Kong, local que será o palco da luta final de Godzilla e Kong. Para o diretor, era preciso encontrar um cenário que já tivesse um aspecto futurista como base.

    Na foto do set está Shun Oguri, que interpreta Ren Serizawa

    "Nosso filme se passa um pouco no futuro, em uma realidade diferente e alternativa da qual estamos. Desde o início, eu já imaginei que o filme seria um pouco mais futurista, mesmo não tendo uma data exata. Da mesma forma que eu sempre imaginei fazer uma grande cena de luta entre Kong e Godzilla em uma cidade grande e com neon em volta, com tons turquesa, azul e rosa", explica Wingard.

    Como o trailer já indica, essa luta tem tudo para ser realmente épica e deve agradar bastante os fãs de kaijus. Ao menos a espera está cada ficando cada vez mais curta: Godzilla vs Kong estreia em 25 de março!

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top