Meu AdoroCinema
    Guerra Fria
    Guerra Fria
    Data de lançamento 7 de fevereiro de 2019 (1h 28min)
    Direção: Pawel Pawlikowski
    Elenco: Joanna Kulig, Tomasz Kot, Borys Szyc mais
    Gêneros Drama, Romance
    Nacionalidades Polônia, Reino Unido, França
    Ver o trailer
    Assista agora
    Imprensa
    4,2 21 críticas
    Usuários
    3,7 94 notas e 17 críticas
    Adorocinema
    5,0
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Não recomendado para menores de 14 anos
    Durante a Guerra Fria entre a Polônia stalinista e a Paris boêmia dos anos 50, um músico amante da liberdade e uma jovem cantora com histórias e temperamentos completamente diferentes vivem um amor impossível.
    Título original

    Zimna Wojna

    Distribuidor California Filmes
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2018
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 2 curiosidades
    Bilheteria no Brasil 28 944 entradas
    Orçamento -
    Idiomas Polonês
    Formato de produção -
    Cor Preto & Branco
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Assista ao filme

    Online
    Alugar
    Veja todos os filmes online

    Críticas AdoroCinema

    5,0
    Obra-prima
    Guerra Fria

    Encontros e desencontros

    por Bruno Carmelo
    Uma tela quadrada. Ao contrário de muitos filmes históricos que preferem a imensidão do widescreen para retratar os espaços, Cold War fecha sua imagem num formato apropriado ao retrato. A escolha se justifica: o mais importante neste drama serão as pessoas ao invés das localidades. Quando precisa apresentar cenários, o talentoso diretor Pawel Pawlikowski comprime os rostos no terço inferior do enquadramento e reserva a parte superior às planícies ou arranha-céus, gerando um efeito bastante singular. A maior qualidade deste projeto se encontra no agenciamento impecável de imagens. O cineasta evita o formalismo egocêntrico, do tipo que chama atenção apenas à destreza do autor, oferecendo imagens perfeitamente adequadas à descrição dos personagens, das ações, e da triste história de amor que se desenvolve. Tecnicamente, transparece uma inteligência ímpar e uma sensibilidade impressionant...
    Ler a crítica
    Guerra Fria Trailer (1) Legendado 2:05
    Guerra Fria Trailer (1) Legendado
    8 340 visualizações
    Guerra Fria Trailer (1) Original 1:54
    567 visualizações
    Guerra Fria Trailer (2) Original 2:02
    179 visualizações
    Pela web

    Elenco

    Joanna Kulig
    Personagem : Zula
    Tomasz Kot
    Personagem : Wiktor
    Borys Szyc
    Personagem : Kaczmarek
    Agata Kulesza
    Personagem : Irena
    Ficha completa

    Críticas de usuários

    JOÃO S.
    Crítica positiva mais útil

    por JOÃO S., em 10/02/2019

    5,0Obra-prima
    Um dos melhores filmes do ano na minha opinião. Um show de direção de Pawel Palinowski ( que mereceu, e muito, sua ...
    Leia mais
    Cláudia S.
    Crítica negativa mais útil

    por Cláudia S., em 14/02/2019

    1,5Ruim
    Simplesmente impossível sentir empatia pelo casal. Suas idas e vindas têm muito menos a ver com o ambiente histórico ...
    Leia mais
    Todas as críticas de usuários
    12% (2 críticas)
    53% (9 críticas)
    24% (4 críticas)
    6% (1 crítica)
    6% (1 crítica)
    0% (0 crítica)
    Você assistiu Guerra Fria ?
    17 Críticas de usuários

    Fotos

    11 Fotos

    Curiosidades das filmagens

    Cannes 2018

    Selecionado para competir no Festival de Cannes 2018

    Festival de São Paulo

    Selecionado para a  42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo.

    Últimas notícias

    Os melhores filmes de 2019 (até agora!) segundo o AdoroCinema
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    sábado, 6 de julho de 2019
    The Eddy: Série do diretor de La La Land escala atriz de Guerra Fria para papel principal
    NOTÍCIAS - Produção
    terça-feira, 9 de abril de 2019
    Joanna Kulig volta a cantar em Paris.
    Oscar 2019: Saiba onde assistir a todos os indicados
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    domingo, 17 de fevereiro de 2019
    Prepara o bolão, a pipoca, e corre que dá tempo!
    28 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Priscila Farias
      29/08/2019
    • Maur?cio
      Parabéns Gabriel. Crítica simplesmente fantastica.
    • Senhor Ivan
      Sem dúvida nenhuma,um dos melhores filmes estrangeiros da temporada.O filme é melancólico,traz personagens tristes e com histórias incríveis e a fotografia em preto e branco realça bem a experiência.>Assistido em 16 de Janeiro de 2019-Dou nota 8/10
    • Gabriel Vince
      Guerra Fria do diretor Paweł Pawlikowski honra a tradição contra-revolucionária mais radical do cinema polonês.O filme conta a trajetória amorosa entre Wiktor, um jovem e melancólico músico que trabalha para o Estado na busca de jovens talentos para formar um corpo artístico para apresentações oficiais do Partido, e Zula, uma camponesa que demonstra grande talento para a música.Ambos se apaixonam e resolvem deixar a Polônia brutalizada pelo comunismo e fazer sua carreira musical e amorosa numa França boêmia e capitalista - que nessa época seduzia pelo charme ocidental dos cafés, dos bares noturnos e do Jazz importado dos Estados Unidos - além do nascente Rock and Roll.Ambos conseguem considerável sucesso e começam a gozar plenamente do paraíso hedonista que tanto desejaram. Repleto de festas, bebida e sexo.Se o filme terminasse ai, soaria como uma insossa peça de propaganda anti-comunista.A beleza do filme é mostrar que a resposta não está exatamente ai, pois é nesse momento de glória que o casal tem as suas piores crises.O filme, nesse ponto, faz um resgate identitário e mostra que a resposta se encontra justamente na Polônia - mas não aquela que eles fugiram, mas sim a Polônia censurada, na Polônia rural e católica, na Polônia das canções genuinamente populares de amor (e não na Polônia das canções sobre paz, amor ao líder e reforma agrária) - enfim, na Polônia antiga e original que foi esmagada pela tirania vermelha.As cenas finais, de ambos fazendo seus votos de casamento, nos escombros de uma Igreja demolida, no ato mais provocativamente contra-revolucionário do filme, está entre as conclusões mais belas que só o cinema polonês pode nos dar.
    Mostrar comentários
    Back to Top