Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Doentes de Amor
    Doentes de Amor
    Data de lançamento 19 de outubro de 2017 (2h 00min)
    Direção: Michael Showalter
    Elenco: Kumail Nanjiani, Zoe Kazan, Holly Hunter mais
    Gêneros Drama, Comédia , Romance
    Nacionalidade EUA
    Ver o trailer
    Assista agora
    Imprensa
    4,1 18 críticas
    Usuários
    4,0 126 notas e 8 críticas
    Adorocinema
    3,5
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Não recomendado para menores de 12 anos
    O comediante e motorista de Uber paquistanês Kumail (Kumail Nanjiani) e a estudante de psicologia Emily (Zoe Kazan) se apaixonam em Chicago, mas encontram dificuldades no momento em que suas culturas entram em conflito. Quando Emily contrai uma doença misteriosa e é colocada em coma, Kumail tenta enfim resolver o conflito emocional entre sua família e seu coração.
    Título original

    The Big Sick

    Distribuidor California Filmes
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2017
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 2 curiosidades
    Bilheteria no Brasil 3 576 entradas
    Orçamento $5,000,000
    Idiomas Inglês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Assista ao filme

    Online
    Assista agora
    Veja todos os filmes online

    Críticas AdoroCinema

    3,5
    Bom
    Doentes de Amor

    Quando fazer bem feito é um baita diferencial

    por Taiani Mendes
    Kumail Nanjiani é um dos protagonistas de Silicon Valley e acumula participações em inúmeros filmes e séries. Você provavelmente já o viu em alguma coisa, só não lembra qual. Isso deve mudar a partir de Doentes de Amor, comédia dramática estrelada e roteirizada por ele – em trabalho a quatro mãos com a esposa Emily V. Gordon. Baseado na história de amor do casal, o filme dirigido por Michael Showalter (Doris, Redescobrindo o Amor) acompanha os conflitos de Kumail consigo mesmo e sua família muçulmana estabelecida nos Estados Unidos. Nascido no Paquistão, ele quer ser comediante, só finge que reza e namora secretamente uma mulher branca, algo inaceitável para seus pais tradicionalistas. Sem apresentar nada propriamente novo (por exemplo um protagonista estrangeiro que não despreza a religião conservadora de suas origens), mas muito competente no equilíbrio de comédia, romance e drama, o...
    Ler a crítica

    Trailers

    Doentes de Amor Trailer Legendado 2:25
    Doentes de Amor Trailer Legendado
    6 149 visualizações
    The Big Sick Trailer Original 2:28
    307 visualizações
    Pela web

    Elenco

    Kumail Nanjiani
    Personagem : Kumail
    Zoe Kazan
    Personagem : Emily
    Holly Hunter
    Personagem : Beth
    Ray Romano
    Personagem : Terry
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    Mário Sérgio P.Vitor
    Mário Sérgio P.Vitor

    Segui-los 4 seguidores Ler as 111 críticas deles

    4,0
    Enviada em 22 de outubro de 2017
    Ainda é possível um filme falar do singelo amor e da diária intolerância? Sim, é exatamente isso que faz DOENTES DE AMOR (THE BIG SICK). De forma leve, despretensiosa e, talvez por isso, corretíssima, a história contada nos leva a rever conceitos como amizade, amor gentil, paixão, obstinação e o mais puro sentido familiar. À princípio, pode parecer mais um daqueles filmecos feitos para uma sessão vespertina de TV, mas ele tem uma ...
    Leia Mais
    Daniel V.
    Daniel V.

    Segui-los Ler as 3 críticas deles

    1,0
    Enviada em 17 de setembro de 2017
    Péssimo, história chiche de romance, mas desta vez com a moda do cinema moderno de promover o multiculturalismo e o islamismo no países ocidentais. Filme bem bobo.
    Luiz Antônio N.
    Luiz Antônio N.

    Segui-los 42 seguidores Ler as 846 críticas deles

    3,0
    Enviada em 2 de outubro de 2017
    O comediante paquistanês, Kumail, e a estudante de graduação, Emily, se apaixonam, mas eles encontram dificuldades quando suas culturas entram em conflito. Além disso, quando Emily contrai uma doença misteriosa, Kumail deve tentar resolver a crise com seus pais causada pelo conflito emocional entre sua família e seu coração. eu gostei achei uma comédia romântica bem água com açúcar mesmo assim ainda achei legalzinha de se ver🌟🌟🌟
    Drih S.
    Drih S.

    Segui-los 23 seguidores Ler as 274 críticas deles

    3,5
    Enviada em 20 de fevereiro de 2018
    Indicado ao Oscar 2018 na categoria Melhor Roteiro Original! DOENTES DE AMOR (The Big Sick The Big Sick é uma comédia romântica dramática dirigida por Michael Showalter com roteiro, produção e atuação de Kumail Nanjiani. O longa é baseado na história verídica de como Kumail Nanjiani conheceu sua atual esposa, a co-roteirista Emily V. Gordon. The Big Sick navega pela comédia e pelo drama! O começo do filme é bem morno e até um ...
    Leia Mais
    Carlos P.
    Carlos P.

    Segui-los 8 seguidores Ler as 128 críticas deles

    4,0
    Enviada em 30 de janeiro de 2018
    O filme começa de uma maneira até clichê. Um amor complicado entre um muçulmano e uma mulher americana, um humor de leve em alguns momentos e, semelhante a diversos outros tripos do gênero, um dos membros do relacionamento fica doente. Mas o filme começa a vingar após a doença da protagonista, Emily. O filme ganha vida, seja nos momentos de lembrança de Kumail ou seja nas atuações dos pais de Emily, maravilhosamente interpretados por ...
    Leia Mais
    Natália B.
    Natália B.

    Segui-los Ler as 9 críticas deles

    4,0
    Enviada em 3 de março de 2018
    Filme simples mas com uma história bem legal e que foge dos clichês de filmes dessa categoria. Adorei!!! É aquele tipico filme que não tem como não gostar.
    Julia C
    Julia C

    Segui-los

    5,0
    Enviada em 21 de julho de 2018
    Esse filme é incrível! A história é linda e provoca uma mistura de emoções. Além de ser extremamente engraçado, o filme emociona e provoca reflexões.
    Gabriel A
    Gabriel A

    Segui-los Ler a crítica deles

    1,0
    Enviada em 19 de julho de 2019
    ruim, chato, chato, chato, eu já mencionei que é muito chato ? pois é, é chato mesmo..................
    8 Comentários do leitor

    Fotos

    19 Fotos

    Curiosidades das filmagens

    Lançamento em Festival

    O filme será lançado em 2017 no Festival de Sundance, nos Estados Unidos.

    Amor verdadeiro

    Este filme é baseado em como Kumail Nanjiani e sua real esposa, a co-roteirista, Emily V. Gordon, se conheceram e se apaixonaram.

    Últimas notícias

    Dicas do Dia: Star Wars - Os Últimos Jedi e Homem-Aranha são os destaques de hoje
    NOTÍCIAS - Lançamentos
    quarta-feira, 17 de julho de 2019
    Dicas do Dia: Os Incríveis 2 e O Regresso são os destaques
    NOTÍCIAS - Lançamentos
    sábado, 6 de abril de 2019
    Loja de Unicórnios também está na programação.
    Os Eternos: Kumail Nanjiani pode se juntar a Angelina Jolie em filme da Marvel
    NOTÍCIAS - Pré-Produção
    sexta-feira, 5 de abril de 2019
    Chloe Zhao (Domando o Destino) dirige o projeto misterioso.
    29 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Clayton S.
      um filme com uma história simples más bem produzido ao mesmo tempo divertido e dramático mais vale a pena ser visto , mostra um choque de culturas de um país para o outro , merece uma nota 7.
    • Drih S.
      Indicado ao Oscar 2018 na categoria Melhor Roteiro Original!DOENTES DE AMOR (The Big Sick)The Big Sick é uma comédia romântica dramática dirigida por Michael Showalter com roteiro, produção e atuação de Kumail Nanjiani. O longa é baseado na história verídica de como Kumail Nanjiani conheceu sua atual esposa, a co-roteirista Emily V. Gordon.The Big Sick navega pela comédia e pelo drama! O começo do filme é bem morno e até um pouco monótono, ao apresentar o dia a dia de Kumail, um motorista de Uber paquistanês e comediante de stand-up. Kumail vive nos EUA com sua família paquistanesa e sonha em se tornar um grande comediante. Uma família que seguia seus costumes e suas tradições há anos, como o fato das esposas que a mãe de Kumail arrumava para ele, todas tinham que ser paquistanesa.A partir do momento que Kumail conhece Emily (Zoe Kazan) em um de seus shows, o filme toma um grande fôlego e começa a ficar bem interessante de acompanhar. É muito gostoso de acompanhar a forma como eles vão se conhecendo e se interessando um pelo outro, na medida que começa nascer um grande amor entre ambos. Kumail começa a despertar seus sentimentos por Emily, na medida que ela também começa a se interessar por ele. Nesse momento o roteiro cresce e nos apresenta uma questão muito interessante entre o mais novo casal, que é o fato de Kumail começar a sentir algo verdadeiro por Emily, porém se esbarrar na tradição de sua família, que de certa forma ocasionaria até em sua expulsão. E no fato de Emily começar a se apegar verdadeiramente em Kumail e descobrir toda sua questão familiar.Do meio para o fim do filme entramos na parte dramática do longa, que é a parte em que Emily contrai uma grave doença e fica em coma no hospital. A partir daí, Kumail se vê na grande questão de sua vida, que é o fato de já estar apaixonado por Emily e não conseguir deixá-la no hospital. Esta segunda parte do filme é sem dúvidas a melhor, quando começamos a acompanhar o grande drama pessoal de Kumail. O roteiro começa a ficar mais sério e a tomar rumos muito interessantes. Como o fato de Kumail talvez se sentir de certa forma culpado pela situação atual de Emily (uma vez que o próprio discutiu muito sério com ela antes de ela ir parar na UTI do hospital).Nessa segunda parte do filme entram em cena os pais de Emily, Beth (Holly Hunter) e Terry (Ray Romano). Um casal muito engraçado, que deu uma suavizada na parte mais pesada da trama. Holly Hunter e Ray Romano funcionaram muito bem em cenas! Kumail Nanjiani desenvolve seu próprio papel em sua própria história, nada surpreendente, apenas normal (acho que ele funciona melhor na segunda parte do filme, porque sinceramente eu não o achei engraçado, pelo menos em partes desse filme). Zoe Kazan é a parte mais fofa do filme (eu diria). Gostei de sua personagem, gostei da sua atuação, achei bem carismática e verdadeira.Tem umas partes um tanto desnecessárias, como o fato de alguns momentos de comédias com algumas piadas, que eu acho que foge um pouco do ritmo do filme. Em alguns momentos eu não consegui sentir uma verdadeira comoção pelos protagonistas, acho que faltou um pouco de emoção.No mais: The Big Sick conta com um roteiro original de certa forma até interessante, mas nada excepcional. É um filme mais descompromissado, aquela comédia romântica com uma carga mais dramática que vale a pena conferir. [19/02/2018]
    • andersonweiser
      Um dos filmes mamão com açúcar que emociona de verdade, ainda mais pelo fato de se basear em fatos reais. Roteiro original digno da sua indicação ao Oscar.
    Mostrar comentários
    Back to Top