Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Sangue Azul
     Sangue Azul
    4 de junho de 2015 / 1h 54min / Drama
    Direção: Lírio Ferreira
    Elenco: Daniel de Oliveira, Caroline Abras, Sandra Corveloni
    Nacionalidade Brasil
    Ver o trailer
    Imprensa
    3,2 9 críticas
    Usuários
    3,0 24 notas e 9 críticas
    Adorocinema
    4,5
    Avaliar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Não recomendado para menores de 16 anos
    O circo Netuno monta lona em uma ilha paradisíaca. Zolah (Daniel de Oliveira), o homem-bala, já conhece o local. Lá ele foi criado, junto com a irmã Raquel (Caroline Abras), até o dia em que a mãe, Sônia (Sandra Corveloni), o mandou para longe temendo um incesto entre as duas crianças. Já adulto, ele reecontra a família depois de vinte anos e é chegado o momento de resolver as questões do passado que ainda o atormentam.
    Distribuidor IMOVISION
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2014
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 2 curiosidades
    Orçamento -
    Idiomas Português
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Críticas AdoroCinema

    4,5
    Ótimo
    Sangue Azul

    Cinema 4D

    por Renato Hermsdorff
    Quase dez anos depois de Árido Movie (2005), o diretor Lírio Ferreira (Baile Perfumado) volta ao comando de um longa-metragem de ficção. E à moda antiga. Filmado em película, sem estúdio, Sangue Azul é um deleite de belas imagens que teve como locação a ilha de Fernando de Noronha, em Pernambuco. A partir de um enredo arquetípico próprio (ele assina o roteiro com Fellipe Barbosa e Sérgio Oliveira), o filme conta a história de Zolah (Daniel de Oliveira) e Raquel (Caroline Abras), irmãos que foram separados na infância pela própria mãe, Sônia (Sandra Corveloni), que temia o desenrolar de uma relação incestuosa entre os dois. Ele, então, é acolhido pelo circo Netuno, comandado pelo experiente Kaleb (Paulo Cesar Pereio). Quando a trupe desembarca para uma temporada na ilha, os personagens centrais vão ter que lidar com as questões do passado.E que personagens! Zolah, o homem-bala, é um anima...
    Ler a crítica
    Sangue Azul Trailer 1:56
    Sangue Azul Trailer
    5402 visualizações
    Sangue Azul Trailer (2) Oficial 2:02
    2801 visualizações
    Pela web

    Elenco

    Daniel de Oliveira
    Personagem : Zolah / Pedro
    Caroline Abras
    Personagem : Raquel
    Sandra Corveloni
    Personagem : Rosa
    Matheus Nachtergaele
    Personagem : Gaetan
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    Crismika
    Crismika

    Segui-los 182 seguidores Ler as 301 críticas deles

    4,0
    Enviada em 27 de agosto de 2020
    Uma bela película, sem estúdio, já que esse belo filme é rico em imagens, cores e sons, Destaque para fotografia perfeita acompanhada por uma fina trilha sonora que completa as imagens. Conta uma história/lenda de forma poética sobre dois irmãos que foram separados na infância pela própria mãe (Sandra Corveloni, impecável em seu papel), por temer uma relação incestuosa entre eles. O destaque fica para o personagem central de Daniel ...
    Leia Mais
    Airlan C.
    Airlan C.

    Segui-los 10 seguidores Ler as 8 críticas deles

    4,0
    Enviada em 27 de outubro de 2014
    Incestuoso e isso provoca...Desfez-se o laço materno numa cena em que a câmera passeia dentro de uma casa simples e aconchegante, maternal. Homens do mundo, do circo, numa ilha..Phalo, músicas providencias e belas cenas, obrigado por terem nos contado essa história de forma cinematográfica na sua essência.
    Eduardo C.
    Eduardo C.

    Segui-los 8 seguidores Ler a crítica deles

    2,0
    Enviada em 28 de junho de 2015
    Fraco, excesso de metaforas, andamento sem ritmo, insiste em uma fotografia mal angulada. Com um elenco e locação de dar inveja poderia ser incrível, mas nao é.
    Guilherme L.
    Guilherme L.

    Segui-los 5 seguidores Ler as 2 críticas deles

    3,5
    Enviada em 11 de junho de 2015
    Gostei do filme, parece outro que assisti há um tempo, A história da eternidade. Parte do filme é preto e branco, o que potencializa os efeitos, as sensações e os trechos em que falas de um observador. Posso garantir, esse é um dos inícios de filme mais belos que você verá. Dividido em partes que se conectam. A estoria é bela,mas não é muita profunda. tem uma certa quantidade de cenas de sexo acima da média, mas nada vulgar. Um ...
    Leia Mais
    9 Comentários do leitor

    Fotos

    Curiosidade das filmagens

    Festivais

    Exibido no Paulínia Film Festival 2014, onde ganhou os prêmios de melhor fotografia e melhor figurino.Exibido no Festival do Rio 2014 e no Festival de Berlim 2015.

    Filmagens

    Filmado na ilha de Fernando de Noronha.

    Últimas notícias

    Começa hoje o Festival do Rio 2016! Relembre os longas vencedores das edições anteriores
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    quinta-feira, 6 de outubro de 2016
    Grande Prêmio do Cinema Brasileiro abre disputa para o voto popular
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    terça-feira, 20 de setembro de 2016
    Melhores longa de ficção, documentário e estrangeiro recebem votos até o dia da premiação, no dia 4 de outubro.
    Que Horas Ela Volta? lidera a lista de indicações ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2016
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    quinta-feira, 1 de setembro de 2016
    O aclamado longa de Anna Muylaert recebeu 14 indicações, sendo seguido por Chatô – O rei do Brasil e Casa Grande. Veja a...
    21 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Crismika
      Uma bela película, sem estúdio, já que esse belo filme é rico em imagens, cores e sons, Destaque para fotografia perfeita acompanhada por uma fina trilha sonora que completa as imagens. Conta uma história/lenda de forma poética sobre dois irmãos que foram separados na infância pela própria mãe (Sandra Corveloni, impecável em seu papel), por temer uma relação incestuosa entre eles. O destaque fica para o personagem central de Daniel Oliveira, esbanjando sexualidade e sensualidade. Um filme que vai do branco e preto no início à explosão de cores no belo cenário de Fernando de Noronha que por si só enche nossos olhos. O único defeito é que a história é um pouco arrastada, mas que não atrapalha as sensações que o filme nos passa. RECOMENDO.
    Mostrar comentários
    Back to Top