Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Êxodo: Deuses e Reis
    Êxodo: Deuses e Reis
    Data de lançamento 25 de dezembro de 2014 (2h 31min)
    Direção: Ridley Scott
    Elenco: Christian Bale, Joel Edgerton, John Turturro mais
    Gêneros Épico, Ação
    Nacionalidades EUA, Reino Unido, Espanha
    Ver o trailer
    Imprensa
    2,9 23 críticas
    Usuários
    3,7 1924 notas e 284 críticas
    Adorocinema
    3,0
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Não recomendado para menores de 14 anos
    Uma adaptação da história bíblica de Êxodo, segundo livro do Antigo Testamento. O profeta Moisés (Christian Bale), nascido entre os hebreus na época em que o faraó ordenava que todos os homens hebreus fossem afogados. Moisés é resgatado pela irmã do faraó e criado na família real. Quando se torna adulto, Moisés recebe ordens de Deus para ir ao Egito, na intenção de liberar os hebreus da opressão. No caminho, ele deve enfrentar a travessia do deserto e passar pelo Mar Vermelho.
    Título original

    Exodus: Gods And Kings

    Distribuidor Fox Film do Brasil
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2014
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 24 curiosidades
    Bilheteria no Brasil 4 089 780 entradas
    Orçamento 140 000 000 $
    Idiomas Inglês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Críticas AdoroCinema

    3,0
    Legal
    Êxodo: Deuses e Reis

    Entre milagres e pragas

    por Lucas Salgado
    Mais novo filme de Ridley Scott, Êxodo: Deuses e Reis faz uma boa parceria com outro longa lançado em 2014: Noé, de Darren Aronofsky. Em comum, as produções possuem o tema bíblico, mas também a forma ousada em que pretendem contar suas histórias. Sem se prenderem completamente ao que já está escrito, os longas tentam jogar uma nova luz sobre tais acontecimentos da Bíblia.Partindo do ponto de que não possui monstros de pedra, Êxodo é mais "realista" (com muitas aspas) do que Noé. Scott faz a opção de contar a história da mesma forma como retratou a retomada de Jerusalém pelos muçulmanos em Cruzada. Tudo é tratado de forma épica e com muita ação, algo que o diretor também não economizou em Gladiador.Não se trata de um grande filme (a não ser se olharmos apenas pelo lado da duração, afinal possui longos 151 minutos), contando com problemas de ritmo e alguns personagens desnecessários, como...
    Ler a crítica
    Êxodo: Deuses e Reis Trailer Legendado 1:30
    Êxodo: Deuses e Reis Trailer Legendado
    241 822 visualizações
    Êxodo: Deuses e Reis Trailer Original 1:37
    Êxodo: Deuses e Reis Trailer (2) Original 3:09
    Êxodo: Deuses e Reis Trailer (3) Original 1:33

    Entrevistas, making-ofs e cenas

    Êxodo: Deuses e Reis Entrevista Original com Joel Edgerton 1:31
    Êxodo: Deuses e Reis Entrevista Original com Joel Edgerton
    1 023 visualizações
    Êxodo: Deuses e Reis Entrevista Legendada com Christian Bale 1:30
    Êxodo: Deuses e Reis Entrevista Legendada com Christian Bale
    2 535 visualizações
    Êxodo: Deuses e Reis Entrevista Original com Elenco e Diretor 1:36
    Êxodo: Deuses e Reis Entrevista Original com Elenco e Diretor
    1 149 visualizações
    18 vídeos
    Pela web

    Elenco

    Christian Bale
    Personagem : Moisés
    Joel Edgerton
    Personagem : Ramses
    John Turturro
    Personagem : Seti, pai de Ramses
    Aaron Paul
    Personagem : Joshua
    Ficha completa

    Críticas de usuários

    Bruno F.
    Crítica positiva mais útil

    por Bruno F., em 10/02/2015

    5,0Obra-prima
    não é tudo conforme a biblia, mas a grande parte é verdade. diferente do fiasco que foi o Noé
    Izaias F.
    Crítica negativa mais útil

    por Izaias F., em 28/12/2014

    0,5Horrível
    Bom para quem curte cinema. Pra quem é cristão e conhece a história bíblica, é decepcionante pela falta de respeito ...
    Leia mais
    Todas as críticas de usuários
    distribuição de 284 críticas por nota
    45 críticas
    64 críticas
    84 críticas
    36 críticas
    27 críticas
    28 críticas
    Você assistiu Êxodo: Deuses e Reis ?
    284 Críticas de usuários

    Fotos

    51 Fotos

    Curiosidades das filmagens

    Filmes bíblicos

    Este é um de dois filmes de grande orçamento do Antigo Testamento a serem lançados em 2014, o outro sendo Noé.

    Uma troca de papéis

    Darren Aronofsky originalmente queria Christian Bale para interpretar o papel principal em Noé mas Bale recusou devido a conflitos de agenda. O papel eventualmente foi para Russell Crowe, um colaborador frequente nos filmes de Ridley Scott. Bale foi posteriormente escalado como Moisés, outra figura bíblica, neste longa dirigido por Scott.

    Surpresa!

    Joel Edgerton descobriu que tinha conseguido o papel de Ramsés quando recebeu múltiplos emails de parabéns de pessoas que haviam visto a escalação do elenco na internet.
    24 curiosidades

    Últimas notícias

    Relembre casos recentes de embranquecimento em Hollywood
    NOTÍCIAS - Pré-Produção
    sábado, 2 de setembro de 2017
    Cabra de A Bruxa aparece em Ao Cair da Noite
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    terça-feira, 13 de junho de 2017
    O intérprete de Black Phillip está de volta ao gênero do terror!
    10 atores que interpretaram Deus nos cinemas
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    sábado, 8 de abril de 2017
    O Todo Poderoso acabou de ganhar uma nova roupagem na pele de Octavia Spencer em A Cabana.
    41 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Rafael O.
      O filme não foi baseado direto na Bíblia,e sim no Tora hebraico,se você for traduzir a história direto do hebraico algumas palavras podem mudar o sentido de algumas coisas,em algumas partes (ou uma,sei lá...) do Tora podemos subentender que Moisés tenha dado uma de guerrilheiro no Egito,além de que tem coisas adicionadas no filme que é só raciocinar que deve ter sido daquele jeito... Muitos cristãos falam de obras que não são 100% fiel a Bíblia,mas esses mesmos Cristãos também não são... o que dizer...
    • Cleiton C.
      O filme da um sentido ao história bíblica, porém maior parte do filme mostra coisas que não estão na Bíblia, então para mim filme ficou uma bosta; ele está igual a Noé (que foi mil vezes pior), prefiro lê a Bíblia que me edifica e me da um melhor entendimento da palavra de Deus.
    • Juliana D.
      Não é verdade e vc sabe disso, estamos debatendo sobre um filme que tentou mostrar um dos livros sagrados que foi EXÔDO, nós sabemos da verdadeira história. Eu sou crente e não posso ser conivente com algo contrário a DEUS. Em Mt 5,18 : “Porque em verdade vos digo: até que o céu e a terra passem, nem um jota (a letra) ou um til jamais passará da lei, até que tudo se cumpra”. Jesus alerta que sobre a lei nada pode ser mudado. Ele continua em Mt 5, 19 dizendo que os mandamentos da lei não devem ser violados.Em Lc 16,17 Jesus, também, afirma que nenhum til da lei deverá cair, ou seja, o valor da lei de Deus não deve ser desconsiderado, e sim ser reconhecido através do seu seguimento. Deus abençoe!
    • Gwen Stacy
      verdade, também acho o Bale um mala
    • Jackeline d.
      Crítica relacionada ao filme: Êxodo: Entre Deuses e Reis“Épico, grandioso, maravilhoso, espetaculoso, mas acima de tudo, humano.”Aos de crítica contrária, que viram-no com decepção, dado o filmeabster-se de apresentar certos fatos Bíblicos, ditos miraculosos, lamento, poisque não compreendem que “Fé inabalável sóo é a que pode encarar a razão, em todas as épocas da Humanidade” como dizKardec, em o Evangelho Segundo o Espiritismo.E, portanto, continuam com seus “cajados dogmáticos” tentandoimpressionar as pessoas pelo medo do miraculoso, a fé cega e irracional queleva a massa a crer em tudo que está escrito nos livros Bíblicos, ao pé daletra.Não se prezam sequer a avançar seus estudos, para compreender melhor, osporquês da linguagem alegórica e simbólica, utilizadas nas descrições daquelaépoca. Quem quiser ter uma noção, é sóvislumbrarem os escritos do Profeta Ezequiel, a beira do Rio Quebar, quandoteve sua primeira visão do “Trono de Deus”, presente em o Velho Testamento noLivro de Ezequiel, Capítulo 1.Caros irmãos, devemos pontuar que, em pleno século XXI, graças aosavanços intelectivos tecnológicos, conquistas humanas inspiradas e intuídaspela Espiritualidade Maior, o ser humano começa a entender o oculto, ecompreender que tudo é natural, explicável e compreensível.Deste modo, o filme, “Êxodo: Entre Deuses e Reis”, se encaixaperfeitamente aos tempos em que o homem cansado de “tantas conversas pra boidormir” de “historias do Lobo-Mau” para assustar criancinhas, quero dizer,nestes tempos, não mais aceitam as imposições de uma fé cega e irracional quese agarram demasiadamente a seus “cajados dogmáticos”, com o receio de operderem, ou melhor, de perderem-se num “mar” de informações e revelaçõescientíficas que se abrem dia a dia aos nossos olhos, e que por este, têm medode as conceberem, pois que não a compreendem.Graças ao bom Deus, alguns aqui, não são aqueles que autorizam a rodagemou não, desses filmes em nossas salas de cinema, senão correríamos o risco,como aconteceu em outros países, do filme não passar por aqui, só porquedemonstrou que foi pelo trabalho escravo de um povo, que se construíram aspirâmides e que o mar vermelho não se abriu ao bater do cajado de Moisés, masfoi antes um fenômeno natural, como o Tsunami, onde o mar se recua para depoisretornar em grandes ondas, e pelo que compreendemos, não foi ao acaso, porque oacaso não existe, e sim teve uma causa, um propósito divino, que era deacontecer naquele exato momento, para permitir que os Hebreus o atravessassem.Acredite se quiser: “A natureza não faz milagres, faz revelações”, comodizia, Carlos Drumond de Andrade, ou continuem com seus “cajados dogmáticos”cegos pelas crenças ultrapassadas que já fizeram sua época.Ao diretor Ridley Scott, obrigado pela audácia e coragem de nos colocartão próximo, da racionalidade. “Graças ao avanço da tecnologia, digo doprogresso intelectual e científico do homem, a sétima arte hoje é capaz decontar com precisão de detalhes, as grandes e verdadeiras Histórias daHumanidade”, parabéns Ridley Scott e a todo o elenco de produção, continuemproduzindo filmes assim, por favor!Há, quanto a Deus, Ele entende nossas discussões pueris, fruto de nossapequenez intelecto-moral, que avança a passos lentos. E viva a evoluçãoespiritual!Que assim Seja!
    • Gabriel S.
      Ta certo que não é um retrato exato da bíblia, mas, poxa, tirar a cena mais legal vei? Aquela chatice de mar secando de uma hora pra outra? Aff...
    • Gwen Stacy
      Pura verdade, maravilhoso aquele filme, obra de arte
    • Gwen Stacy
      O clássico, "Os Dez Mandamentos" de 56 é muitooo melhor que esse galera, recomendo
    • Gwen Stacy
      que revoltada kkkkkkkkk
    • Manoel T.
      eu gostei
    • Cristiane O.
      É claro! Ainda bem que somos livres pra escolher o que assistir também, se achamos que algo nos ofende, é melhor nem ver...
    • Fabio Romano
      Não assisti o filme como estivesse lendo a biblia, e sim como apenas um filme e acho que por isso que acabei gostando.
    • Andr? Luiz C.
      Nem vou perder meu tempo vendo este filme, pois estou cansado de ver refilmagens da mesma lenda. Será que os roteiristas de Hollywood perderam a criatividade????
    • Luceliamcd
      Oi Jessica! Respeito sua percepção, ainda mais por colocar a fidelidade bíblica em primeiro lugar. Eu tive uma percepção diferente da sua. Gostei do filme. Mas resolvi escrever Pq eu achei a forma como eles retrataram a abertura do mar sensacional. A Bíblia é bem clara dizendo que Moisés deu o primeiro passo antes das águas de abrirem. Ou seja, ele acreditou, teve fe. Apesar da maré ter baixado antes da entrada deles, ele entrou ainda com o mar com água! Ou seja, ele acreditou, ele teve a fé descrita na bíblia. Quando os egípcios se aproximam você percebe claramente as águas do mar ao lado desafiando qualquer lei física. O mar totalmente aberto para eu eles passem! Eu achei sensacional! Uma sacada e tanto! :) boa tarde a todos! Fiquem com Deus!!!
    • Rafael O.
      Na realidade pra mim o filme creditou sim as pragas e tudo mais a Deus,o filme foi bem explicito ao mostrar que era Deus quem iria mandar as pragas e que o mesmo queria castigar o Egito e humilhar o faraó,eu também gostei do filme,MUITO BOM!!!!!
    • Deka M.
      Amei o filme...Cenas impressionantes sobre as pragas do EgitoO Deus interpretado por uma criança foi uma sacada genial...aquele semblante angelical e obscuroSe você é cristão não vá esperando que seja fiel ao texto..Ridley Scott não fez um filme evangelizador e sim pegou uma historia biblica incrivele fez a sua maneira...Inclusive dá respostas lógicas a tudo que aconteceMas não tira o merito de Deus mas ao mesmo tempo vc pode não creditar a eleé um filme pra Ateus e cristãosEu como cristã..gostei sim do filme e assistiria novamente
    • Cristiane O.
      Olá Nilton. Com certeza, sem levar nada pro lado pessoal rsrs. Obrigada pelo comentário.Abraços
    • Vinicius S.
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkNão basta ser ateuzinho geração toddynho,tem que ser burro ainda,kkkkkkkkkkkNão se fazem ateus como antigamente!
    • Vinicius S.
      Isso só mostra o quão fraco e sem criatividade o cinema está !Não basta cagar com as histórias de Hqs,mangás,livros,desenho animados,etc,agora vão fazer isso com histórias bíblicas (depois não querem discutir religião) ,simplesmente fazem qualquer merda só para ganhar dinheiro,dane-se a história,pois sabem que a maioria desses jovens (que pensam que são intelectuais) só querem saber de efeitos especias!E para os para os retardados de ''mente aberta'' vão á merda,não importa o que vcs digam,o minimo que o filme pode ser, é ser fiel á obra original,tanto livros,Hqs,etcSobre o filme Êxodo: Deuses e Reis:o filme é simplesmente fraco !Ps:não sou crente,então para os ateuzinhos geração toddynho,se vierem me xingar,pode ter certeza que eu vou xingar de volta!
    • Vinicius S.
      Que legal fera !
    Mostrar comentários
    Back to Top